2014.04.30 Banner Face_Projeto APERS (1)

     O Arquivo Público do Rio Grande do Sul (APERS), além das atribuições que lhe compete na área de gestão documental, possui uma significativa trajetória na área de Difusão Cultural. Dentre as ações desenvolvidas no sentido de divulgar os acervos custodiados pela instituição, as ações educativas e pedagógicas ocupam lugar privilegiado. Em parceria com o Departamento de História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, possui um Programa de Educação Patrimonial que aproxima a educação básica e superior do mundo dos arquivos, das fontes arquivísticas e da discussão a respeito de patrimônio. De modo geral, todas as ações são desenvolvidas dentro da própria instituição, sejam elas as Oficinas de Educação Patrimonial com alunos da educação básica, sejam os diversos cursos destinados aos professores e aos estudantes de licenciaturas.

    Na intenção de darmos continuidade e de estendermos essa aproximação, elaboramos o Projeto APERS? Presente, professor! – Propostas Pedagógicas a partir de Fontes Arquivísticas. O resultado das ações previstas nele, levará um pouco do Arquivo Público até a escola e até o professor, a partir da construção de propostas pedagógicas que tenham como ponto de partida os documentos custodiados por essa instituição. Elas serão disponibilizadas em formato PDF no Blog Institucional do Arquivo nas segundas e nas quartas quartas-feiras de cada mês, de maio até dezembro desse ano.

      As propostas serão organizadas em três grandes eixos temáticos: (1) Ditadura Civil-militar no Brasil; (2) Escravidão no Brasil; e (3) Temas Transversais. O conjunto de publicações do primeiro eixo denomina-se A Resistência à Ditadura Civil-militar – das fontes arquivísticas para a sala de aula, 50 anos depois. Para a construção das propostas pedagógicas desse eixo, a equipe do projeto utilizará como fontes o Acervo da Comissão Especial de Indenização composto por processos de indenização de ex-presos políticos do período da Ditadura. Elas estarão disponíveis mensalmente no Blog, sempre nas segundas quartas-feiras de cada mês a partir de maio.

      Já o conjunto de publicações do segundo eixo, chama-se Cativeiro e Resistência – a escravidão negra no Rio Grande do Sul a partir de fontes arquivísticas. Construiremos as propostas desse eixo a partir de testamentos, inventários, documentos de compra e venda, processos crimes e cartas de liberdade, documentos sobre a escravidão que compõem diferentes acervos salvaguardado pelo Arquivo. Estarão disponíveis bimensalmente no Blog, sempre nas quartas quartas-feiras de cada mês a partir de junho.

    Para o conjunto de publicações do terceiro eixo, que recebeu o nome de A Transversalidade nas Fontes – diversificadas fontes arquivísticas para diferentes trabalhos pedagógicos, elaboraremos propostas a partir de documentos diversos de diferentes secretarias do Poder Executivo. Composto de temáticas variadas, planejaremos as propostas desse eixo, de modo que se adéquem aos temas transversais apontados nas legislações sobre a Educação Básica. Também estarão disponíveis bimensalmente no Blog, sempre nas quartas quartas-feiras de cada mês a partir de maio próximo (clique aqui para visualizar o calendário de postagens das propostas dos três eixos temáticos).

     Cada proposta pedagógica contará com texto de suporte temático para professor, texto didático-pedagógico para o aluno, fonte arquivística digitalizada, propostas de atividades a partir do texto e da fonte e sugestões metodológicas para a condução dos trabalhos em sala de aula. Ressaltamos, no entanto, que entendemos essa produção exatamente como uma proposta, cabendo ao professor o uso de sua total autonomia para avaliá-la, modificá-la e trabalhá-la em aula conforme seus princípios político-pedagógicos e seus métodos didáticos.

     É com grande satisfação que convidamos a todos, desde já, a acessar o Blog do Arquivo e a baixar as propostas que aqui serão disponibilizadas, incorporando-as ao planejamento de suas aulas, conforme seu objetivo e conforme os interesses específicos dos contextos nos quais se desenvolve o processo de ensino-aprendizagem de suas turmas.

    Professora e professor, a mochila do APERS está cheia de ideias e estamos ansiosos pelo momento de compartilhamento e de construção de conhecimentos!

Anúncios