APERS no VII Salão UFRGS Jovem

Deixe um comentário

    Entre 1º e 5 de outubro o Arquivo Público está participando do Salão UFRGS 2012 apresentando seu Programa de Educação Patrimonial, que é realizado em parceria com o Departamento de História da UFRGS, com apoio financeiro da CAPES.

   Entre as atividades desenvolvidas nesta semana está a montagem de um stand de divulgação do Programa dentro do VII Salão Jovem UFRGS, “atividade de cunho científico, tecnológico e cultural que promove a interlocução entre os alunos da Educação Básica e da Educação Profissional Técnica de Nível Médio e a comunidade em geral, a partir da exposição das pesquisas desenvolvidas no ambiente educacional e a possibilidade de interação com o mundo acadêmico universitário. Realizado de forma integrada ao Salão UFRGS 2012, este evento buscar estimular os jovens a aprenderem a interagir de forma crítica e criativa com o mundo que os cerca”, conforme descrição do site da Universidade.

   O stand é uma iniciativa da CAPES, que reuniu no Salão Jovem todas as ações por ela apoiadas através do Programa Novos Talentos. Lá os visitantes têm contato com parte do material pedagógico utilizado nas oficinas de Educação Patrimonial realizadas no Arquivo, têm acesso a folders de divulgação, portfólio com materiais gráficos produzidos desde 2009, etc.

    Visite-nos entre 9h e 17h no Campus Central da UFRGS, 1º andar do Prédio do ICBS (antiga Faculdade de Medicina), Rua Sarmento Leite, nº 500.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Educadores debatem e constroem propostas de Educação Patrimonial e Cidadania

Deixe um comentário

   Terminou neste sábado, dia 26 de maio, a primeira fase da 2ª edição do Curso Educação Patrimonial e Cidadania, promovido pelo APERS em parceria com a UFRGS através do Edital CAPES Novos Talentos.

   Nos dias 05, 12, 19 e 26 de maio educadores vinculados à educação básica, membros da equipe que desenvolve o Programa de Educação Patrimonial no APERS, professores e funcionários da UFRGS reuniram-se para discutir e vivenciar experiências que tratam de patrimônio, cultura, memória, identidade e cidadania. A partir dos aprendizados e trocas de experiências nestes quatro encontros nas manhãs de sábado, realizados sempre das 08:30h às 14h, cada educador em formação desenvolveu um projeto de valorização e reflexão a respeito do patrimônio, que será aplicado nas escolas em que trabalham.

   Agora, todos voltarão suas atenções para as escolas, e seguirão em contato através da internet sendo orientados pela equipe de organização para que possam concretizar os projetos em seus espaços de atuação. No mês de outubro de 2012 o grupo se reunirá novamente para apresentar, em um seminário aberto à comunidade, os resultados do trabalho desenvolvido como produto deste Curso de formação continuada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: