Programa de Educação Patrimonial: balanço de 2017 e perspectivas para 2018.

Deixe um comentário

Equipe PEP UFRGS-APERS: Paula Ribeiro, Jéssica Borba, Carla Rodeghero, Bianca Zotti, Gustavo Rolim, Clarissa Sommer Alves, Guilherme Cardoso e Paulo Fasolo Klein.

O Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS é desenvolvido em parceria entre o APERS e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, voltado à realização de oficinas de educação patrimonial para escolas, cursos de formação para professores, e capacitações de estudantes de graduação como oficineiros na área de Educação Patrimonial, tendo o patrimônio documental e arquitetônico do APERS como fonte de informação, reflexão e produção de conhecimento.

Em 2017, as ações centraram-se no 2º semestre, considerando a inexistência de recursos externos capitados para contratação de bolsistas através da UFRGS ou oferecimento de transporte para as escolas, assim como a licença-maternidade da servidora responsável pelo Programa no APERS na primeira metade do ano. Entretanto, as atividades foram intensas a partir de julho, com os seguintes resultados alcançados:

  • Finalização e lançamento do documentário sobre o PEP, que recebeu o título “Educação patrimonial: cidadania, diversidade e direitos humanos”. A produção do material teve início no final de 2016. As últimas avaliações e correções foram feitas entre junho e agosto. Foi lançado no primeiro dia do curso de formação para professores de 2017, e em breve será disponibilizado pelo canal do Arquivo no Youtube.
  • Formação de equipe e reformulação de materiais: realizadas ao longo dos meses de junho e julho, já que três novos estudantes foram contratados para compor o grupo em junho. Realizamos apresentação das oficinas, leitura e debate de seus documentos, leitura de textos históricos tratando de suas temáticas, e dinâmicas de treinamento da aplicação das mesmas. Também revisamos as localizações de guarda das caixas no acervo e reformulamos pistas que levam até elas; substituímos um dos documentos utilizados na oficina Desvendando o Arquivo Público, refazendo materiais para debater o tema das mulheres negras no contexto da escravização; remodelamos a logo da oficina Desvendando para dialogar com a nova abordagem (relações de gênero); renovamos os materiais das três oficinas que demonstravam desgaste, realizando reimpressões, trocando envelopes, lixando e pintando novamente as caixas da Tesouros, etc.
  • Oficina de teatro de bonecos para a equipe, realizada em agosto, ainda com recursos do edital PROEXT 2016, ministrada por Denis e Alberto do Ateliê Nunes. Nos quatro encontros conhecemos a história e as modalidades do teatro de bonecos, fizemos exercícios vocais e alongamentos, aprendemos técnicas de manipulação de bonecos, reformulamos o texto do teatro da oficina Tesouros da Família Arquivo, e fizemos uma série de ensaios. O Ateliê também foi responsável pela confecção de novo cenário para o teatro, e de novas almofadas utilizadas em todas as oficinas.
  • Realização de oficinas de Educação Patrimonial, voltadas para turmas escolares da Educação Básica:

– Tesouros da Família Arquivo (6º e 7º anos) = 10

– Desvendando o Arquivo Público: relações de gênero na História (8º e 9º anos) = 08

– Resistência em Arquivo: patrimônio, ditadura e direitos humanos  (Ens. Médio) = 09

Total: 27 oficinas, com o total de 477 participantes

  • Capacitação de oficineiros, voltada a estudantes do Ensino Superior do curso de Licenciatura em História da UFRGS, realizando estágio obrigatório: 07 estudantes capacitados, cumprindo, cada um, carga horária de 42h.
  • 7ª edição do Curso de Formação “Educação Patrimonial, Cidadania e Direitos Humanos”, voltado para professores, estudantes de licenciatura e profissionais de instituições de memória: tivemos 48 pessoas inscritas. Destas, 30 permaneceram com o grupo, e tiveram certificado emitido, em carga horária entre 20h e 40h. Interessante destacar que os participantes entregaram propostas de atividades pedagógicas criadas a partir das discussões realizadas no curso, que estão sendo organizadas em formato de e-book, e serão disponibilizadas pelo blog do APERS até o final de janeiro.
  • Difusão do Programa: para compartilhar as experiências do PEP, trocar conhecimentos e difundir nosso trabalho, participamos dos seguintes eventos:

– XVIII Salão de Extensão UFRGS, com duas atividades, ambas no Campus do Vale: 17/10, turno da manhã, participação em tertúlia (roda de conversas com fala e debate) apresentando os cursos de formação para professores como um eixo de ação do PEP; 19/10, turno da tarde, oferecimento da oficina Resistência em Arquivo, adaptada ao público e espaço físico de uma sala de aula.

– VI Ofícios de Clio: evento promovido pelo GT Acervos, da ANPUH-RS. Fomos convidados a participar do evento para debater os espaços de memória, seus acervos e o uso de novas tecnologias e formas de pesquisa/ensino. Assim, decidimos apresentar o documentário sobre o PEP, como uma boa oportunidade de divulgar nossas ações de maneira sistematizada e atrativa, e suscitar o debate sobre o uso do audiovisual como recurso nessa área. O vídeo foi transmitido no dia 06/12, e comentado pela profª Carla.

Pensando em perspectivas para 2018, compartilhamos que o planejamento do PEP também considera as possibilidades de recursos e equipe disponíveis. Neste sentido, o primeiro semestre será dedicado à: 1) edição e disponibilização via internet de vídeos das palestras do curso de formação para professores, e 2) escrita, edição e publicação do segundo volume da publicação “PEP em Revista”, para a qual já temos recursos empenhados através da UFRGS, recebidos ainda do edital PROEXT 2016. No segundo semestre, a partir da contratação de novos bolsistas pela UFRGS e manutenção dos estagiários do APERS da área de ação educativa, pretendemos retomar as oficinas para as escolas, a capacitação de oficineiros, e realizar a 8ª edição do curso para professores. Novidades sempre serão divulgadas no blog. Acompanhe!

Enquanto instituição arquivística, acreditamos que, apesar de dificuldades ou desafios colocados pelo último ano, conseguimos manter as atividades no campo da ação educativa, trabalhando com qualidade e dedicação aos nossos usuários. Agradecemos a todas e todos que participaram! Cada momento partilhado com professores e estudantes dão sentido à nossa existência enquanto instituição pública. Também agradecemos a toda a equipe que se dedicou nesse último período para manter o Programa em funcionamento, de forma que a Educação Patrimonial siga sendo difundida e apropriada pela comunidade:

  • Bianca Zotti (Bolsista História UFRGS)
  • Carla Simone Rodeghero (Professora Dep. e PPG em História, coordenadora do Programa de Extensão junto à UFRGS)
  • Clarissa Sommer Alves (Téc. Assuntos Culturais/Historiadora APERS)
  • Guilherme Cardoso (Estagiário História APERS)
  • Gustavo Rolim (Bolsista História UFRGS)
  • Jéssica Borba (Estagiária História APERS)
  • Paula Ribeiro (Bolsista História UFRGS)
  • Paulo Fasolo Klein (Estagiário História APERS)

Para acessar “PEP em Revista, vol. 1”, clique aqui.

Anúncios

Estagiários do APERS defendem TCC

Deixe um comentário

    Entre hoje e segunda-feira (21/01) alguns de nossos estagiários apresentarão seus Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, todos alunos do Curso de Licenciatura em História. Esta é uma importante etapa da vida acadêmica, onde os futuros historiadores têm a oportunidade de vivenciar a pesquisa científica em acervos contextualizando e refletindo a partir da literatura especializada.

   Entre os pesquisadores, Sara Dalpiaz Carlos pesquisou em fontes primárias do Arquivo Público do RS e Guilherme da Silva Cardoso, Letícia Wickert Fernandes e Paulo Eduardo Fasolo Klein em fontes de outras instituições de memória ou literárias.

    No desejo de uma boa apresentação a todos, informamos a programação:

2017.01.17 Programação defesas TCCs Estagiários APERS alterado

 

APERS é tema de reportagem no Jornal Sul21

Deixe um comentário

   No dia 12 de janeiro, as jornalistas do Jornal Sul 21 Fernanda Canofre e Joana Berwanger foram recebidas no Arquivo Público do RS pelas servidoras Aerta Moscon, Clarissa Alves, Maristela Heck e Silvia Soares. O objetivo foi conhecer a instituição e seus serviços e atividades para elaboração de uma reportagem.

   Como resultado, dia 14 foi publicada a matéria “Arquivo Público guarda 21 milhões de documentos no centro de Porto Alegre”. Clique aqui para ler.

Visitas guiadas ao APERS – Novembro e Dezembro 2017

Deixe um comentário

Nos meses de novembro e dezembro foram realizadas 14 visitas guiadas ao conjunto arquitetônico do Arquivo Público do RS. Visitaram nossa instituição:

  • Dia 07/11: 12 alunos do Programa Jovem Aprendiz do Instituto Murialdo acompanhados da professora Mariana Dau. O objetivo da visita foi conhecer a parte cultural do Arquivo, entender suas funções e importância da instituição.
  • Dia 11/11: 35 alunos da Universidade de Santa Cruz do Sul acompanhados do professor Eder da Silva Silveira. O objetivo foi conhecer a história do Arquivo e principais atividades desenvolvidas.
  • Dia 13/11: 30 alunos do SENAC acompanhados da professora Valéria Neutzling. O objetivo da visita foi sensibilizar os jovens para a importância dos arquivos para a sociedade e para as organizações, bem que entendessem os processos envolvidos no arquivamento e guarda de documentos.
  • Dia 16/11: 42 alunos do curso de História da Universidade Federal da Fronteira Sul, acompanhados do professor Délcio Marquetti. O objetivo da visita foi conhecer o acervo do Arquivo para visualizar possibilidades de pesquisa e elaboração de trabalhos de conclusão de curso e futuras dissertações e teses.
  • Dia 20/11: grupo de três pessoas interessadas em conhecer a instituição. O objetivo da visita foi conhecer o Arquivo e a história do Rio Grande do Sul.
  • Dia 20/11: 7 pessoas do Registro de Imóveis da 3ª zona de Porto Alegre. O objetivo foi conhecer a estrutura do Arquivo e suas atividades.
  • Dia 21/11: 8 pessoas do Registro de Imóveis da 3ª zona de Porto Alegre. O objetivo foi conhecer a estrutura do Arquivo e suas atividades.
  • Dia 21/11: 30 alunos do SENAC Jovem Aprendiz. O objetivo da visita foi sensibilizar os jovens para a importância dos arquivos para a sociedade e para as organizações.
  • Dia 23/11: 15 alunos do Programa Jovem Aprendiz do Instituto Murialdo acompanhados da professora Mariana Dau. O objetivo da visita foi conhecer a parte cultural do Arquivo, entender suas funções e importância da instituição.
  • Dia 23/11: 7 pessoas do Registro de Imóveis da 3ª zona de Porto Alegre. O objetivo foi conhecer a estrutura do Arquivo e suas atividades.
  • Dia 1º/12: 32 alunos do curso de História da Universidade de Passo Fundo, acompanhados do professor Marcos Gerhardt. O objetivo da visita foi conhecer o Arquivo Público e as atividades desenvolvidas na instituição.
  • Dia 18/12: 8 pessoas do Registro de Imóveis da 3ª zona de Porto Alegre. O objetivo foi conhecer a estrutura do Arquivo e suas atividades.
  • Dia 19/12: 14 alunos do Programa Jovem Aprendiz do Instituto Murialdo acompanhados da professora Mariana Dau. O objetivo da visita foi conhecer a parte cultural do Arquivo, entender suas funções e importância da instituição.
  • Dia 20/12: 8 pessoas do Registro de Imóveis da 3ª zona de Porto Alegre. O objetivo foi conhecer a estrutura do Arquivo e suas atividades.

Guias: Caroline Acco Baseggio, Iara Gomide Machado, Jonas Ferrigolo, Nova Marques Brando.

Lembramos que oferecemos, semanalmente, visitas guiadas ao conjunto arquitetônico, com duração de 1h30min, nas segundas-feiras às 14h30min e nas sextas-feiras às 10h. Agende sua visita pelo e-mail visitas@smarh.rs.gov.br ou ligue para (51) 3288 9127.

APERS em Números – Dezembro 2017

Deixe um comentário

Confira alguns dados referentes aos serviços realizados no APERS durante o mês de janeiro:

– Assessorias SIARQ/RS: 13

– Usuários atendidos: 235

– Cidadão: 164

– Usuários internos: 03

– Pesquisadores: 68

– Novos pesquisadores: 31

– Atendimentos aos usuários: 599

– Cidadão: 181

– Usuários internos: 08

– Pesquisadores: 410

– Indexação Sistema AAP: 862

– Oficinas de educação patrimonial: 03

– Visualizações blog institucional: 11.316

Veja abaixo os gráficos de usuários atendidos e atendimentos realizados por dia no mês de dezembro:

Gráficos de usuários atendidos e atendimentos realizados por dia no mês de dezembro.

Clique aqui para saber mais sobre os serviços que o APERS presta a comunidade.

Atividades SIARQ/RS – Dezembro 2017

Deixe um comentário

    O Arquivo Público do RS, enquanto Órgão Gestor do Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul – SIARQ/RS, atua para efetivar a gestão documental nos órgãos do Poder Executivo. Durante o mês de dezembro os servidores participaram de reuniões de assessoria técnica, reuniões de comitês e grupos de trabalho, que listamos abaixo:

Dias 04 e 06: arquivistas do APERS estiveram na FAPERGS, participando de reunião para definição das etapas do projeto de revisão da TTD da FAPERGS e análise de documentos no Arquivo para verificação da aplicabilidade da TTD do SIARQ/RS aos documentos do setor Financeiro. Participantes: Adonai José Eggert Zorz, Jeanine Balboni Lacerda, Jéferson dos Santos Pereira, Joannes Paulus Pinto Soares, José Szwec, Rafael Monte Maior de Oliveira (FAPERGS), Ana Karina Uberti Moreira, Jonas Ferrigolo Melo, Silvia de Freitas Soares (APERS).

Dias 04, 06 e 20: os arquivistas estiveram na Secretaria da Educação (SEDUC), Arquivo Central da Secretaria, para prestarem orientações quanto à classificação e avaliação de documentos na organização do acervo e, com o Grupo de Trabalho Procedimentos PROA para a SEDUC sobre trâmites e assinaturas. Participantes: Bonifácio Brobio, Flávia Cézar (Comitê PROA), Daniel Pinto, Vivian Tessari, Letícia Luiz, Deisi Celuppi, João Carlos Silveira, Pâmela Rodrigues, Marisa Fabiane Xavier (SEDUC), Cléo Lopes, Jonas Melo, Maria Cristina Kneipp Fernandes, Renata Vasconcellos e Ana Karina Uberti Moreira (APERS).

Dias 06 e 15: os arquivistas Aerta Moscon e Cléo Belicio (APERS) estiveram na Fundação de Ciência e Tecnologia (CIENTEC), participando de reuniões para orientações sobre atividades de gestão documental para transferência e recolhimento de documentos. Participou Rodrigo Saraiva (CIENTEC).

Dias 07 e 21: os arquivistas Cléo Belicio Lopes e Jonas Ferrigo Melo participaram das reuniões do Comitê Gestor do PROA, realizadas na Sala de Gestão da SMARH, onde foram analisadas as demandas recebidas dos órgãos usuários e outros temas relacionados à implantação do Sistema.

Dias 08, 15 e 21: as servidoras do APERS, Maria Cristina Fernandes, Renata Vasconcellos e Ana Karina Uberti Moreira, estiveram na Sede Complementar do Centro Administrativo Fernando Ferrari (SECOM/CAFF), acompanhando e prestando orientações para a realização das atividades dos estagiários na organização do acervo da Divisão de Pessoal (DIPES/DEADM/SMARH).

Dia 18: os arquivistas do APERS estiveram no Arquivo e Protocolo da Casa Civil, para verificação de dúvidas e esclarecimentos sobre classificação e avaliação de processos administrativos. Participantes: Cléo Belicio, Maria Cristina Fernandes, Renata Vasconcellos e Silvia Soares (APERS); Vicentina Soares Pereira e estagiários Tiago Soares Marques, Ana Paula dos Santos, Verônica Vieira Martinelli e Felipe Luckei Rodrigues (Casa Civil).

Dia 18: arquivistas do APERS estiveram na Fundação de Economia e Estatística (FEE), participando de reunião sobre as atividades de gestão documental visando a transferência de documentos para a Secretaria à qual a Fundação é vinculada. Participantes: Aerte Grazzioli e Cléo Belicio Lopes (APERS) e Marcelo Silva, Ednilson Mambac, Tamini Nicoletti e Susana Kerschner (FEE).

Dia 28: os arquivistas Aerta Moscon e Cléo Belicio Lopes (APERS) estiveram no Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo (CAU/RS) para atenderem a solicitação de assessoria para elaboração de Plano de Classificação e Tabela de Temporalidade. Participaram Denise Lima e Alexandre Santos (CAU/RS).

    Em dezembro, o Arquivo Público analisou cinco (05) Listagens de Eliminação de Documentos visando a aprovação, recebidos por processos administrativos, conforme estabelecido pelo Decreto 52.808/2015, em seu Art. 6º, parágrafo V.

   E, neste mês, foram recebidos na caixa do e-mail assuntos-proa@smarh.rs.gov.br, sete (07) e-mails de diversos órgãos, referentes a solicitações, esclarecimentos de dúvidas com relação à atribuição de assuntos no Sistema PROA. Além desses, na caixa de correio do SIARQ/RS foram recebidos quatro (04) e-mails com questões sobre gestão documental.

Para solicitar assessoria ao SIARQ/RS, visando implementar as normativas e os instrumentos de gestão documental, pode entrar em contato pelo e-mail siarq-apers@smarh.rs.gov.br ou telefone (51) 3288-9114.

Oficinas de educação patrimonial – Dezembro 2017

Deixe um comentário

Confira as escolas que participaram das Oficinas de Educação Patrimonial oferecidas pelo APERS durante o mês de dezembro:

  • Dia 05: no turno da tarde os alunos do 9º ano – turma 9A da EEEF Rio Grande do Sul participaram da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História” acompanhados pelos professores Bruna da Rosa Mattos e Pedro Batistella. Clique aqui para acessar o álbum de fotos.
  • Dia 07: no turno da manhã os alunos do 2º ano – turma 205 do CE Inácio Montanha participaram da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos” acompanhados pela professora Raquel Braun. Clique aqui para acessar o álbum de fotos.
  • Dia 07: no turno da tarde os alunos do 9º ano – turma 93 da EEEM Anne Frank participaram da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos” acompanhados pelas professoras Paula Ribeiro e Julien Mello. Clique aqui para acessar o álbum de fotos.

Clique aqui para saber mais sobre nossas oficinas.

%d blogueiros gostam disto: