A requalificação espacial do Complexo da ALRS e seus impactos para o APERS

Deixe um comentário

Na última terça-feira representantes do Arquivo Público do RS, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (IPHAE), da Assembleia Legislativa do RS (ALRS) e da Viliecca & Associados, empresa vencedora do concurso para requalificação espacial do Complexo da ALRS, reuniram-se para discutir os impactos que a intervenção no terreno ao lado do APERS causará à instituição.

2015.03.10 Reuniao predio assembleia 004O Complexo da ALRS está inserido na Área de Interesse Cultural (AIC) da Praça da Matriz e requer análise conjunta sob o ponto de vista do Patrimônio Histórico, por possuir o Solar dos Câmara tombado em instância federal e o Arquivo Público do RS em instância estadual.

2015.03.10 Reuniao predio assembleia 025A proposta de requalificação do Complexo da ALRS (clique aqui para saber mais) prevê a retirada da circulação de veículos sobre a cobertura do Prédio 1 do Arquivo Público do RS e a construção de um edifício, com mesma altura de nosso Prédio 2, no terreno vizinho ao de nossa instituição, na rua Riachuelo.

A partir desta reunião espera-se que se sigam as tratativas para que a requalificação do Complexo da ALRS esteja em harmonia com a arquitetura preexistente ao seu entorno, uma vez que edificações como o conjunto arquitetônico do Arquivo Público do RS são únicos e representam parte da história de nosso Estado.

Intempérie Climática Causa Danos ao APERS

Deixe um comentário

A forte precipitação de água registrada em Porto Alegre na madrugada de quarta-feira causou transtornos ao APERS. A chuva torrencial seguida de granizo entupiu o sistema de escoamento do telhado do Prédio 3 do conjunto arquitetônico do Arquivo, ocasionando muitas goteiras e infiltrações. O imprevisto danificou computadores e molhou uma parte da documentação que estava sendo processada tecnicamente.

Em uma ação conjunta, os servidores do APERS transferiram a documentação e os respectivos acondicionadores afetados do local que estava úmido e os dispuseram em local seco, mantiveram as janelas fechadas e ligaram ventiladores, a uma distância considerável, para secar os documentos. Por ventura, as informações contidas nos documentos não foram perdidas, podendo ser recuperadas.

Além disso, como a chuva atingiu equipamentos eletrônicos, a eletricidade foi desligada no terceiro andar, voltando a ser ligada somente na tarde de hoje. Isso implicou na interrupção temporária no sistema de computação centralizada, o qual fornece serviços à rede de computadores do APERS.

Contudo, o APERS não deixou de atender os seus usuários, pois o fornecimento de cópias de documentos, a sala de pesquisa, as oficinas de educação patrimonial e outros serviços, aconteceram normalmente. Todavia, a equipe pede desculpas por eventuais dificuldades que possam ter ocorrido no atendimento aos usuários e comunica que a normalidade foi restabelecida, deixando o Arquivo pronto para servir plenamente à comunidade.

PreservAPERS: relatório 2013

Deixe um comentário

logo-campanhaO Núcleo de Preservação do Arquivo Público do RS – PreservAPERS, tem por objetivos prestar assessoria e elaborar as diretrizes referentes a preservação de acervos, desenvolvendo atividades mini e maximalistas desde o cuidado com a unidade documental até as questões de preservação dos prédios de custódia de acervos. Abaixo apresentamos as principais atividades implementadas no ano de 2013:

– Realização do treinamento anual para todos os funcionários e estagiários do APERS, que teve como tema o Controle de insetos em Arquivos e Bibliotecas, além da apresentação das regras de conservação preventiva existentes no Arquivo;

– Combate ao ataque de insetos nos acervos: em abril de 2013 foi solicitado ao Departamento de Administração do Centro Administrativo Fernando Ferrari (DCAFF) um tratamento específico para combate as brocas nos acervos armazenados nos Prédios I e II do APERS, para tanto, foi elaborado um documento justificando os danos causados por esses insetos e a forma de combatê-los. Em setembro começaram as primeiras ações de combate as brocas pela empresa terceirizada sempre com o acompanhamento da equipe do PreservAPERS;

– Orientação e definição quanto à forma de execução de reparos nos documentos. Em 2013 foram reparados mais de 2.095 documentos entre processos e livros;

– Monitoramento dos prédios, através de vistorias, para verificar limpeza de pisos e mobiliários; e após chuvas examinando a existência de problemas como: goteiras, infiltrações, ralos sujos, entre outros que possam causar alagamentos nos acervos, solicitando providências quando necessário, atuando de forma preventiva;

– Monitoramento do controle ambiental: mensalmente é realizado o registro da temperatura e umidade relativa do ar para elaboração de um gráfico anual, que registra as condições ambientais nos acervos e serve de base para solicitação de manutenção ao DCAFF quando necessário;

– Atualização dos murais de preservação existentes nos Prédios II e III, que visa divulgar as regras de conservação preventiva do APERS e difundir informações da área de preservação de acervos e combate a incêndio.

– Realização de pareceres técnicos:

a) Visita técnica a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS): devido ao desastre ocorrido na Zona Norte de Porto Alegre onde houve grandes alagamentos que inundaram os acervos da Federação. Na visita foram passadas as orientações necessárias para o salvamento dos acervos;

b) Visita Técnica ao Memorial do Judiciário: elaboração de orçamento para montagem de um Laboratório de restauração e encadernação nas dependências do APERS em parceria com o Memorial Judiciário, visando a recuperação dos acervos de ambas as instituições;

– Intermediação e acompanhamento junto ao Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF) para licitação e contratação de uma empresa terceirizada para manutenção das câmeras de vigilância do APERS e acompanhamento dos trabalhos de manutenção realizados pela empresa contratada – Proservi Sistemas de Monitoramento;

– Adaptação do Projeto Conservação Preventiva para lançamento junto a Fundação MAPFRE visando a busca de patrocínio para implementação do Projeto. O resultado saiu em novembro e o projeto não foi contemplado neste edital;

– Plano de Prevenção e Combate a Incêndio – PPCI: participação no curso de brigadista do APERS, participação mensal em reuniões e treinamentos continuados. A equipe de brigadista desenvolveu um relatório visando apontar necessidades de melhorias para o Arquivo Público, apontando adaptações e equipamentos necessários para prevenção e combate a incêndio, bem como buscou treinamento específico para os funcionários do APERS. Acompanhamento do treinamento de combate a incêndio para todos os funcionários do Arquivo, visando a prevenção de incêndios. Ressaltamos que o PPCI do APERS será objeto de licitação por parte da Secretaria de Obras, estando no momento em fase de levantamento de orçamentos. A aprovação do PPCI está previsto para meados de 2014.

Equipe envolvida com essa atividade: Maria Lúcia Souto e Rosemeri Iensen.

Treinamento de combate a incêndio no APERS

Deixe um comentário

     Integrando as ações preventivas desenvolvidas pela Secretaria da Administração e dos Recursos Humanos do Estado (SARH), no dia 29 de novembro o Coronel Roget Kopczynski da Rosa, representando o Grupo de Trabalho de Prevenção e Combate a Incêndios, realizou palestra e treinamento de combate a incêndios para os servidores do Arquivo Público do RS, capacitando os participantes para a prevenção e combate a princípio de incêndio. O treinamento contou com atividades práticas onde foram utilizados extintores de incêndio e mangueiras, permitindo assim o manuseio de equipamentos básicos de combate ao fogo.

    A SARH, no intuito de cumprir a legislação vigente na implantação Plano de Prevenção e Combate a Incêndio (PPCI) no prédio Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF), e demais departamentos vinculados a Secretaria, realiza mensalmente ações previstas no PPCI, envolvendo todos os brigadistas, com o objetivo de prepará-los para o enfrentamento de uma situação de emergência.

Este slideshow necessita de JavaScript.

APERS tem projeto aprovado via Lei Rouanet

Deixe um comentário

PreservAPERS

     No mês de abril de 2013 o Arquivo Público do RS e a Associação dos Amigos do Arquivo Público – AAAP obtiveram aprovação do Projeto Conservação Preventiva para o APERS junto ao Ministério da Cultura, o qual autorizou a captação de recursos no valor de R$141.702,57 através da Lei Federal nº 8.313/91 de Incentivo a Cultura – Lei Rouanet.

     O grande destaque da Lei Rouanet é a política de incentivos fiscais que permite ao contribuinte, pessoa física ou jurídica, abater integralmente do imposto de renda os valores destinados ao apoio de projetos culturais, a título de doação ou patrocínio, em diversos segmentos culturais. Neste contexto destacamos os dois seguimentos em que o projeto se encaixa: Doações de acervos para bibliotecas públicas, museus, arquivos públicos e cinematecas, treinamento de pessoal e aquisição de equipamentos para manutenção desses acervos e o de Preservação do patrimônio cultural material e imaterial.

     O Projeto tem por objetivo a aquisição de equipamentos e serviços que viabilizam as ações de conservação preventiva para o Arquivo e abrange a aquisição dos seguintes itens: 169 estantes de aço, 03 mapotecas de aço, 01 mesa de higienização de documentos, 04 aspiradores de pó portáteis, 01 Furadeira portátil para auxiliar na encadernação de processos, além da aplicação de filmes de proteção contra a luminosidade em todas as janelas do Conjunto Arquitetônico do APERS e a calibração de seis termohigrômetros digitais e um luxímetro digital visando o controle da temperatura, da umidade relativa do ar e da luminosidade nas áreas de acervos.

     Os próximos passos serão a captação dos recursos autorizados e a implementação do projeto. O APERS vem buscando através do desenvolvimento de projetos incentivados equipar seus espaços, melhorar a qualidade dos serviços prestados a sociedade e preservar o conjunto arquitetônico e o acervo documental mantendo assim, viva e disponível a memória do Rio Grande do Sul.

APERS realiza treinamento interno de conservação preventiva

Deixe um comentário

   Nos dias 15 e 17 de maio de 2013, o APERS realizou o Treinamento Interno de Conservação Preventiva que teve como tema “O Controle de Insetos em Arquivos e Bibliotecas” ministrado pela conservadora-restauradora da Instituição, Maria Lucia Ricardo Souto. Durante a palestra foram abordados assuntos, como: agentes biológicos que destroem os acervos, formas de ataques aos documentos, ações de combates aos insetos e as medidas de conservação preventiva que são regras adotadas pelo Arquivo para a preservação de seus acervos.

  O Arquivo Público possui uma rotina de treinamentos que tratam de preservação e conservação de acervos buscando conscientizar funcionários, prestadores de serviços e estagiários sobre a importância da preservação dos documentos para as futuras gerações.

   Para mais informações sobre preservação de documentos clique aqui.

Ações PreservAPERS

Deixe um comentário

   Com objetivo de conscientizar funcionários e usuários sobre a importância da preservação dos acervos custodiados pelo APERS foi lançada em 2011 a campanha PreservAPERS. Dessa forma, tendo em vista o contínuo acesso às fontes primárias de pesquisa e algumas melhorias na Sala de Pesquisa, o Núcleo de Preservação juntamente com a Divisão de Documentação e a Associação dos Amigos do Arquivo Público realizou algumas ações no primeiro semestre de 2012, conforme segue:

  • Elaboração do folder Regras da Sala de Pesquisa;
  • Instalação de mural para veiculação de orientações sobre preservação;
  • Colocação de instruções visuais sobre preservação nas mesas de pesquisa;
  • Substituição dos molha dedos, a fim de incentivar o manuseio correto dos documentos;
  • Instalação de câmeras de vigilância que servem para monitoramento dos ambientes em tempo real gravando imagens diárias, que ficam armazenadas por um determinado período, podendo ser recuperadas quando necessárias.

   Além disso, os atendentes da sala de pesquisa são instruídos a sempre entregar o folder com as Regras da Sala de Pesquisa, o qual orienta desde medidas corretas sobre o manuseio dos documentos até a forma de solicitação de documentos para pesquisa. O PreservAPERS está sempre buscando conscientizar sobre a importância de se preservar a memória do Estado do Estado do Rio Grande do Sul.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Older Entries Newer Entries

%d blogueiros gostam disto: