Arquivos & Genealogia: Certidão de Óbito

3 Comentários

     Aqui estamos mais uma vez para aprender como usar os documentos do Arquivo Público do RS, digitalizados pelo FamilySearch e que se encontram disponíveis online. Lembremos que este é um processo em andamento que está em constante atualização, o documento que não encontramos hoje pode estar lá na semana que vem.

Exemplo certidão completa

Exemplo certidão completa

     Veremos hoje a Certidão de Óbito, terminando assim a trilogia do que chamamos os Registros Vitais de uma pessoa.

     As certidões de óbito disponíveis no APERS compreendem o período de 1929-1975, como os outros registros civis apresentados anteriormente, da maioria dos municípios gaúchos e seus distritos.

     Numa Certidão de Óbito vamos encontrar várias informações: o nome do falecido; a data, hora e local do óbito; a idade; o estado civil; a naturalidade; o nome dos pais, se já falecidos ou não; a naturalidade dos pais; a causa mortis, quem declarou; o dia, hora e local do sepultamento; a pessoa que declarou o óbito, o local e a data do registro.

     Algumas observações a respeito da certidão de óbito: a qualidade e fidelidade dos dados encontrados sobre o falecido nem sempre serão 100% acurados, tudo dependerá de alguns fatores, como por exemplo: quem declarou os dados, o escrivão ser meticuloso ou não.

Exemplo certidão incompleta

Exemplo certidão incompleta

     Muitas vezes o declarante do óbito não é o familiar mais chegado, pode ser um vizinho, um amigo, ou mesmo um estranho, portanto não será a pessoa que mais sabe sobre o falecido, e ao fornecer as informações ao escrivão podem acontecer coisas do tipo: pais desconhecidos ou ignorados. Isto não quer dizer exatamente que os pais do falecido eram desconhecidos ou ignorados, apenas pode ser que fossem desconhecidos ou ignorados pelo declarante.

     Já, se o declarante for um familiar ou alguém bem próximo e o escrivão for bem meticuloso, teremos a idade na data do óbito bem determinada, por exemplo: 63 anos, 2 meses e 4 dias. Também, com um pouco de sorte, podemos encontrar o nome do cônjuge, dos filhos, suas idades, se tinha bens a inventariar ou testamento.

     Espero que tenham bom proveito em suas pesquisas e na próxima oportunidade falaremos sobre as Habilitações de Casamento, um verdadeiro tesouro de informações para sua História da Família, ou genealogia, como queiram chamar!

Arquivos & Genealogia: dados de uma Certidão de Nascimento

Deixe um comentário

     Chegamos então na etapa de reconhecer os ingredientes de nossa receita e saber aproveitá-los da melhor maneira possível. Hoje vamos analisar quais dados uma Certidão de Nascimento pode fornecer para nossas pesquisas.

     Supondo que você já tenha pelo menos até o nome de seus avós ou mesmo bisavós, tios e primos, você colheu dados em casa, lembra? Se você tem informações orais e ainda não conseguiu os documentos poderá procurá-los no Arquivo Público do RS. Saiba o nome da cidade e/ou distrito e a época em que a pessoa que você quer pesquisar nasceu.

     Os Registros Civis iniciaram oficialmente no Brasil com a Proclamação da República em 1889, mas já vinham sendo mantidos em cartórios nos maiores centros desde aproximadamente 1870. Os principais, que são chamados Registros Vitais, são: Certidão de Nascimento, Casamento e Óbito. Os que estão arquivados no APERS cobrem o período de 1929 – 1975, e é o material que temos para nossa pesquisa.

     Considere que você pode fazer muita coisa, mesmo que este período seja restrito. Por exemplo: alguém que casou em 1929 pode ter nascido por volta de 1900, ou ainda alguém que morreu em 1929, pode ter nascido por volta de 1839. Você se surpreenderá com o que conseguirá fazer…

     Nem todos os municípios já tem os documentos digitalizados pelo FamilySearch, é um processo que está em andamento, e você pode acompanhar no próprio site quando são acrescentados novos lotes de imagens. Dois cameraman produzem cerca de 2000 imagens diariamente no APERS.

Certidao Nascimento Dietwald Weber     Portanto vamos analisar em primeiro lugar uma Certidão de Nascimento. Neste tipo de documento, normalmente encontramos o nome da criança, o local onde nasceu, a data, hora, o nome dos pais, e dos avó paternos e maternos. Veja o exemplo da certidão de nascimento do meu pai, Dietwald Weber (documento pesquisado no Acervo do APERS, ainda não disponível no FamilySearch).

     Advertência: Há um grande risco de você se apaixonar pela busca, se tornará um doce vício!!!!

     O próximo passo será encontrar a Certidão de Casamento dos pais dele.

     Para ler os artigos anteriores clique aqui.

%d blogueiros gostam disto: