DDHH

Na última segunda, 23/03, a equipe do Programa de Educação Patrimonial UFRGS/APERS se reencontrou com parte do grupo que participou da quarta edição do curso de formação para professores, realizado em 2014 e intitulado Educação Patrimonial, Cidadania e Direitos Humanos. O objetivo do encontro foi realizar uma conversa sobre as formas encontradas pelos professores para incluir a Educação Patrimonial e o conhecimento adquirido no curso em seus planejamentos junto às escolas, sobre as dificuldades percebidas e as atividades já realizadas.

Os educadores comentaram o quão enriquecedor foi o curso para ampliar o repertório cultural e os recursos pedagógicos por eles utilizados, se dispuseram a abordar o tema em aula e a levar os estudantes para visitar museus e arquivos em 2015, e identificaram possibilidades de trabalho relacionadas aos Direitos Humanos a partir de bens culturais das comunidades em que as escolas estão inseridas.

Na conversa abordamos também os usos da Caixa Pedagógica AfricaNoArquivo, entregue a estes professores ao final do curso. Eles já tiveram suas primeiras experiências com o material, seja aplicando a pesquisa e o jogo pedagógico com turmas no final do ano letivo de 2014, seja apresentando-o para o corpo docente das escolas no começo desse ano, o que tem despertado a atenção e unido interesses de professores do Currículo por Atividades (CAT), das séries finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio de diferentes disciplinas. Tais experiências reafirmam o caráter interdisciplinar da Educação Patrimonial, e a premente necessidade sentida nas escolas de extrapolar os debates sugeridos pelos atuais currículos fechados em disciplinas.

Contamos com a participação de professores das séries iniciais, o que gerou um diálogo que contribuiu para percebemos o grande potencial do trabalho com o patrimônio cultural e documental também junto às crianças. Ainda que as inscrições no curso tenham sido abertas a professores de todos os níveis do ensino, ainda não temos nenhuma oficina ou material produzido especificamente para este público. Agora, fica este desafio! Também observamos a importância de manter e fortalecer a oferta de atividades que contribuam, por um lado, para o acúmulo de novos conhecimentos sobre temas e conteúdos transversais presentes nos currículos e parâmetros educacionais, assim como para a formação didática dos professores, oferecendo subsídios para a qualificação da prática docente.

Seguiremos em contato com todas e todos os professores que participaram do curso, buscando fortalecer nossa rede de contatos e de formação. Agradecemos a cada participante, tanto os que puderam quanto os que não puderam estar presentes nessa segunda, e nos colocamos sempre a disposição. Em breve receberemos o novo grupo para a formação de 2015, em um trabalho que certamente renderá muitos novos e bons frutos!