APERS comemorou seus 112 anos

Deixe um comentário

   Celebramos mais um aniversário do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul – APERS: 112 anos de uma trajetória de desafios, conquistas e afirmação em diversas searas. Ao longo deste período, o APERS foi palco de encontros com o passado e registros de transformações sociais, como de tempos em que o acesso aos documentos públicos e à produção de conhecimento eram privilégio de poucos; e tornou-se um lugar que presa pelo direito ao conhecimento, ao acesso à informação e ao patrimônio cultural.

   O início das comemorações foi realizado no dia 07 de março, pela Diretora do Arquivo Público, Aerta Moscon, que ressaltou o legado deixado pelo APERS para a sociedade. Logo após, teve a abertura da exposição ‘’ARQUIVO EM REVISTA” que reúne documentos administrativos emitidos por ex-diretores e fotografias de eventos do APERS. Em seguida foi realizada a palestra “Positivismo e Memória: A importância do positivismo na preservação e construção da memória nos arquivos” com os historiadores Paulo Moreira, Arnoldo Doberstein e Clarissa Sommer e mediação de Caroline Acco Baseggio.

   No dia 08 de março, data de fundação, aconteceu a Roda de Memória com a participação das ex-diretoras Eloá Maria Possebon, Rosani Gorete Feron e Isabel Oliveira Perna Almeida e a arquivista Neida Regina Ilha, representando o ex-diretor Carlos Aléssio Rossato, com mediação de Maria Cristina Fernandes. Cada uma pôde explanar sobre sua gestão e as contribuições no desenvolvimento de técnicas e metodologias para a qualificação da preservação dos documentos públicos do Estado, na promoção no campo da difusão do acervo e na melhoria do conjunto arquitetônico da Instituição. Alguns ex-diretores, que não puderam comparecer, enviaram mensagens.

   Na continuidade das comemorações, houve o lançamento da “Galeria de Diretores do APERS”, disponível no site institucional do Arquivo, com o objetivo de divulgar a biografia dos diretores que ocuparam o cargo desde a fundação do Arquivo até a gestão atual. A Galeria contempla, atualmente, a biografia de sete diretores com recorte temporal de 1987 a 2015, clique aqui para acessar. À medida que a pesquisa biográfica for avançando, as demais gestões serão inseridas no site.

   O Secretário da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos, Raffaele Di Cameli, presente no dia, parabenizou a todos pela trajetória e contribuições da Instituição. A solenidade contou com a presença de servidores, funcionários terceirizados, estagiários e convidados. Também prestigiaram o evento o Secretário Adjunto da Casa Civil, José Guilherme Kliemann, o Diretor-Geral da SMARH, Henrique Abrahão, e o Presidente da Associação de Amigos do APERS – AAAP, Daniel Leite.

   Por fim, como todo aniversário, teve Parabéns a Você, bolo e brinde! Foram momentos de reconhecimento pelo trabalho de cada um, que fez e faz parte da equipe do Arquivo Público, para que a instituição se mantenha viva e atuante.

   As atividades foram organizadas pelas arquivistas Iara Gomide Machado, Marta Helena de Araújo e Renata Pacheco de Vasconcellos e pela Técnica em Assuntos Culturais Caroline Baseggio, com o apoio da Associação do Amigos do Arquivo Público – AAAP, ASCOM/SMARH, DIPES/DEADM/SMARH, Museu da Comunicação Hipólito José da Costa e Museu Julio de Castilhos.

    Aproveitamos a oportunidade para convidá-los a fazer parte desta história também, conhecendo o Arquivo Público através das mídias sociais e, presencialmente, pesquisando na Sala de Pesquisa, participando das visitas guiadas e eventos.

    Lembramos que a exposição “ARQUIVO EM REVISTA” permanece aberta ao público até 30 de março de 2018. Venha prestigiar! (Rua Riachuelo, 1031 – Centro Histórico – Porto Alegre – RS. Das 8h30min às 17h no Espaço Joel Abílio Pinto dos Santos, Térreo.)

    Confira algumas fotos de evento abaixo e para ver o álbum dos 112 anos do APERS no Facebook, clique neste link.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Abaixo relacionamos os links sobre a repercussão dos eventos comemorativos pelos 112 anos do APERS nos meios de comunicação, clique para acessar:

Anúncios

Exposição “ENTRE LER E VER: Escravização e Resistência”

Deixe um comentário

    Será aberta no dia 18 de maio, no Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS), a exposição “ENTRE LER E VER: Escravização e Resistência”, no mês da Abolição da Escravidão no Brasil. A mostra é composta por dois momentos: “APERS: um olhar nas fontes documentais da escravidão”, e “Visões além da retina: Memórias, Esquecimentos e Representações”.

    É um convite para pensar o protagonismo do povo negro em suas lutas cotidianas escravagistas do passado, indo além da visão de passividade que o escravo tinha na sociedade escravista brasileira. Além disso, provocar um pensar na realidade e na atualidade, como a representatividade de hoje em suas lutas e conquistas.

“APERS: um olhar nas fontes documentais da escravidão”
Documentos originais de cartas de liberdade, testamentos, compra e venda de escravos, inventários e processos crimes estarão expostos. Esta temática, “Escravidão”, deu origem a dez catálogos que servem de instrumento de pesquisa, os “Catálogos Seletivos Documentos da Escravidão”.

“Visões além da retina: Memórias, Esquecimentos e Representações”
Exposição fotográfica composta por três eixos temáticos: o primeiro apresenta memórias institucionais, o segundo locais de identificação e o terceiro representações contemporâneas do negro em Porto alegre. O acervo foi cedido pela Unidade Documentação e Memória/Cia Carris Porto-alegrense.

    A exposição permanecerá aberta para visitação até 31 de maio de 2017, das 8h30min às 17h, no Espaço Joel Abílio Pinto dos Santos do APERS, Rua Riachuelo, 1031, Centro Histórico de Porto Alegre.

Aniversário do APERS e abertura da exposição “Trabalhadoras Mulheres no APERS”

Deixe um comentário

    No dia 08 de março, além do Dia Internacional da Mulher, o Arquivo Público do Rio Grande do Sul (APERS) celebrou seus 111 anos com a abertura da exposição “Trabalhadoras Mulheres no APERS”, no Espaço Joel Abílio Pinto dos Santos, coordenada pelas arquivistas Iara Gomide e Marta Araújo e pela técnica em assuntos culturais Caroline Baseggio.

   A abertura foi realizada pela Diretora do Arquivo Público, Aerta Moscon e pelo Secretário de Estado da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos (SMARH), Raffaele Di Cameli, que ressaltaram a qualificação profissional e das atividades realizadas e o legado para a sociedade deixado pelas servidoras do APERS.

    A solenidade também contou com a presença de servidoras, funcionárias terceirizadas e estagiárias que compõem o quadro atual da instituição e muitas outras que já não trabalham mais no Arquivo. Em clima de reencontro e confraternização todas e todos puderam reencontrar ex-colegas e conferir a mostra de fotografias, documentos, móveis, e equipamentos e instrumentos de trabalho, a fim que prestar uma homenagem aos 111 anos do APERS e às mulheres que trabalham e já trabalharam no Arquivo Público. Confira algumas imagens do evento clicando aqui.

    Ao longo da semana, a exposição teve repercussão em meios de comunicação, sendo divulgada na página de notícias do Governo do Estado, na página do ClicRBS e na coluna Almanaque Gaúcho edição de final de semana, 11 e 12 de março de 2017, do Jornal Zero Hora.

    A exposição permanece aberta para visitação até 31 de março de 2017, das 8h30min às 17h, no APERS, Rua Riachuelo, 1031, Centro Histórico de Porto Alegre. Informação pelo fone (51) 3288-9100.

Hoje tem APERS no Programa Nação da TVE, assista!

Deixe um comentário

web_EstaçãoCultura

Hoje, às 22h30min, vai ao ar a segunda parte do programa Nação da TVE RS apresentado pela jornalista Fernanda Carvalho, gravado no Arquivo Público do RS, com a participação de nossas servidoras Aerta Moscon, arquivista, e Caroline Baseggio, técnica em assuntos culturais – historiadora.

De acordo com a emissora, o Programa Nação desta semana continua a busca pelas raízes africanas, mostrando registros e certidões do século XIX que permitem a localização de antepassados através do projeto Cartas de Liberdade do Arquivo Público do RS. E também como a genética, através de testes de DNA, pode ajudar a reconstituir a história dos afrodescendentes.

Além de nossas servidoras participam do programa os professores de história Walter Lippold e Adriano Viaro e a bióloga Rosa Maria Tavares Andrade.

O programa Nação vai ao ar hoje, às 22h30min, e sábado, às 19h30min, na TVE RS e também ao vivo pela internet (clique aqui e acesse o link) e quinta-feira, a meia noite, e domingo, às 6h, na TV Brasil.

Notícias relacionadas:

Servidoras do APERS participaram do Programa Nação da TVE

Documentos do acervo do APERS no Programa Nação da TVE!

APERS é palco de gravação do Programa Nação da TVE!

Resultados do Projeto Documentos da Escravidão – Preservação das Cartas de Liberdade

Servidoras do APERS participaram do Programa Nação da TVE

1 Comentário

web_EstaçãoCultura

     Dia 6 de abril, no Programa Nação da TVE, foi ao ar “Origens África Episódio 2”, sobre a busca pelas raízes africanas na formação brasileira, que teve a participação das servidoras do Arquivo Público do RS, Aerta Grazzioli Moscon e Caroline Baseggio.

     As servidoras foram entrevistadas e explicaram como se deu o trabalho de elaboração dos Catálogos Seletivos sobre Documentos da Escravidão, desenvolvido, desde 2006, a partir do acervo da instituição.

     O episódio buscou mostrar que a identidade negra pode ser resgatada de diversas formas, seja por meio de fontes documentais, seja pelo avanço da ciência e novas tecnologias. Veja o programa abaixo:

Notícias relacionadas:
Resultados do Projeto Documentos da Escravidão – Preservação das Cartas de Liberdade

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte 2

Deixe um comentário

     Nesta segunda parte das dicas de séries, que nos remetem ao “Mundo dos Arquivos”, listamos episódios com um caráter mais investigativo. As narrativas desenvolvem diferentes questões como: informações sigilosas, arquivos secretos, pesquisas em arquivos e falsificação de documentos. Confira… Comente… Compartilhe!!!

APERS Mundo dos Arquivos Da VinciS DemonsDA VINCI’S DEMONS: Série de televisão norte-americana, do gênero drama, sobre a vida de Leonardo Da Vinci (Tom Riley) durante sua juventude. Descrita como uma fantasia histórica, a série explora a história não contada de Da Vinci “inventando” o Futuro. Preso num mundo onde o pensamento e a fé estão controlados pela opressiva Igreja Católica, é retratado como um homem que luta para libertar o conhecimento.

1ª Temporada Episódio 7: O Hierofante. Da Vinci, junto aos seus amigos Zo (Gregg Chillin) e Nico (Eros Vlahos), segue o Conde Riario (Blake Ritson) com a finalidade de achar a segunda chave do Cofre do Céu, mas deduz que o objeto deve ter sido guardado no lugar mais seguro de Roma, os Arquivos Secretos do Vaticano. Após estudar mapas e plantas do Vaticano para achar uma forma de entrar sem ser visto pelos guardas, tem a ideia de entrar pela água. Assim ele cria um traje submarino, percorre as tubulações, perfura o chão e consegue entrar no Palácio. Ao encontrar o Papa Sisto IV (James Faulkner), pede que o leve aos Arquivos Secretos, o Papa se nega e faz com que Da Vinci localize ele próprio a passagem secreta da sala. Sob a ameaça de um arco o Papa se desloca com Da Vinci até uma das câmaras dos Arquivos Secretos, lá faz uma oferta ao jovem, que se alie à Igreja e assim poderá explorar todos aqueles tesouros.

APERS Mundo dos Arquivos ElementaryELEMENTARY: Apresenta uma versão contemporânea do personagem Sherlock Holmes, adaptação de Robert Doherty para a obra de Arthur Conan Doyle. Na série Sherlock (Jonny Lee Miller) é um ex-consultor da Scotland Yard (Polícia Metropolitana de Londres) que chega em Nova Iorque após passar um período em um centro de reabilitação. Forçado por seu abastado pai a dividir seu apartamento com a Dra. Joan Watson (Lucy Liu), uma cirurgiã que perdeu a licença após a morte de um paciente, ele precisa se manter sóbrio e longe das drogas. Assim, Watson passa a acompanhar Sherlock em seu trabalho como consultor da polícia de Nova Iorque.

2ª Temporada Episódio 03: Somos todos. O episódio faz uma apologia ao caso de Edward Snowden, que passou informações sigilosas do governo americano ao jornalista Julian Assage, do site Wikileaks. Na ficção Sherlock Holmes é contratado para descobrir o paradeiro de Ezra Kleinfelter (Christian Campbell), um construtor civil que vazou informações secretas sobre o governo americano a uma revista. Sherlock, em companhia de Holmes, faz suas buscas sobre Ezra, descobre que ativistas cibernéticos o estão protegendo e que a empresa que presta serviços ao governo não quer realmente protegê-lo.

APERS Mundo dos Arquivos True DetectiveTRUE DETECTIVE: A trama acompanha Rust Cohle (Matthew McConaughey) e Martin Hart (Woody Harrelson), dois detetives que, após 17 anos, têm de voltar ao Estado da Louisiana para servir de testemunhas em um bizarro caso de assassinato que foi reaberto. A ação se desenrola lentamente e se alterna entre 1995, durante a busca do serial killer, e 2012, quando Cohle e Hart prestam depoimento a dois outros detetives que trabalham no caso, revelando os efeitos daquela investigação nos dois homens.

1ª Temporada Episódio 03: A sala trancada. Os detetives prosseguem com as investigações sobre o assassinato de uma mulher e quando conseguem colocar alguém sob custódia, o interrogatório não dá em nada e o suspeito é liberado. Enquanto Martin tenta resolver seus problemas familiares e se dedica ao caso só no horário de trabalho, Rust usa sua insônia e tempo extra nas investigações. O detetive passa horas no arquivo, pesquisando casos antigos de assassinatos e acaba encontrando uma conexão: uma mulher que supostamente se afogou anos antes.

APERS Mundo dos Arquivos White CollarWHITE COLLAR: A série traz uma mistura de comédia e drama e atualmente está na 5ª temporada. Neal Caffrey (Matt Bomer) é um ex-ladrão e falsificador capturado após várias tentativas frustradas, pelo Agente Especial do FBI Peter Burke (Tim DeKay). Faltando 3 meses para cumprir a pena de 4 anos, ele foge da prisão para tentar encontrar sua ex-namorada. Acaba recapturado e pede para o agente o encontrar na prisão, afim de propor um acordo. Nesse encontro, Neal se oferece para prestar serviços ao FBI em troca de sua liberdade condicional. Burke acaba cedendo, Neal vira consultor do FBI e começa a ajudar a equipe da Unidade de Crimes do Colarinho Branco.

1ª Temporada Episódio 01: Piloto. No episódio o Agente Burke investiga o falsificador Curtis Hagen, o “Holandês” (Mark Sheppard). No aeroporto, interceptam Tony Field (Arnie Burton), um vendedor de livros raros que voltava da Espanha. Ele trazia a terceira carga de livros, exemplares em espanhol de A Branca de Neve e os Sete Anões, impressos em 1944. Burke questiona Neal qual a razão do Holandês querer 600 livros antigos e Neal percebe que ele pretende usar a contracapa em branco para falsificar algo. Ao revistarem a carteira de Tony, acham um ticket de visita ao Arquivo Nacional. No Arquivo Nacional, a equipe descobre que Tony esteve lá duas vezes, pesquisando o mesmo documento, um Certificado de Dívida da Espanha, de 1944. Como na Espanha há histórias de que existem caixas destes certificados perdidas, o FBI descobre que o Holandês quer falsificar certificados, usando o mesmo tipo de papel, pois são válidos e valem uma fortuna nos EUA.

Fontes de pesquisa: Box de SériesEpisódios ComentadosEstadãoMinha SériePseudo NerdsTele SériesTemporada em SérieTodos AmamVejo SériesWikipedia

     Assim chegamos ao final de mais um ano de dicas do “Mundo dos Arquivos”! Para que, a cada semana, tivessem as postagens, com listas de livros, filmes e séries, houve muita pesquisa, empenho e, por que não, diversão por parte da equipe do Divulga APERS! Esperamos que vocês também tenham se divertido e, principalmente, tenham descoberto esse mundo de arquivos, museus e bibliotecas! Para conferir todas as dicas publicadas clique aqui.

EDITAL APERS Nº 01/2013

Deixe um comentário

2013.09.17 Publicado no DOE de 17.09.2013 - Pág 31

  Publicada hoje no Diário Oficial do Estado a retificação ao Edital APERS 01/13, publicado em 16 de agosto último, sobre a restrição de acesso a documentos de ex-presos políticos. Os titulares dos processos da Comissão Especial de Indenização a Ex-Presos Políticos têm mais 30 dias para requerer a restrição do acesso aos documentos. Desta forma, caso não haja solicitações de restrição até dia 17 de outubro de 2013, os documentos pertencentes a este acervo sob custódia do Apers ficarão disponíveis para a consulta de qualquer cidadão.

   Para acessar a retificação clique aqui e aqui para acessar o edital.

   Outras notícias clique aqui.

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: