APERS comemorou seus 112 anos

Deixe um comentário

   Celebramos mais um aniversário do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul – APERS: 112 anos de uma trajetória de desafios, conquistas e afirmação em diversas searas. Ao longo deste período, o APERS foi palco de encontros com o passado e registros de transformações sociais, como de tempos em que o acesso aos documentos públicos e à produção de conhecimento eram privilégio de poucos; e tornou-se um lugar que presa pelo direito ao conhecimento, ao acesso à informação e ao patrimônio cultural.

   O início das comemorações foi realizado no dia 07 de março, pela Diretora do Arquivo Público, Aerta Moscon, que ressaltou o legado deixado pelo APERS para a sociedade. Logo após, teve a abertura da exposição ‘’ARQUIVO EM REVISTA” que reúne documentos administrativos emitidos por ex-diretores e fotografias de eventos do APERS. Em seguida foi realizada a palestra “Positivismo e Memória: A importância do positivismo na preservação e construção da memória nos arquivos” com os historiadores Paulo Moreira, Arnoldo Doberstein e Clarissa Sommer e mediação de Caroline Acco Baseggio.

   No dia 08 de março, data de fundação, aconteceu a Roda de Memória com a participação das ex-diretoras Eloá Maria Possebon, Rosani Gorete Feron e Isabel Oliveira Perna Almeida e a arquivista Neida Regina Ilha, representando o ex-diretor Carlos Aléssio Rossato, com mediação de Maria Cristina Fernandes. Cada uma pôde explanar sobre sua gestão e as contribuições no desenvolvimento de técnicas e metodologias para a qualificação da preservação dos documentos públicos do Estado, na promoção no campo da difusão do acervo e na melhoria do conjunto arquitetônico da Instituição. Alguns ex-diretores, que não puderam comparecer, enviaram mensagens.

   Na continuidade das comemorações, houve o lançamento da “Galeria de Diretores do APERS”, disponível no site institucional do Arquivo, com o objetivo de divulgar a biografia dos diretores que ocuparam o cargo desde a fundação do Arquivo até a gestão atual. A Galeria contempla, atualmente, a biografia de sete diretores com recorte temporal de 1987 a 2015, clique aqui para acessar. À medida que a pesquisa biográfica for avançando, as demais gestões serão inseridas no site.

   O Secretário da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos, Raffaele Di Cameli, presente no dia, parabenizou a todos pela trajetória e contribuições da Instituição. A solenidade contou com a presença de servidores, funcionários terceirizados, estagiários e convidados. Também prestigiaram o evento o Secretário Adjunto da Casa Civil, José Guilherme Kliemann, o Diretor-Geral da SMARH, Henrique Abrahão, e o Presidente da Associação de Amigos do APERS – AAAP, Daniel Leite.

   Por fim, como todo aniversário, teve Parabéns a Você, bolo e brinde! Foram momentos de reconhecimento pelo trabalho de cada um, que fez e faz parte da equipe do Arquivo Público, para que a instituição se mantenha viva e atuante.

   As atividades foram organizadas pelas arquivistas Iara Gomide Machado, Marta Helena de Araújo e Renata Pacheco de Vasconcellos e pela Técnica em Assuntos Culturais Caroline Baseggio, com o apoio da Associação do Amigos do Arquivo Público – AAAP, ASCOM/SMARH, DIPES/DEADM/SMARH, Museu da Comunicação Hipólito José da Costa e Museu Julio de Castilhos.

    Aproveitamos a oportunidade para convidá-los a fazer parte desta história também, conhecendo o Arquivo Público através das mídias sociais e, presencialmente, pesquisando na Sala de Pesquisa, participando das visitas guiadas e eventos.

    Lembramos que a exposição “ARQUIVO EM REVISTA” permanece aberta ao público até 30 de março de 2018. Venha prestigiar! (Rua Riachuelo, 1031 – Centro Histórico – Porto Alegre – RS. Das 8h30min às 17h no Espaço Joel Abílio Pinto dos Santos, Térreo.)

    Confira algumas fotos de evento abaixo e para ver o álbum dos 112 anos do APERS no Facebook, clique neste link.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Abaixo relacionamos os links sobre a repercussão dos eventos comemorativos pelos 112 anos do APERS nos meios de comunicação, clique para acessar:

Anúncios

APERS 112 ANOS: Eventos em comemoração ao aniversário do Arquivo Público do RS

Deixe um comentário

Com o objetivo de comemorar o aniversário de 112 anos do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul – APERS, no dia 08 de março, data de sua fundação, sua equipe organizou a Exposição ‘’ARQUIVO EM REVISTA” com abertura em 07 de março e encerramento em 31 de março de 2018. A exibição será realizada no espaço Joel Abílio Pinto dos Santos, localizado no andar térreo da Instituição e poderá ser visitada das 8h30min às 17h.

O Arquivo Público é um Departamento da Secretaria da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos – SMARH/RS – constituído pela Divisão de Preservação, Acesso e Difusão, pela Divisão de Gestão Documental e pela Seção de Apoio Administrativo. A partir desta estrutura, o APERS desenvolve atividades técnicas relacionadas à gestão documental do seu acervo – preservação e acesso à informação – e projetos culturais e educacionais, tais como oficinas para turmas escolares, cursos de formação para professores, capacitações para estudantes de graduação, seminários, palestras e exposições, aproveitando seus espaços culturais no intuito de difundir e gerar conhecimento. Dentre as atividades relacionadas ao acesso à informação, destacamos a disponibilização do acervo oriundo dos três Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e os atos registrados nos tabelionatos e cartórios de Registro Civil, por meio de solicitação prévia para consulta pública na sala de pesquisa da Instituição. Além disso, o conjunto arquitetônico em estilo neoclássico, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do RS pode ser visitado, mediante solicitação prévia. Vale destacar que, além das atividades descritas, o APERS atua como Órgão gestor do Sistema de Arquivos do Estado do RS – SIARQ/RS, sendo responsável pela assessoria relacionada à gestão documental para os órgãos da Administração Direta e Indireta do Estado.

Em paralelo à exposição estão previstos dois outros eventos: a Roda de Memória, retrospectiva em formato de mesa-redonda composta por ex-diretores que dirigiram a Instituição a partir de 1987 e o lançamento da Galeria  de Diretores, uma publicação digital histórico-biográfica dos diretores do APERS, disponibilizada em formato pdf.

A Roda de Memória tem como objetivo apresentar a contribuição dos gestores no desenvolvimento de técnicas e metodologias que resultaram na qualificação da preservação dos documentos sob a guarda do APERS, na promoção no campo da difusão do acervo e na melhoria do conjunto arquitetônico do APERS.

A Galeria de Diretores tem por objetivo disponibilizar a biografia dos trinta e cinco diretores que ocuparam o cargo desde a fundação do APERS, em 1906, até a gestão atual. Para o evento, o arquivo digital, disponível em nosso site, contemplará a biografia dos sete diretores a partir do ano de 1987. A medida que a pesquisa biográfica for sendo realizada, as demais gestões serão disponibilizadas para consulta.

Em nosso cotidiano geralmente não percebemos o papel da memória na formação da vida em sociedade. Assim, a realização de eventos dessa natureza permite atingir o propósito de preservação da memória, documentando a trajetória da Instituição e o envolvimento dos sujeitos que contribuíram com seu trabalho e ações, motivados por demandas do seu tempo e pela situação social, política e econômica da época. Acompanhar a trajetória dos ex-diretores do APERS é, em certa medida, seguir o curso funcional e administrativo da Instituição, com as transformações decorrentes desse processo, bem como registrar o legado e a história dos seus gestores, prestando uma homenagem pela contribuição dada para a existência centenária do APERS.

Exposição: ARQUIVO EM REVISTA – 7 de março de 2018 – às 18h30min (aberta diariamente das 9h até as 17h, até 30/03/2018)

Roda de memória: 8 de março de 2018 – das 14h até as 17h

Galeria Virtual de Diretores – 8 de março – às 17 h

Local:

Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul – APERS

Auditório Marcos Tramontini e Espaço Joel Abílio Pinto dos Santos

Rua Riachuelo, 1031 – Centro Histórico – Porto Alegre – RS

Exposição “ENTRE LER E VER: Escravização e Resistência”

Deixe um comentário

    Será aberta no dia 18 de maio, no Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS), a exposição “ENTRE LER E VER: Escravização e Resistência”, no mês da Abolição da Escravidão no Brasil. A mostra é composta por dois momentos: “APERS: um olhar nas fontes documentais da escravidão”, e “Visões além da retina: Memórias, Esquecimentos e Representações”.

    É um convite para pensar o protagonismo do povo negro em suas lutas cotidianas escravagistas do passado, indo além da visão de passividade que o escravo tinha na sociedade escravista brasileira. Além disso, provocar um pensar na realidade e na atualidade, como a representatividade de hoje em suas lutas e conquistas.

“APERS: um olhar nas fontes documentais da escravidão”
Documentos originais de cartas de liberdade, testamentos, compra e venda de escravos, inventários e processos crimes estarão expostos. Esta temática, “Escravidão”, deu origem a dez catálogos que servem de instrumento de pesquisa, os “Catálogos Seletivos Documentos da Escravidão”.

“Visões além da retina: Memórias, Esquecimentos e Representações”
Exposição fotográfica composta por três eixos temáticos: o primeiro apresenta memórias institucionais, o segundo locais de identificação e o terceiro representações contemporâneas do negro em Porto alegre. O acervo foi cedido pela Unidade Documentação e Memória/Cia Carris Porto-alegrense.

    A exposição permanecerá aberta para visitação até 31 de maio de 2017, das 8h30min às 17h, no Espaço Joel Abílio Pinto dos Santos do APERS, Rua Riachuelo, 1031, Centro Histórico de Porto Alegre.

Aniversário do APERS e abertura da exposição “Trabalhadoras Mulheres no APERS”

Deixe um comentário

    No dia 08 de março, além do Dia Internacional da Mulher, o Arquivo Público do Rio Grande do Sul (APERS) celebrou seus 111 anos com a abertura da exposição “Trabalhadoras Mulheres no APERS”, no Espaço Joel Abílio Pinto dos Santos, coordenada pelas arquivistas Iara Gomide e Marta Araújo e pela técnica em assuntos culturais Caroline Baseggio.

   A abertura foi realizada pela Diretora do Arquivo Público, Aerta Moscon e pelo Secretário de Estado da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos (SMARH), Raffaele Di Cameli, que ressaltaram a qualificação profissional e das atividades realizadas e o legado para a sociedade deixado pelas servidoras do APERS.

    A solenidade também contou com a presença de servidoras, funcionárias terceirizadas e estagiárias que compõem o quadro atual da instituição e muitas outras que já não trabalham mais no Arquivo. Em clima de reencontro e confraternização todas e todos puderam reencontrar ex-colegas e conferir a mostra de fotografias, documentos, móveis, e equipamentos e instrumentos de trabalho, a fim que prestar uma homenagem aos 111 anos do APERS e às mulheres que trabalham e já trabalharam no Arquivo Público. Confira algumas imagens do evento clicando aqui.

    Ao longo da semana, a exposição teve repercussão em meios de comunicação, sendo divulgada na página de notícias do Governo do Estado, na página do ClicRBS e na coluna Almanaque Gaúcho edição de final de semana, 11 e 12 de março de 2017, do Jornal Zero Hora.

    A exposição permanece aberta para visitação até 31 de março de 2017, das 8h30min às 17h, no APERS, Rua Riachuelo, 1031, Centro Histórico de Porto Alegre. Informação pelo fone (51) 3288-9100.

APERS 111 anos: Exposição Trabalhadoras Mulheres no APERS

1 Comentário

2017-03-02-exposicao-trabalhadoras-mulheres-apers

     Para comemorar o aniversário de 111 anos do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS), criado no mesmo dia em que celebramos o Dia Internacional da Mulher – 08 de março, organizamos a Exposição Trabalhadoras Mulheres no APERS!

    O papel da mulher na sociedade ao longo do século XX sofreu grandes modificações. A saída do espaço privado e a gradativa inserção no espaço público proporcionou às mulheres a conquista de uma maior visibilidade na sociedade e, se hoje ainda não estamos em pé de igualdade com os homens, com certeza estamos muito mais próximas desta realidade.

    Nos primeiros anos de funcionamento do Arquivo Público, a presença feminina acompanhava a tendência social, ou seja, são poucos os registros de mulheres presentes na instituição. Porém, atualmente a lógica se inverteu: a grande maioria de funcionários é do sexo feminino, e contamos nos últimos anos com um número significativo de mulheres ocupando cargos de chefia e diretoria da Instituição.

    Acompanhar a trajetória das mulheres dentro do APERS é, em certa medida, acompanhar a trajetória feminina na sociedade ao longo do século XX e início do XXI: da saída do lar ao mercado de trabalho e todas as transformações decorrentes deste processo, no que diz respeito à sua vida pública e privada.

    Convidamos a todas e a todos a conhecer um pouco sobre as mulheres de ontem e de hoje que contribuíram e contribuem para construir a história de nossa instituição! A exposição terá abertura no dia 08 de março, às 16 horas, no espaço Joel Abílio Pinto dos Santos, no APERS (Rua Riachuelo, 1031, Centro) e estará disponível para visitação até 31 de março de 2017.

APERS lança a Exposição “Porto Alegre Imaginada: conexões entre o APERS e a Cidade”

Deixe um comentário

    Na noite desta terça-feira, 22 de março, o Arquivo Público promoveu o lançamento da exposição “Porto Alegre Imaginada: conexões entre o APERS e a Cidade”, evento que faz parte das comemorações dos 110 anos da instituição. A mostra apresenta alguns documentos do acervo do APERS que dialogam com o imaginário da cidade, são registros que podem nos remeter a locais e pessoas, à rivalidade Gre-Nal, ao cenário político e cultural, entre outros temas, contendo, assim, informações que fazem parte do jogo infinito de significações resultantes de nossa vida social.

    A exposição foi inspirada no conteúdo do livro “Porto Alegre Imaginada” (dos autores Nilda Jacks, Valdir Morigi e Lizete Dias de Oliveira), o qual faz parte do Projeto Culturas Urbanas na América Latina e na Espanha a Partir de seus Imaginários Sociais. O livro apresenta a relação dos porto-alegrenses com sua cidade e foi elaborado por meio de uma dedicada pesquisa a fim de identificar as diferentes dimensões na construção do imaginário urbano porto-alegrense.

     Logo após a abertura da exposição, houve uma mesa de debates no Auditório Marcos Justo Tramontini, com a presença dos autores do livro e coordenadores do projeto Profª. Drª. Nilda Aparecida Jacks e Prof. Dr. Valdir José Morigi, os quais apresentaram “A Porto Alegre dos porto-alegrenses” e com a participação de Luis Fernando Herbert Massoni – Mestrando no Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação/UFRGS, que apresentou “A Cidade e suas Memórias nas Redes Sociais”.

    Os palestrantes discorreram sobre o imaginário urbano de nossa cidade, formado a partir de como as pessoas vivenciam, percebem e interpretam Porto Alegre, constituindo as nossas representações urbanas, significações coletivas que participam na construção de nossa identidade e estão relacionadas ao modo como enxergamos nossa cidade.

    A exposição pode ser visitada no Arquivo Público do RS até o dia 22 de abril, no Espaço Prof. Joel Abílio Pinto dos Santos, de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 17h, sem fechar ao meio dia. A entrada é gratuita!

APERS 110 anos: mesa de debate e lançamento da exposição Porto Alegre Imaginada

Deixe um comentário

Cartaz Exposição POA Imaginada

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: