Aviso do Divulga APERS

Deixe um comentário

comunicado-art

Prezados usuários, informamos:

  • Dia 12 de julho de 2019, sexta feira, o atendimento na Sala de Pesquisa ocorrerá até as 16h. Após este horário, nossas equipes estarão em atividades internas.
  • No período de 15 a 30 de julho de 2019 não teremos visitas guiadas no Arquivo Público.

Contamos com a compreensão de todos e todas.

Anúncios

Servidores do APERS participam de Encontro de História e Genealogia Açoriana

Deixe um comentário

encontro_genealogia_site

Os servidores do Arquivo Público Caroline Acco Baseggio, analista em assuntos culturais/historiadora, e Cléo Belicio Lopes, analista arquivista, ministraram no dia 17 de junho o painel intitulado “O Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS), órgão gestor do Sistema Estadual de Arquivos do RS: um panorama dos arquivos públicos e privados estaduais e municipais existentes no RS e sua organização”. O foco da exposição foi apresentar o histórico da instituição, seu acervo, estrutura e serviços prestados, as possibilidades de pesquisa sobre açorianos nos documentos custodiados pelo APERS, bem como as ações do Sistema de Arquivos do Estado – SIARQ/RS.

Encontro Genealogia Açoriana

Este painel fez parte do Encontro de História e Genealogia: fontes documentais e produção do conhecimento – dos Açores e do Rio Grande do Sul, promovido pelo Centro Histórico-Cultural Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre e apoiado pela Direção Regional das Comunidades Açorianas e Governo da Região Autônoma dos Açores/Portugal, com o objetivo de oportunizar a escuta de historiadores e genealogistas na socialização de estudos e pesquisas relacionadas aos Açores e o extremo sul do Brasil, além de potenciais fontes que os arquivos dos Açores oferecem à pesquisa sobre história e genealogia de açorianos que se estabeleceram, especialmente no estado do Rio Grande do Sul. O encontro ocorreu entre os dias 15 e 17 de junho, no auditório do Centro Histórico-Cultural da Santa Casa.

Agradecemos a oportunidade de dialogar com o público do evento e difundir nossa instituição!

3ª Semana Nacional de Arquivos do APERS: aconteceu por aqui!

Deixe um comentário

O Arquivo Nacional (AN) e a Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB) promovem, desde 2007, a “Semana Nacional de Arquivos – SNA”, que se insere no calendário internacional de celebração do dia Internacional dos Arquivos (09 de junho). Essa é uma das ações previstas no Plano Setorial de Arquivos (2017-2027), elaborado pelo Colegiado Setorial de Arquivos do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC): uma Semana como um período dedicado a eventos de cunho acadêmico ou artístico-cultural relacionados aos arquivos de todo o país. Seu objetivo é aproximar as instituições de acervo arquivístico, ampliar a visibilidade, divulgar e inserir na sociedade os valiosos trabalhos por elas desenvolvidos.

O Arquivo Público do RS, pensando na proposta da SNA, como gestor do Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul – SIARQ/RS, colocou-se a missão de multiplicador desta proposta, na esfera estadual, reafirmando seu compromisso como agente arquivístico junto à comunidade gaúcha e no cenário nacional. Para concretização deste compromisso idealizado, projetou parcerias com diversas instituições detentoras de arquivos, acervos de natureza pública ou privada, para efetivação de ações e atividades que incentivassem e potencializassem a visibilidade e difusão de seus acervos documentais, na promoção de cultura, pesquisa e conhecimento à comunidade em geral.

Em 2019 o APERS inseriu-se na Semana Nacional de Arquivos com ações próprias e como articulador de inúmeras outras que ocorreram na capital e no interior, como oficinas, visitas técnicas e guiadas, sessões de cinema, palestras, mesas redondas, rota turística, júri simulado, apresentações musicais, encontros e exposições, com o propósito de agregar a participação de diversas instituições arquivísticas.

Dentro das propostas de atividades do APERS, nesse ano foram realizadas:

1- Exposições “Caminhos dos Arquivos: Nossas Histórias, Nossas Heranças”, lançada no dia 3 de junho em formatos presencial e virtual, com o objetivo de despertar no público a curiosidade de conhecer acervos arquivísticos importantes, custodiados por instituições públicas e/ou privadas, difundindo memórias, serviços, espaços de cultura e pesquisas na valorização do patrimônio documental, institucional e sociocultural. O módulo virtual conta com o site www.caminhosdosarquivos.com, composto por 43 instituições, como referencial de acervos no RS.

2- Oficina “Genealogia” – ministrada no dia 8 de junho por Caroline Acco Baseggio, historiadora do APERS, e Adriana Weber, genealogista, com o objetivo de fornecer ferramentas e metodologias necessárias ao trabalho de pesquisa, assim como o interesse no conhecimento das raízes familiares, construção de árvores genealógicas e processos para fins de obtenção de segunda cidadania;

3- “Júri Simulado: Processo Joanna Eiras realizado no dia 3 de junho em parceria entre o APERS e o Grupo de Estudos e Intervenção em matéria Penal do Serviço de Assistência Jurídica Universitária – GEIP-SAJU, do Curso de Direito da UFRGS. A iniciativa consiste na simulação de julgamento da ré Joanna Eiras, com base nos processos criminais que fazem parte de nosso acervo e do imaginário porto-alegrense e gaúcho;

4- “Rota Turística Caminhos dos Arquivos” – uma caminhada realizada em parceria com o Sindicato Estadual dos Guias de Turismo Rio Grande do Sul -SINDEGTUR/RS. A rota partiu do APERS com visita guiada, seguindo em direção à Praça Marechal Deodoro (Praça da Matriz), com explanação sobre sua história e das demais instituições arquivísticas do entorno. A caminhada seguiu em visita aos memoriais do Legislativo e do Judiciário, parceiros do APERS. Saindo da Praça, à rua Riachuelo, o próximo ponto foi o Instituto Histórico e Geográfico do RS. Descendo a rua Caldas Júnior, em direção à Praça da Alfândega, foram apresentados o Arquivo Histórico do RS e o Arquivo Municipal de Porto Alegre, finalizando em frente à Prefeitura Municipal de Porto Alegre.

Agradecemos ao Sport Club Internacional pela doação de brindes, que foram sorteados sempre ao final das atividades.

Chegamos ao final da III SNA contabilizando a participação de 43 instituições na Exposição Virtual Caminhos dos Arquivos: Nossas Histórias, Nossas Heranças, e satisfeitos pela adesão de mais de 100 pessoas que prestigiaram os eventos Júri Simulado, Rota Turística e Oficina de Genealogia. Mantêm-se para o próximo ano nosso compromisso com a preservação da memória, despertando no público o interesse pelos acervos e pela história do RS.

Acesse fotos das atividades presenciais realizadas pelo APERS dentro da III Semana Nacional de Arquivos!

Posted by Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul on Wednesday, June 12, 2019

Servidora do APERS debate “História Pública em Arquivos” na Unisinos

Deixe um comentário

No dia 24 de maio ocorreu o I Colóquio do Centro de Estudos Internacionais de História das Mobilidades, Diásporas e Migração – CEMIDI, vinculado ao PPG em História da Unisinos. Nessa oportunidade a servidora do APERS, Clarissa Sommer Alves, foi convidada a palestrar sobre o tema “História Pública em Arquivos”, partilhando o momento com a historiadora Sandra Cristina Donner, que abordou o tema “História Local como História Pública?”. Marluza Marques Harres, professora da Unisinos, foi a debatedora da mesa.

2019.06.12 História Pública em Arquivos na Unisinos

As reflexões da servidora são o resultado de um processo de observação, questionamento e atuação como historiadora e profissional de arquivo, que perpassa o trabalho no APERS há uma década, assim como a escrita de seu trabalho de conclusão do curso de bacharelado em História, em 2015, e agora, a dedicação ao mestrado junto ao PPG em História da UFRGS, sob orientação do professor Benito Schmidt. Na dissertação, volta sua análise à trajetória e aos produtos do ofício dos historiadores lotados nos arquivos públicos estaduais do país, que não tem como resultado necessariamente a produção de uma narrativa histórica a partir de um problema de pesquisa sobre o passado, mas que são por ela inquiridos como frutos de uma operação historiográfica voltada a múltiplos públicos.

Sua fala no evento teve como principal objetivo compartilhar, reflexões sobre o trabalho de historiadoras e historiadores que atuam “no lado de dentro do balcão” das instituições arquivísticas, e não como consulentes das salas de pesquisa, à luz das discussões sobre história pública que vêm se desenvolvendo em diversas partes do mundo desde a década de 1970, mas estão causando maior impacto no Brasil a partir dos anos de 2010. A intervenção foi dividida em quatro momentos: o primeiro, mais teórico, foi dedicado a explicar o uso do conceito de operação historiográfica como ferramenta analítica, e como a história pública tem ajudado a tencioná-lo, chegando a proposição da necessidade de superá-lo para dar conta de pensar os diferentes fazeres das historiadoras profissionais. Em seguida, Clarissa apresentou um panorama a respeito dos arquivos públicos estaduais brasileiros, do perfil e da inserção das historiadoras nesses espaços a partir dos dados, contatos e conexões que pode tecer ao longo da pesquisa. O terceiro movimento foi no sentido de compartilhar informações e impressões a respeito dos tipos de atividades que efetivamente vem sendo desenvolvidas por essas historiadoras, evidenciando as potencialidades e limites do conceito de operação historiográfica para analisá-las. Por fim, buscou demonstrar que há carência de discussões a respeito do trabalho de profissionais da história dentro dos arquivos, acarretando em nebulosidade sobre sua contribuição em meio às relações interdisciplinares inerentemente travadas nessas instituições, tornando oportuno estimular o aprofundamento de formulações teóricas, metodológicas e epistemológicas sobre esse fazer, para o que a história pública parece ter muito a contribuir.

Agradecemos pela deferência ao sempre parceiro do Arquivo Público, prof. Paulo Roberto Staudt Moreira, também docente do curso de História da Unisinos. Foi uma excelente oportunidade de difundir nossa instituição e promover debates que aprofundam reflexões sobre as relações entre arquivo, academia e sociedade. Acompanhe: em breve a dissertação em questão será defendida e compartilhada por aqui.

Participe da 3ª Semana Nacional de Arquivo: programação do APERS vai até dia 8 de junho!

Deixe um comentário

Nesse segunda-feira tivemos a abertura da 3ª Semana Nacional de Arquivo no APERS com a realização do “Júri Simulado”, em parceria com o Serviço de Assessoria Jurídica Universitária SAJU, da Faculdade de Direito da UFRGS. A atividade foi um sucesso, mas a III SNA não para por ai! Confira a programação, que vai até 08 de junho, e participe:

Programação completa SNA

Aproveite e clique aqui para acessar o site da exposição virtual Caminhos dos Arquivos: nossas histórias, nossas heranças, também lançado essa semana!

Programação do APERS na 3ª Semana Nacional de Arquivos

Deixe um comentário

Cartaz ASCOM III SNA 3

3ª Semana Nacional de Arquivos: Exposições Presenciais

Deixe um comentário

Conheça as exposições presenciais que compõem o percurso “Caminhos dos Arquivos” em cada instituição parceira:

Exposições Presenciais SEM APERS

Acesse também a versão virtual e participe!

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: