APERS Entrevista: Patrícia Bosenbecker

Deixe um comentário

APERS entrevista Pesquisadora Patricia Bosenbecker

Patrícia Bosenbecker, 28 anos, é bacharel em História (FURG/2006), mestre em História (UFRGS/2011) e, a partir de março, doutoranda em Sociologia (UFRGS). Pesquisadora sobre a temática da imigração alemã, Patrícia é nossa entrevistada deste mês!

Blog do APERS: Patrícia, você poderia comentar um pouco sobre o trabalho que vens desenvolvendo atualmente?

Patrícia: Sim. Trabalho com imigração, mais especificamente imigração alemã na Região Sul do Estado, que é uma área com muitas possibilidades de pesquisa para os estudiosos da imigração. Trabalho com inventários, com mapeamento de casais imigrantes, e com os primeiros anos da colônia São Lourenço. Por outro lado, também sou bolsista e meu trabalho, nesse sentido, é fazer um levantamento sobre os escravos da metade Sul do Estado, ou seja, são duas temáticas completamente diferentes, mas que me oportunizam conhecer bastante sobre a situação da Região Sul do Estado, no século XIX. Basicamente trabalho com isso, em especial com processos de inventários e processos criminais envolvendo estas duas linhas.

Blog do APERS: Como se deu a tua aproximação com este tema?

Patrícia: Acho que tudo começou com minha primeira anotação, ainda adolescente, da história da minha família. Sentei junto a minha avó e ela ditou tudo que lembrava e tinha capacidade de fornecer como informação. A partir daí comecei a pesquisar sobre a família, não se tinha nada, nenhuma informação, foto ou qualquer coisa e essa pesquisa começou a crescer… até que cheguei aos casais de imigrantes que aportaram na Colônia São Lourenço, de onde sou natural. Quando cheguei nesses imigrantes, pronto! Sabia o que queria para minha vida! Queria ser historiadora para estudar imigração! Entrei para a faculdade e isso começou a ganhar um peso, passei a trabalhar com acervos… Lembro que o primeiro acervo em que pesquisei foi o da Biblioteca Rio-Grandense, que tem uma massa documental bem valiosa. Desenvolvi meus primeiros trabalhos nessa temática e vim para Porto Alegre para ampliar as pesquisas. São Lourenço é uma região de muitas estâncias e sempre fui fascinada por esse contraponto, a estância ao lado de uma colônia alemã. Aqui tive a oportunidade dê virar bolsita, trabalhando com processos que envolviam escravos, fazendeiros… foi muito interessante porque meu trabalho foi ligado a isso, a relação entre esses primeiros colonos imigrantes e esse sistema já montado. A pesquisa sobre escravidão foi importante para o meu crescimento profissional, mas a questão da imigração é algo que me impulsiona a trabalhar na história. Comecei fazendo a genealogia da minha família, fiquei muito curiosa com os casais e filhos que se perderam, pois se tem pouca informação sobre eles. Consegui listas de imigração, fui formando os casais e famílias… Hoje busco mais informações no sentido da condição de vida que tiveram, como se relacionaram naquele ambiente, mas quando tenho um tempinho continuo ampliando a pesquisa sobre a família.

Blog do APERS: Qual a importância do acervo do APERS para tua atuação enquanto pesquisadora?

Patrícia: Fundamental! Aqui tu tens acesso a documentos de todo o Estado, das mais variadas localidades. Não trabalhas apenas com aquela pessoa que em geral produziu mais documentos, que são os grandes fazendeiros ou militares, por exemplo. Tens acesso a documentos produzidos por muitas famílias. Trabalho com colonos, pessoas que em geral tinham um lote de terra e algumas delas eram analfabetas, então não deixaram muitos documentos. Quando tu encontras um inventário deles é fantástico, porque tem informações as mais variadas possíveis! Em alguns tu encontras informações que nem esperava, como referência a parentes na Alemanha ou de outros países… Este acervo é fundamental para o trabalho do pesquisador que gosta de fontes primárias, quem quer trabalhar com fontes precisa visitar, mesmo não sendo de Porto Alegre, o que é uma dificuldade.

Blog do APERS: Você participou da Mostra de Pesquisa do APERS, a qual valoriza o uso das fontes primárias. Enquanto pesquisadora como avalia a importância da participação de pesquisadores em eventos como a Mostra?

Patrícia: Acho muito importante esses eventos. Primeiro pelo intercâmbio entre os trabalhos, um pesquisador colabora com o outro, apresenta um arquivo que ele desconhecia ou acervo que não estava acostumado a trabalhar… O intercâmbio é para mim o mais importante, depois a oportunidade de divulgar o trabalho. Muitas vezes, assistindo à apresentação de alguém é possível obter informações que temos interesse e não sabemos muito sobre. Para alunos que estão começando a pesquisar é interessante participar para saber a quem procurar no caso de troca de informações, é um campo fundamental. Na maior parte das vezes tu ficas só produzindo artigos, são raros os eventos que tu podes falar com outros pesquisadores… Gostaria que tivesse mais nesse nível.

Blog do APERS: Qual a tua dica para os pesquisadores que estão começando agora a lidar com fontes primárias?

Patrícia: São duas. A primeira é paciência. Seja para o pesquisador que esta fazendo a genealogia ou pesquisando sobre as terras do avô ou um tio que morreu na guerra ou aquele pesquisador acadêmico, que é bolsista e vem para o Arquivo fazer um trabalho bem específico. É preciso ter paciência! A letra, a grafia dos processos é diferente do que ele está habituado a ver, então leva um tempo para conseguir pegar prática na leitura. É um trabalho demorado. Depois tem que se habituar à documentação, como manusear, entender como funcionava a administração dos sistemas… comarca, fundo, subfundo, município, distrito… às vezes não há uma boa noção disso, então é preciso estudar. Realmente é demorado, e junto com a paciência vem a persistência. A segunda dica é organização! Para o pesquisador da faculdade, o estudante em geral, o orientador já explica como é, mostra que tipos de recursos utilizar para organizar o material, como vai organizar o banco de dados, o que não pode esquecer de anotar, como página, número do processo… Mas quem está iniciando a pesquisa sobre a família ou veio apenas olhar algumas coisas, muitas vezes não consegue ter essa percepção quando está na sala de pesquisa. Ele quer fazer tudo hoje e, às vezes, não funciona assim. É importante pensar desde a primeira nota o que precisa… a página, o número do processo, da caixa/maço onde está a informação… Depois, claro, vai se dar conta que tem informação desnecessária e outra importante que esqueceu de anotar… É preciso cuidar esse quesito, o da organização do material. São essas as duas coisas para começar: paciência e organização.

Blog do APERS: Nas tuas horas vagas, quando não estás pesquisando, quais são tuas atividades preferidas de lazer?

Patrícia: Depende! Se ficar na cidade, gosto muito de filmes, então provavelmente esta vai ser a primeira atividade da lista. Também se tiver um cantinho com um pouco mais de silêncio, vou procurar alguma coisa de literatura clássica, autores do século XIX. Lembro que no colégio não lia muito, e depois fui ficando com essa vontade. Acho bem legal, é um exercício de paciência. Mas se tiver condições vou para o campo, onde minha família mora, na zona rural de São Lourenço, equilibrar minhas energias com a natureza. É o que vai me deixar de bateria carregada, pelo menos uma vez por mês, se eu consigo está ótimo!

Para acessar a dissertação de Patrícia, clique aqui.

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte IV

Deixe um comentário

     No Mundo dos Arquivos de hoje apresentamos a quarta parte de Dicas de série que nos remete ambientes de arquivos, bibliotecas e museus em suas narrativas, questões de acesso e sigilo da informação. Confira!

DAMAGES – 2ª Temporada Episódio 02: Queime, triture, não me importo. Foi uma série de ficção jurídica da televisão americana, cancelada em 2012. Narra o drama vivido pela bem-sucedida advogada Patty Hewes (Glenn Close) e sua associada Ellen Parsons (Rose Byrne) no escritório de advocacia Hewes & Associates na cidade de Nova York, além de mostrar suas vidas pessoais.

Neste episódio Patty recebe uma entrega, uma caixa lacrada, enviada por Daniel Purcell (William Hurt). Por telefone ele comenta não confiar em mais ninguém e estar recebendo ameaças. Seis meses depois sua esposa é assassinada, mas Daniel esconde os fatos da polícia. Patty o procura, como sua advogada, e ele conta que a caixa contem relatórios originais sobre testes de um novo composto químico, um veneno. Mas sua empresa foi pressionada pela indústria energética e alguém alterou os relatórios, omitindo ser um produto tóxico e que ele consta como responsável pela análise. Patty descobre quem tinha interesse nessa alteração, quando a polícia vai até seu escritório com uma ordem judicial para confiscar os documentos, a pedido de Claire Maddox (Marcia Gay Harden). Patty só não desconfia é que Daniel e Claire agiram juntos para reaver os relatórios.

2013.02.27 APERS Mundo dos Arquivos - dicas de series parte 4 Damages

FRINGE – 2ª Temporada Episódio 12: Janela de Johari. Criação de J. J. Abrams, a série é um drama que explora a tênue linha entre a ficção científica e a realidade, com pitadas de ação, suspense e humor. A trama gira em torno de eventos que ocorrem nos EUA e são investigados pela agente especial do FBI Olivia Dunham (Anna Torv), o cientista Dr. Walter Bishop (John Noble), que trabalhou para o governo e esteve internado em uma clínica psiquiátrica por 17 anos, e seu filho Peter Bishop (Joshua Jackson), também cientista com elevado QI.

No episódio Olivia, Dr. Walter e Peter vão até a cidade de Edina investigar o sumiço de um garoto com aparência deformada, que acreditam ser alguma habilidade metamórfica, devido a testes militares feitos na cidade. No laboratório Walter relembra de uma música e a agente Astrid (Jasika Nicole) o ajuda a decifrá-la, sendo um mnemônico para o nome de uma biblioteca de Edina. Enquanto Olivia e Peter pesquisam no Arquivo da prefeitura, Walter vai com Astrid até a biblioteca e localiza onde escondeu documentos sobre o Projeto Elefante, pesquisa de camuflagem em soldados em que chegou a trabalhar, mas que anos mais tarde causou efeitos colaterais na população da cidade.

2013.02.27 APERS Mundo dos Arquivos - dicas de series parte 4 Fringe

ONE TREE HILL – 5ª Temporada Episódio 09: Por hoje, você está aqui somente para saber. Foi uma série exibida entre 2003 e 2012 e teve nove temporadas. A história gira em torno de Lucas Scott (Chad Michael Murray), um jovem que sonha em ser jogador de basquete e vive com a mãe, Karen Roe (Moira Kelly). Ao ser convidado para se juntar ao Ravens, time de basquete da escola, Lucas tem de lidar com seu pai Dan (Paul Johansson) e seu meio-irmão Nathan Scott (James Lafferty). Além disso, se apaixona pela líder de torcida Peyton Sawyer (Hilarie Burton), namorada de Nathan. Ao longo das temporadas, One Tree Hill teve mudanças em seu enredo, abordando problemas adultos à medida que os personagens cresceram.

No episódio acontece o primeiro jogo da temporada do Ravens na escola e todos vão prestigiar. Peyton aproveita para mostrar sua antiga escola para Mia (Kate Voegele). Elas conversam na biblioteca quando Lindsey (Michaela McManus), Brooke (Sophia Bush) e Haley (Bethany Joy Galeotti) andam pelo corredor, veem Mia e entram na sala para cumprimentá-la. Ao ver que Peyton está presente, Lindsey a destrata e tenta sair da sala, mas descobre que a maçaneta está quebrada e todas ficam presas por algumas horas na biblioteca.

2013.02.27 APERS Mundo dos Arquivos - dicas de series parte 4 One tree hill

Fontes de pesquisa: Baixando FácilCaldeirão de Séries – Episódios ComentadosFilmes com LegendaMinha SérieSéries em SérieSéries NewsSéries TorrentWarner ChannelWikipedia

     E a segunda temporada do “Mundo dos Arquivos” chega ao fim! Foram oito semanas com dicas sobre livros, filmes e séries! Esperamos que tenham curtido as sugestões e ter estimulado sua percepção para este mundo. Até o próximo “Mundo dos Arquivos”!

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte III

Deixe um comentário

     Terceira parte das dicas de séries e hoje apresentamos uma situação diversa! Às vezes o Mundo dos Arquivos é recorrente, aparecendo na mesma série em momentos diferentes, sendo parte importante dos enredos policiais! Leia a seleção de hoje!

PERSON OF INTEREST – 2ª Temporada Episódio 02: Código ruim. Na série Harold Finch (Michael Emerson) é um multimilionário solitário, gênio da informática que, após o atentado de 11 de setembro, construiu para o governo uma máquina capaz de prever ataques terroristas. Mas o computador também prevê delitos comuns que irão acontecer com as pessoas. Assim Harold contrata John Reese (Jim Caviezel), um ex-boina verde e agente da CIA, para ajudá-lo a prevenir estes crimes. No episódio a detetive Jocelyn Carter (Taraji P. Henson) vai ao Texas para solicitar, na delegacia, os arquivos do desaparecimento da jovem Hanna (Emily Robinson), ocorrido há anos atrás, mas não tem sucesso. Enquanto isso, Reese não aguarda o retorno da detetive e resolve, por seus próprios meios, acessar o arquivo e furta o dossiê do caso. De acordo com os registros Hanna sumiu depois de sair de uma biblioteca, assim John e Carter vão até o local para saber mais informações e investigar o que aconteceu naquela noite.2013.02.20 APERS Mundo dos Arquivos - dicas de séries parte 3 Person of interest

2013.02.20 APERS Mundo dos Arquivos - dicas de séries parte 3 DexterDEXTER: Série centrada em Dexter Morgan (Michael C. Hall), analista forense especialista em amostras de sangue no Departamento de Polícia de Miami. Possui dupla identidade sendo também um assassino em série de pessoas que a polícia não consegue prender. Foi treinado por seu pai para fingir emoções “normais” e desenvolve alguns relacionamentos pessoais, além de cultivar uma afeição pela sua irmã Debra Morgan (Jennifer Carpenter).

2013.02.20 APERS Mundo dos Arquivos - dicas de séries parte 3 Dexter 1t

1ª Temporada Episódio 01: Episódio piloto. Neste primeiro episódio da série, Dexter vai até o Arquivo oferecer rosquinhas para a arquivista e pergunta se tem algum caso novo, com a desculpa de analisar vestígios de sangue, mas sua intenção é matar um criminoso. Camilla (Margo Martindale) retira um dossiê do arquivo e lhe entrega.

2013.02.20 APERS Mundo dos Arquivos - dicas de séries parte 3 Dexter 3t3ª Temporada Episódio 11: Eu tive um sonho. Procurando saber sobre o passado de seu pai, Harry Morgan (James Remar), se realmente era amante de uma de suas informantes, a detetive Debra vai até o Arquivo do Departamento e solicita todos os arquivos dos casos que seu pai investigou enquanto policial.

2013.02.20 APERS Mundo dos Arquivos - dicas de séries parte 3 Dexter 5t5ª Temporada Episódio 09: Adolescência deserta. No episódio a detetive Debra Morgan recebe ordens para realizar atividades no Arquivo do Departamento. Sua colega a instrui que sua atividade será arquivar os dossiês de casos resolvidos, mas Debra não se contém e começa a ler e rever as evidências e os casos.

Fontes de pesquisa: Baixando FácilCaldeirão de Séries – Episódios ComentadosFilmes com LegendaMinha SérieSéries NewsSéries TorrentWarner ChannelWikipedia

     Então, o que está achando das nossas dicas? Já conseguiu visualizar que o Mundo dos Arquivos participa de muitas narrativas, não é?!! Na próxima semana postaremos as últimas dicas deste verão!

     Para acessar a Parte II das dicas de séries 2013 clique aqui.

Pesquisa de Opinião com Usuários Virtuais 2013 – Divulga APERS

Deixe um comentário

Divulga APERS Pesquisa de Opinião

   Hoje lançamos nossa primeira pesquisa de opinião direcionada a você, nosso usuário virtual! O objetivo desta pesquisa é avaliar a qualidade do nosso serviço de difusão virtual e sua satisfação quanto a este.

   O período de coleta de dados será de 13 de fevereiro a 13 de junho de 2013. Em 26 de junho pretendemos publicar os resultado já com propostas de readequações, caso seja necessário.

Para responder a pesquisa, clique aqui!

   O link para o formulário ficará disponível, também, na parte superior de nossa barra lateral durante o período de coleta de dados.

Prorrogação Chamada de Artigos – II Jornada de Estudos sobre Ditaduras e DH!

Deixe um comentário

2013.02.13 Prorrogação Chamada de Artigos

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte II

1 Comentário

     Hoje seguimos com mais sugestões de séries do Mundo dos Arquivos, são episódios que envolvem arquivos, o acesso e sigilo da informação. Confira abaixo as dicas!

CHUCK – 3ª Temporada Episódio 19: Chuck Contra a Aliança: Parte II. Série do gênero ação-comédia, sobre Charles “Chuck” Bartowski (Zachary Levi), um “gênio dos computadores” que recebe um e-mail criptografado de um antigo colega da universidade, que agora trabalha para a CIA. A mensagem lhe mostra uma série de imagens; o que ele não sabe é que foi descarregada em sua mente uma base de dados com informações confidenciais do Governo. Neste episódio Chuck recebe em seu computador uma mensagem de seu pai, que também foi um espião. Ele segue as orientações da mensagem, vai até sua antiga casa e acaba descobrindo uma sala secreta onde seu pai guarda todos seus arquivos, inclusive informações sobre sua mãe.APERS Mundo dos Arquivos - dicas de séries parte 2 Chuck

HOMELAND – 1ª Temporada Episódio 12 – Marinha um. Thriller psicológico que conta a história do soldado americano Scotty Brody (Damian Lewis), considerado um herói nacional por ser resgatado de uma base inimiga em países árabes, após ser mantido prisioneiro por 8 anos. No entanto uma agente da CIA, Carrie Anderson (Claire Danes), está convencida que Scotty pode estar ligado com um plano da Al Qaeda a ser executado em território americano. No episódio Saul (Mandy Patinkin) segue as ideias de Carrie e investiga por que houve um intervalo de 11 meses nas atividades terroristas de Abu Nazir. Ele consegue reunir documentos de todas as atividades que envolvem Abu Nazir, mas a maioria dos dados está censurada, e recorre a sua chefia David Estes (David Harewood) para saber mais informações. Saul desconfia que os registros foram eliminados por se tratar de um ataque teleguiado por parte do EUA, mas David não confirma e acusa Carrie por ela ter levado documentos confidenciais da CIA para sua casa. Mais tarde Saul conversa com um agente que afirma não haver nenhum registro nos arquivos da CIA.APERS Mundo dos Arquivos - dicas de séries parte 2 Homeland

REVENGE – 2ª Temporada Episódio 01: Destino. Baseada no livro de Alexandre Dumas “O Conde de Monte Cristo”, a série conta a história de Amanda Clarke (Emily VanCamp), uma garota misteriosa que chega à comunidade de Hamptons utilizando o nome de Emily Thorn. Seu objetivo é a vingança contra a família Grayson, que teria sido responsável pela destruição de seu pai, David Clarke (James Tupper), e por ela ser entregue para uma casa de adoção. No episódio Emily lembra momentos de sua infância e quer descobrir o que realmente aconteceu com sua mãe que estava internada. Para isso pede ajuda a Nolan Ross (Gabriel Mann) e procura na internet informações sobre o Hospital Anjo da Misericórdia. Já no hospital, fechado há anos, Nolan vai ao Arquivo para procurar a ficha de Kara Wallace Clarke, enquanto Emily vaga pelo hospital junto às suas lembranças.APERS Mundo dos Arquivos - dicas de séries parte 2 Revenge

Fontes de pesquisa: Baixando FácilEpisódios ComentadosFilmes com LegendaMinha SérieSéries NewsSéries TorrentWarner ChannelWikipedia

    Participe deixando seu comentário sobre o que achou das dicas do Mundo dos Arquivos, na próxima semana tem mais!

    Acesse a primeira parte das dicas de séries 2013 clicando aqui.

Aplicando a Lei 10.639: dica de vídeos

Deixe um comentário

CAPA

   Em novembro de 2012 realizamos, em parceria com a UFRGS, o evento Aplicando a Lei 10.639: Patrimônio, Cultura e História da África e Afro-Brasileira, que gerou uma série de postagens e debates em nosso blog.

   Considerando a importância desta temática para o ensino, a pesquisa e a construção de novas relações étnico-raciais em nosso estado e país, assim como os esforços que o APERS vem desenvolvendo na área nos últimos anos, como o projeto Documentos da Escravidão no RS, que visa à preservação e difusão de acervos que nos auxiliam a compreender a história da escravização, da luta por liberdade e as consequências sócio-históricas deste processo, ao longo de 2013 seguiremos postando notícias relativas à aplicação da Lei 10.639 no Brasil, divulgando materiais de apoio e formação, pesquisas na área, reflexões e sugestões.

   Hoje compartilhamos um rico material em vídeo que está disponível no site da UNESCO, produzidos a partir do Programa Brasil-África: Histórias Cruzadas, que tem como objetivo “promover o reconhecimento da importância da interseção da história e da cultura africana com a história e a cultura brasileira para transformar as relações entre os diversos grupos étnico-raciais que formam o país”.

    Uma das grandes ações deste programa foi a edição em Português da Coleção História Geral da África – UNESCO, originalmente lançada nas décadas de 1980 e 1990, e já divulgada aqui. Agora indicamos também os vídeos que foram produzidos a partir das conferências realizadas nos eventos de lançamento desta coleção, gravados na íntegra e disponibilizados aqui. São falas de importantes intelectuais e pesquisadores da área, como Elikia M’bokolo, Kabengele Munanga, Alberto Costa e Silva, José Eustáquio de Brito, Petronilha Gonçalves, entre outros, que problematizam os legados civilizatórios da África para a produção de novos conhecimentos, os caminhos para a institucionalização da Lei 10.639/2003 no país, possibilidades para metodologias de ensino emancipatórias, e muitos outros temas.

   Aproveite mais este material como subsídio para formação, reflexão e conhecimento de nossa história! Até breve!

   Para mais informações sobre o Programa Brasil-África clique aqui.

   Para acessar os vídeos clique aqui.

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: