Neste mês de junho tiveram inicio as atividades do Projeto Documentos da Escravidão no RS – Preservação das Cartas de Liberdade, no Arquivo Público do RS. A execução deste projeto se tornou possível através da Associação dos Amigos do Arquivo Público do RS – AAAP que conseguiu patrocínio da Petrobras.

   O projeto visa promover este acervo custodiado pelo APERS, através da digitalização das 30 mil Cartas de Liberdade referentes ao período da escravidão no RS, 1763 a 1888. Estes documentos serão disponibilizados via sistema de Administração de Acervos Públicos – AAP no portal do APERS, permitindo acesso a toda a sociedade, através da internet.

   O projeto terá duração de um ano, é coordenado pela arquivista Aerta Grazzioli Moscon e conta com a participação de estagiários do Curso de História.