Oficinas de Educação Patrimonial – Outubro e Novembro 2019

Deixe um comentário

Imagem para post Oficinas

Fechando as postagens relativas às oficinas realizadas no ano de 2019 a partir do Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS, confira as turmas recebidas nos meses de outubro e novembro:

Outubro

  • 02/10: nessa tarde 24 professores, pesquisadores e ativistas sociais participaram da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo” ofertada dentro da programação do evento Questões para a História Negra do RS / 8º Curso de Formação para Professores PEP UFRGS-APERS. Confira fotos o evento aqui.

  • 04/10: Acompanhados pela professora Daniela Scheffers, as e os estudantes da turma 203, 2° ano do Colégio Estadual Inácio Montanha, estiveram no Arquivo Público em uma manhã de sexta-feira para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos” Para ver as fotos, clique aqui.

  • 08/10: Em uma manhã de terça-feira, as e os alunos do 2º ano do Colégio Estadual Inácio Montanha, vieram ao APERS para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”, acompanhados pela professora Denise Marques. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 09/10: Durante uma manhã de quarta-feira, os estudantes de 9° ano da EEEM Oscar Pereira estiveram no APERS para participar da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História”, acompanhados pela professora Adriana Costa. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 10/10: Acompanhados pelo professor Rodrigo Souza dos Santos, estudantes do 8° ano da EMEF Pepita Leão foram recebidos no Arquivo Público em uma manhã de quinta-feira para participar da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História”. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 10/10: Durante uma tarde de quinta-feira, os alunos da EEEM Ceará vieram ao APERS para participar da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História”, acompanhados pela professora Adriana Costa. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 11/10: Em uma tarde de sexta-feira as e os estudantes do 6° ano da EEEM Oscar Pereira estiveram no Arquivo Público para participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pela professora Jaqueline Fraga. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 15/10: Em uma manhã chuvosa de terça-feira, as alunas e alunos do 6° ano do Colégio Romano Senhor Bom Jesus vieram ao APERS para participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pela professora Maria Eduarda Carvalho. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 16/10: Durante a manhã de quarta-feira, os estudantes do 3° ano do Ensino Médio da Fundação Bradesco de Gravataí, vieram visitar o Arquivo Público para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”, acompanhados pelo professor Diego Scherer. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 17/10: Nem o temporal daquela sexta-feira de manhã foi suficiente para impedir que as e os alunos do 2° ano do Colégio Estadual Inácio Montanha viessem ao APERS. Acompanhados pela professora Raquel Braun, elas e eles vieram participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 22/10: Durante a manhã a equipe do Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS deslocou-se até a Unisinos para ofertar a oficina “Desvendando o Arquivo Público: relações de gênero na história” dentro da programação do VII Ofícios de Clio, evento promovido pelo GT Acervos, da ANPUH-RS. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 23/10: Durante a manhã de quarta-feira, estudantes do 3° ano do Ensino Médio da Fundação Bradesco de Gravataí, vieram ao APERS para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”, acompanhados pelo professor Diego Scherer. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 24/10: Na tarde de quinta-feira, o APERS recebeu a visita de mais uma turma do 3° ano do Ensino Médio da Fundação Bradesco de Gravataí que, acompanhados pelo professor Diego Scherer, vieram participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 25/10: Pela manhã de sexta-feira, as e os estudantes do 6° ano do Colégio Romano São Mateus, vieram ao Arquivo Público para participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pela professora Karen Cerutti. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 29/10: Durante a manhã de terça-feira as e os estudantes de 6° ano do Colégio Romano Santa Marta vieram ao APERS para participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pelo professor Alessandro Maldonado. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 31/10: Na manhã de quinta-feira, estudantes da turma 163 do 6° ano do Colégio Romano Senhor Bom Jesus vieram ao Arquivo Público para participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pela professora Eduarda Carvalho. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 31/10: Na noite de 31/10, quinta-feira, estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da EEEF Cândido Portinari estiveram no APERS para vivenciar a oficina Resistência em Arquivo: patrimônio, ditadura e direitos humanos, acompanhados pela professora Adriana Quadros. Para ver as fotos, clique aqui.

Novembro

  • 01/11: em meio às atividades da Semana do Servidor, colegas do estado foram convidados a visitar o APERS e ter contato com seu acervo por meio do brincar! Foi uma excelente experiência com os jogos “Caso X: investigando um crime da ditadura em Porto Alegre” e “AfricaNoArquivo”. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 05/11: Na manhã de terça-feira alunos(as) do 3° ano do Colégio Fundação Bradesco, de Gravataí, vieram ao APERS para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”, acompanhados pelo professor Diego Scherer. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 06/11: Na manhã de quarta-feira, estudantes do Ensino Médio do Colégio Estadual Augusto Meyer vieram ao APERS para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”, acompanhados pelo professor Alfredo Ranzan. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 07/11: nessa tarde 26 estudantes do 9º ano do Colégio de Aplicação da UFRGS estiveram no APERS acompanhados pelo professor Vanderlei Machado para vivenciar a oficina “Resistência em Arquivo: patrimônio, ditaduras e direitos humanos”. Para ver fotos, clique aqui.

  • 12/11: Na tarde de terça-feira, o Arquivo Público recebeu as turmas de 6°, 7° e 8° ano do professor Bruno Xavier Silveira. Os estudantes da EMEF Nossa Senhora de Fátima vieram participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 13/11: Na manhã de quarta-feira estudantes de 8° ano da EMEF Herbert José de Souza vieram ao APERS participar da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História”, acompanhados pelo professor Marcelo Roberto Rios. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 14/11: Durante a manhã de quinta-feira estudantes do 9° ano da EMEF Pepita Leão estiveram no APERS para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”, acompanhados pelo professor Rodrigo Souza dos Santos. Para ver as fotos, clique aqui.

  • 19/11: na manhã de terça-feira 33 estudantes do 9º ano da EMEF Herbert José de Souza visitaram o APERS para participar da oficina “Desvendando o Arquivo Público: relações de gênero na história”, acompanhados do prof. Marcelo Roberto Rios. Para ver fotos, clique aqui.

  • 20/11: Na manhã de quarta-feira 30 alunos e alunas do 6º ano da EMEF Gonçalves Dias (Portão/RS) estiveram no Arquivo Público vivenciando a oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pela professora Caren Kangberg. Para ver fotos, clique aqui.

  • 22/11: 28 estudantes do 7º ano da EMEF Theodoro Bogen estiveram no APERS acompanhados pelo professor Guilherme Fraga. Naquela tarde de sexta participaram da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”.

  • 28/11: a última oficina do ano foi realizada com estudantes do 9º ano do Colégio de Aplicação da UFRGS. Acompanhados pelo professor Vanderlei Machado, participaram da oficina “Resistência em Arquivo: patrimônio, ditadura e direitos humanos”. Para ver as fotos, clique aqui.

Para saber mais a respeito das oficinas e demais ações desenvolvidas no âmbito do Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS, clique aqui.

Ação Educativa e Consciência Negra no APERS #NovembroNegro

Deixe um comentário

Damos sequência às nossas postagens que ficaram pendentes em relação ao ano de 2019, iniciando pelo último texto da série em celebração ao #NovembroNegro.

Desde 2009 o Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS oferece, entre outras, a oficina Os Tesouros da Família Arquivo, construída a partir de diferentes tipos documentais produzidos no contexto da escravidão no Brasil e salvaguardados por nossa instituição. A oficina busca nomear e reconhecer a ação de mulheres e homens a quem o cativeiro foi imposto, mas que resistiram de formas diversas e lutaram por liberdade. A partir de um testamento e um processo-crime, alguns inventários, registros de compra e venda e cartas de liberdade, entramos em contato a história de Maria, senhora de “mais ou menos 90 anos” que foi capturada na região do Congo no final do século XVIII; com o Pancho, menino uruguaio de 12 anos que nasceu livre mas foi sequestrado na banda oriental e vendido ilegalmente como escravo em uma colônia de imigrantes; com a Jacinta e o Vicente, pais do Fortunato, uma família sendo tratada como bens. Falamos de possibilidades de trabalho e sociabilidade em grandes plantéis rurais ou em pequenas manufaturas urbanas, da formação de famílias, de formas diversas de resistência.

A seguir compartilhamos pequenos vídeos gravados por estudantes da EMEF Nossa Senhora de Fátima (bairro Bom Jesus/Porto Alegre) comentando sua participação na referida oficina. Eles estiveram conosco no dia 12 de novembro, trazidos pelo professor Bruno Xavier Silveira:

 

 

 

Essa ação, pensada em 2008 com inspiração no trabalho de descrição arquivística que deu origem aos Catálogos de Documentos da Escravidão, transformou-se em uma importante atividade de difusão do acervo e de ação educativa que, por sua vez, inspirou o desenvolvimento do projeto “AfricaNoArquivo: fontes de pesquisa & debates para a igualdade étnico-racial no Brasil”. A partir desse último, com recursos captados em edital do IBRAM, distribuímos caixas pedagógicas como doação para escolas levando um pouco de nosso acervo para dentro das salas de aula, promovendo discussões a respeito das conexões entre África e Brasil a partir da diáspora e sobre as marcas da escravização em nossa sociedade. Aqui, compartilhamos alguns registros de estudantes utilizando a caixa AfricaNoArquivo na EMEF Osório Ramos Correa, de Gravataí, sob orientação da professora Jane Rocha de Mattos, e na EEEF Imperatriz Leopoldina, de Porto Alegre, com a professora Isadora Librenza:

Oficina e caixa pedagógica, entre outras diversas atividades como cursos e eventos promovidos pelo Arquivo Público com essa temática, são afirmações de nosso potencial enquanto lugar de memória negra, enquanto lugar que se presta à produção de conhecimento engajado no combate às desigualdades e ao racismo.

Para informações sobre as ações educativas desenvolvidas pelo APERS, entrar em contato pelo e-mail acaoeducativa@planejamento.rs.gov.br.

Oficinas de Educação Patrimonial – Outubro 2019

Deixe um comentário

Imagem para post Oficinas

Ao longo do mês de outubro realizamos 17 oficinas a partir do Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS. Confira as turmas que estiveram conosco:

  • 02/10: Iniciamos o mês de outubro com a realização da oficina “Tesouros da Família Arquivo” durante o evento “Questões para a História Negra do RS”, recebendo um público diverso, entre estudantes de graduação e pós-graduação, professores e ativistas sociais. Para ver as fotos do evento, clique aqui.
  • 04/10: Acompanhados pela professora Daniela Scheffers, as e os estudantes da turma 203, 2° ano do Colégio Estadual Inácio Montanha, estiveram no Arquivo Público em uma manhã de sexta-feira para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”. Para ver fotos, clique aqui.
  • 08/10: Em uma manhã de terça-feira, as e os alunos do 2º ano do Colégio Estadual Inácio Montanha, vieram ao APERS para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”, acompanhados pela professora Denise Marques. Para ver fotos, clique aqui.
  • 09/10: Durante uma manhã de quarta-feira, os estudantes de 9° ano da EEEM Oscar Pereira estiveram no APERS para participar da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História”, acompanhados pela professora Adriana Costa. Para ver fotos, clique aqui.
  • 10/10: Acompanhados pelo professor Rodrigo Souza dos Santos, estudantes do 8° ano da EMEF Pepita Leão foram recebidos no Arquivo Público em uma manhã de quinta-feira para participar da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História”. Para ver fotos, clique aqui.
  • 10/10: Durante uma tarde de quinta-feira, os alunos da EEEM Ceará vieram ao APERS para participar da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História”, acompanhados pela professora Adriana Costa. Para ver fotos, clique aqui.
  • 11/10: Em uma tarde de sexta-feira as e os estudantes do 6° ano da EEEM Oscar Pereira estiveram no Arquivo Público para participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pela professora Jaqueline Fraga. Para ver fotos, clique aqui.
  • 15/10: Em uma manhã chuvosa de terça-feira, as alunas e alunos do 6° ano do Colégio Romano Senhor Bom Jesus vieram ao APERS para participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pela professora Maria Eduarda Carvalho. Para ver fotos, clique aqui.
  • 16/10: Durante a manhã de quarta-feira, os estudantes do 3° ano do Ensino Médio da Fundação Bradesco de Gravataí, vieram visitar o Arquivo Público para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”, acompanhados pelo professor Diego Scherer. Para ver fotos, clique aqui.
  • 17/10: Nem o temporal daquela sexta-feira de manhã foi suficiente para impedir que as e os alunos do 2° ano do Colégio Estadual Inácio Montanha viessem ao APERS. Acompanhados pela professora Raquel Braun, elas e eles vieram participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”. Para ver fotos, clique aqui.
  • 22/10: Na manhã de 22/10 a equipe do Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS deslocou-se até a Unisinos para ofertar a oficina “Desvendando o Arquivo Público: relações de gênero na história” dentro da programação do VII Ofícios de Clio, evento promovido pelo GT Acervos, da ANPUH-RS. Para ver fotos, clique aqui.
  • 23/10: Durante a manhã de quarta-feira, estudantes do 3° ano do Ensino Médio da Fundação Bradesco de Gravataí, vieram ao APERS para participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”, acompanhados pelo professor Diego Scherer. Para ver fotos, clique aqui.
  • 24/10: Na tarde de quinta-feira, o APERS recebeu a visita de mais uma turma do 3° ano do Ensino Médio da Fundação Bradesco de Gravataí que, acompanhados pelo professor Diego Scherer, vieram participar da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos”. Para ver fotos, clique aqui.
  • 25/10: Pela manhã de sexta-feira, as e os estudantes do 6° ano do Colégio Romano São Mateus, vieram ao Arquivo Público para participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pela professora Karen Cerutti. Para ver fotos, clique aqui.
  • 29/10: Durante a manhã de terça-feira as e os estudantes de 6° ano do Colégio Romano Santa Maria vieram ao APERS para participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pelo professor Alessandro Maldonado. Para ver fotos, clique aqui.
  • 31/10: Na manhã de quinta-feira, estudantes da turma 163 do 6° ano do Colégio Romano Senhor Bom Jesus vieram ao Arquivo Público para participar da oficina “Os Tesouros da Família Arquivo”, acompanhados pela professora Eduarda Carvalho. Para ver fotos, clique aqui.
  • 31/10: Na noite de 31/10, quinta-feira, estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da EEEF Cândido Portinari estiveram no APERS para vivenciar a oficina Resistência em Arquivo: patrimônio, ditadura e direitos humanos, acompanhados pela professora Adriana Quadros. Para ver fotos, clique aqui.

Para saber mais a respeito das oficinas e demais ações desenvolvidas no âmbito do Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS, clique aqui. Contate-nos pelo e-mail acaoeducativa@planejamento.rs.gov.br.

Oficinas de Educação Patrimonial – Agosto 2019

Deixe um comentário

Imagem para post Oficinas

Ao longo do primeiro semestre de 2019, além do envolvimento com outras ações educativas, nossa equipe dedicou-se à atualizações dos materiais que compõem as oficinas ofertadas por meio do Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS. No mês de agosto, retomamos o cotidiano de oficinas, primeiramente formando o novo grupo de estudantes do ensino superior que atuarão como oficineiras e oficineiros, e em seguida recebendo a primeira turma escolar de 2019:

– Dias 22 e 23/08: realizamos as oficinas “Desvendando o Arquivo Público: relações de gênero da história” e “Resistência em Arquivo: patrimônio, ditadura e direitos humanos” com estudantes do curso de História em processo de capacitação. Parte do grupo que vivenciou tais atividades foi composto por estagiárias e estagiários do APERS, que se dispuseram a contribuir com a formação da nova equipe. Agradecemos a todas e todos! Confira as fotos:

– 27/08: recebemos 20 estudantes da Escola Estadual de Ensino Médio Amadeo Rossi, de São Leopoldo, acompanhados pela professora Nice Stelter Passos. Participaram da oficina Resistência em Arquivo. Confira as fotos:

 

APERS na 28ª Semana do Teatro de Bonecos

Deixe um comentário

   O teatro é arte, e a arte toca, estimula, constrói pontes para trocas de saberes e sentimentos. E o teatro de bonecos, então? Quem de nós não é capturado pela magia dos bonecos?! Pensando assim, desde 2009 o Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS tem mobilizado o potencial do teatro de bonecos de luva na oficina Os Tesouros da Família Arquivo, com uma esquete na qual “A família Arquivo conta sua história”!

   Nestes anos, já tivemos bonecos e cenário confeccionados pelo ilustrador e professor Bruno Ortiz, e agora, pelo Alberto Vermelho e Dênis Moreira, pessoal do Ateliê Nunes. Através deste contato, nos aproximamos do mundo do teatro de bonecos, e teremos a alegria de sermos parceiros e receber no dia 28 de abril, nos Jardins do APERS, a Mostra Institucional de Bonecos, parte da programação da 28ª Semana do Teatro de Bonecos do RS, que ocorre de 27 a 30 de abril. Na oportunidade, compartilharemos com o público nossa esquete, e conheceremos bonecos que fazem muita arte em outras instituições.

   A entrada para a Mostra Institucional é gratuita, e ocorrerá pela escadaria do Arquivo Público que dá acesso à Praça da Matriz. Venha prestigiar das 15h às 18h! Mais informações sobre o evento, clique aqui.

Programação “Os Caminhos da Matriz” 2018

Deixe um comentário

O Projeto “Os Caminhos da Matriz” tem o objetivo de aproximação entre a população e o patrimônio histórico e cultural de Porto Alegre e retoma suas atividades com novos itinerários!

A edição desse ano inicia no dia 28 de abril e abre com a novidade de três novos roteiros distribuídos entre as instituições culturais que circundam a Praça da Matriz, confira:

  • Roteiro 1 – Instituições: Arquivo Público do RS, Biblioteca Pública do Estado e Museu Júlio de Castilhos. Datas: 28 de abril; 28 de julho e 20 de outubro de 2018.
  • Roteiro 2 – Instituições: Solar dos Câmara/Memorial do Legislativo, Catedral/Cúria Metropolitana e Museu Júlio de Castilhos. Datas: 26 de maio; 25 de agosto e 24 de novembro de 2018.
  • Roteiro 3 – Instituições: Museu Júlio de Castilhos, Memorial do Ministério Público e Memorial do Judiciário. Datas: 30 de junho e 29 de setembro de 2018.

Coube ao APERS a abertura da edição 2018 do Projeto “Os Caminhos da Matriz”, integrando o Roteiro 1. Para participar basta estar,  às 14 horas deste sábado, na Praça da Matriz próximo ao portão do Arquivo Público do RS, ao lado do estacionamento da Assembleia Legislativa.

A programação é gratuita e ocorre no último sábado de cada mês! A única exceção será o mês de outubro, em que a visita ocorrerá no penúltimo sábado, devido ao calendário de feriados do estado.

Acompanhe as informações sobre Os Caminhos da Matriz também na página do Facebook, clique aqui para acessar.

 

Oficina do PEP mais uma vez contribuindo para processos de formação docente!

Deixe um comentário

   Nos dias 26 e 29 de março realizamos vivências da oficina Resistência em Arquivo: patrimônio, ditadura e direitos humanos para as turmas diurna e noturna da disciplina de Introdução ao Estágio, do curso de licenciatura em História da UFRGS, que é ministrada de forma compartilhada pelos professores Carmem Gil, Caroline Pacievtch, Fernando Seffner e Nilton Pereira, do Departamento de Ensino e Currículo da FACED/UFRGS.

   A atividade foi agendada como espaço de fechamento para as discussões que as turmas vinham realizando sobre o trabalho com temas sensíveis em sala de aula. A oficina permitiu abordar a ditadura civil-militar no Brasil e as violações de direitos humanos perpetradas pelo Estado ao longo daquele regime, pensando as marcas deixadas em nossa sociedade e a trajetória de vida daqueles que resistiram. Cada estudante pode ter contato com fontes arquivísticas, com o ambiente do APERS, e com múltiplas possibilidades metodológicas para inspirar planejamentos educativos vindouros.

   Em dois turnos foram recebidos 33 futuros professores de História, e dois professores da UFRGS, que se envolveram em profícua discussão sobre os usos de documentos e de depoimentos nos processos de ensino-aprendizagem, sobre a importância da defesa dos valores democráticos, e do acesso público ao patrimônio documental, como fonte de informação e garantia de direitos.

   Embora as oficinas oferecidas às escolas pelo Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS estejam no planejamento do 2º semestre, atendemos ao pedido da profª Carmem por compreender a potencialidade desse momento para o processo de formação docente. Assim, realizamos as vivências com a contribuição de equipe do APERS, da prof.ª Carla Rodeghero (coordenadora do PEP na UFRGS), e de ex-estagiários da disciplina de Estágio em Educação Patrimonial, que em 2017 atuaram como oficineiros no Arquivo, e retornaram à instituição de forma voluntária. Neste sentido, agradecemos muito à Camila Barbosa, ao Guilherme Cardoso e à Letícia Fernandes.

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: