DIVULGA APERS – Alteração de equipe!

Deixe um comentário

Em 2011 criamos o núcleo de difusão virtual do Arquivo Público do RS, o DIVULGA APERS, responsável por administrar o blogue, Twitter e Facebook da instituição.

A opção por criar um blogue para registrar e publicizar as ações do Arquivo Público do RS veio por conta de nosso site institucional ser antigo, engessado e por não termos perspectivas de atualização, apesar da demanda. O Twitter e o Facebook, por sua vez, se mostraram boas ferramentas para nos aproximar dos usuários e da sociedade em geral, direcionando-os para nosso blogue e abrindo mais um canal de comunicação.

Silvia, Juliano, Clarissa e Viviane

Assim, em 2011 as arquivistas Viviane Portella de Portella, Silvia de Freitas Soares e a historiadora Clarissa de Lourdes Sommer Alves, a época chefiadas pela arquivista Maria Cristina Kneipp Fernandes, planejaram as ações de criação do núcleo, com o lançamento das mídias no dia 1º de agosto.

Estruturamos o uso das mídias de forma a fidelizar o público, com publicações semanais (todas as quarta-feiras) no blogue, atualizações semanais no Facebook com as notícias que remetem a tais publicações e postagens diárias no Twitter com dicas e chamadas para os artigos do blogue. Foi um processo de “formiguinha” tanto para instigar os colegas a escreverem notícias e artigos de maneira a formarmos uma “linha do tempo virtual”, como também para fazer com que o público nos conhecesse e acompanhasse.

O tempo passou, o Divulga APERS ao longo destes quase 8 anos se consolidou, nossa equipe foi mudando… Maria Cristina deixou de fazer parte, Clarissa, com suas muitas demandas, se afastou, mas sempre que foi preciso “estava por perto” para ajudar Silvia e Viviane… Em abril desse ano Silvia foi relotada… e a necessidade de mudanças veio! Com isso, a partir de junho Viviane também deixa a equipe, passando o Divulga APERS ser de responsabilidade de Clarissa e do arquivista Juliano Silva Balbon. Sucesso crescente ao Divulga e a equipe do APERS!

Notícias relacionadas:

Atividades APERS: DIVULGA APERS

Arquivistas do APERS atuam na preservação do acervo do Castelo de Pedras Altas

Deixe um comentário

    Logo na entrada do Castelo, gravada nas lajes, lê-se:

Bem-vindo à mansão que encerra
Dura lida e doce calma:
O arado que educa a terra;
O livro que amanha a alma.

    Com esta ideologia: “trabalho e cultura, transpiração e conhecimento”, o Castelo de Pedras Altas, localizado no município de Pedras Altas/RS, foi construído entre 1909 e 1913, em granito rosa, ao estilo medieval, com 44 cômodos, 300 hectares, para o diplomata (foi embaixador em Portugal, Estados Unidos, México e Argentina; político (foi deputado provincial, participou da Assembleia Nacional Constituinte de 1899, ministro da Agricultura e governador do Estado entre 1891 e 1892), advogado e escritor Joaquim Francisco de Assis Brasil, como um presente a sua esposa Lídia de São Mamede, filha de um conde europeu e que residia em um local semelhante na Europa. A granja foi transformada em uma propriedade de campo com papel importante no agronegócio gaúcho, como a introdução no local (e no Brasil) dos gados Jersey e Devon, a ovelha Karakul e o cavalo árabe.

    O Castelo não é apenas um curioso exemplar arquitetônico, ele tem história. Ali, deu-se a assinatura do acordo de paz que encerrou a revolução gaúcha de 1923, que durou 23 anos e 11 meses.  Em sua biblioteca foi assinada a Paz de Pedras Altas entre as forças políticas que apoiavam Borges de Medeiros e suas enjoativas reeleições — foi presidente do estado entre 1898 e 1927 — e aquelas que se insurgiam contra o fato. Portanto, além do valor arquitetônico, há elevada relevância histórica e cultural no local, onde ocorreram dezenas de encontros de grande relevância histórica e no acervo produzido por Assis Brasil.

     A Granja de Pedras Altas foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado – IPHAE, em 1999; e os bens móveis do Castelo, em 2009, mesmo ano em que o Castelo foi declarado com bem de relevante interesse histórico e cultural do Estado, pela Assembleia Legislativa. O acervo consistem em uma extensa lista de mobiliário, adornos, esculturas, lustres, louças, pratarias, quadros, tapetes, livros e documentos, entre outros objetos que pertenceram à Assis Brasil. Mesmo assim, em 2009, a Federação da Agricultura do Estado (FARSUL) decidiu arrecadar recursos para a restauração da edificação, devido à degradação do prédio, que ameaça o acervo, pela instabilidade das condições, como alta umidade, sujidade, das infiltrações do local e do acondicionamento inadequado do material.

    O acervo de Assis Brasil é composto por peças históricas e uma valiosa biblioteca, na qual há coleção de correspondências entre o diplomata e figuras importantes da história do Estado e do país, e 22 volumes da Enciclopédia Francesa de Diderot e D’Alambert, publicada em 1751. Em 2014, os 20 herdeiros, após algumas tentativas mal sucedidas de captação de recursos para a restauração, colocaram a granja à venda, com porteiras fechadas. Em 2008, um projeto foi aprovado pelo Ministério da Cultura, pela Lei Rouanet; mas, não apareceram interessados na execução.

   A degradação do castelo deveu-se a Assis Brasil não ter previsto que a fazenda poderia até sobreviver de sua produção, mas jamais sustentar um oneroso Castelo. Já quando morreu, em 1938, Assis Brasil deixou dívidas que fizeram com que a família se desfizesse de 130 hectares. Pensado como saída, o turismo cultural não decolou. Lídia Costa Pereira de Assis Brasil, neta de Assis Brasil, recebia os visitantes cobrando-lhes um ingresso. Desta forma, o Ministério Público ao perceber a dificuldade dos herdeiros em manter a conservação do local de 180 hectares, resolveu intervir: junto com IPHAN e IPHAE entraram contato com todos os herdeiros do patrimônio, com quem, inclusive, formataram um termo de ajustamento de conduta, mas não tiveram êxito em recolher as assinaturas dos familiares para que a iniciativa fosse realizada. Então, ajuizaram ação, para conquistar a posse temporária desses documentos, a fim de realizarem trabalhos para sua preservação.

    Como forma de preservar este importante patrimônio o Estado, técnicos, historiadores, arquivistas e uma cientista social, iniciaram a execução de um “Plano de Salvamento da Documentação”, composto por quatro etapas de atividades. No dia 21 de janeiro deste ano, foi realizada viagem até Pedras Altas, para executar o levantamento do acervo mobiliário e documental, e acondicioná-lo para o transporte e guarda provisória, no Memorial do Ministério Público, em Porto Alegre, onde receberá análise e tratamento técnico e acondicionamento adequados e, posteriormente, a digitalização, para fins de difusão, e realocação no Castelo, após o imóvel ter as condições ideais para a guarda e conservação. Durante a elaboração do projeto de restauração arquitetônica e requalificação do acervo, será previsto um ou mais locais com condições ideais de guarda do material documental.

     Entre os dias 28 de janeiro e 01 de fevereiro, estiveram em Pedras Altas a arquivista do Arquivo Público do RS Iara Machado Gomide, acompanhada da historiadora Evelise Neves, do MPRS; da professora e arquivista Valéria Bertotti, da UFRGS, e da arquiteta Estela Galmarino, do IPHAE. Também participa da equipe, representando o APERS, o arquivista Jonas Ferrigolo Melo. As instituições que compõem o Plano de Salvamento, por meio de acordo de cooperação, firmado em novembro de 2018, são: o Ministério Público, quem coordena, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado – IPHAE, Instituto do Patrimônio e Artístico Nacional – IPHAN e o Departamento de Ciências da Informação da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS – DCI/FABICO. O Arquivo Público do Estado não firmou o acordo à época por razões administrativas, porém já está participando do trabalho e está sendo providenciado aditivo para que ingresse no mesmo. O trabalho não tem data definida para conclusão, porque depende das necessidades e especificidades dos documentos.

Confira fotos do Castelo de Pedras Altas no álbum do Facebook do APERS, clique aqui para acessar.

Preservação do acervo do Castelo de Pedras Altas28 de janeiro a 01 de fevereiro/2019

Posted by Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul on Wednesday, February 6, 2019

.
Fontes e notícias relacionadas:
GOVERNO DO ESTADO DO RS. Castelo de Pedras Altas é tombado pelo Estado. 2009.
MINISTÉRIO PÚBLICO DO RS. MP quer garantir preservação do acervo documental do Castelo de Pedras Altas. 2014.
GAÚCHA ZH. Palco da Revolução de 23, castelo de Pedras Altas é posto à venda. 2014.
G1. Herdeiros tentam vender castelo centenário de Assis Brasil no RS. 2014.
FOLHA DO SUL. Castelo de Pedras Altas – O recanto de Assis Brasil. 2016.
FOLHA DO SUL. Instituições firmam acordo para salvaguarda de acervo documental do castelo de Pedras Altas. 2018.
MINISTÉRIO PÚBLICO DO RS. Acordo entre instituições prevê salvaguarda de acervo documental de Pedras Altas. 2018.
GOVERNO DO ESTADO DO RS. Começa a preservação de documentos de Assis Brasil no castelo de Pedras Altas. 2019.
MINISTÉRIO PÚBLICO DO RS. Técnicos iniciam trabalhos de salvaguarda do acervo de Pedras Altas. 2019.
SECRETARIA DA CULTURA. Estado inicia trabalho de preservação de documentos no Castelo de Pedras Altas. 2019.

Divulga APERS – Novidades

Deixe um comentário

    Hoje divulgamos a agenda de artigos periódicos que pretendemos publicar aqui no blog ao longo deste ano. Confira!

   Este ano voltamos a ter o APERS Entrevista mensal. A partir da próxima semana, toda terceira quarta-feira do mês publicaremos entrevistas com pesquisadores de nossa Sala de Pesquisa sob responsabilidade do historiógrafo Rodrigo de Azevedo Weimer.

   Já na segunda semana do mês, entre fevereiro e dezembro, bimensalmente, a técnica em assuntos culturais Clarissa de Lourdes Sommer Alves escreverá sobre a realidade dos Arquivos Públicos Estaduais Brasileiros, apresentando a situação dos arquivos em cada região do país.

         Na página no Facebook publicaremos chamadas para artigos publicados em anos anteriores em nosso blog institucional, nas terças e sextas-feiras, e claro, às quartas-feiras continuaremos a fazer as chamadas das publicações semanais! Assim, nas terças-feiras faremos chamadas para artigos publicados nas categorias Ação Educativa em ArquivosAPERS Entrevista, Mulheres no APERS, gênero e históriaPesquisando no Arquivo, e para as publicações técnicas e de anais de eventos. Nas sextas-feiras publicaremos chamadas para as dicas da categoria Mundos dos Arquivos.

    Desejamos que você continue a nos acompanhar pelas mídias, mas claro, também queremos sua presença em nossa Sala de Pesquisa, eventos e demais atividades que realizamos visando sua participação e interação!

Divulga APERS – Novidade!

Deixe um comentário

A partir da próxima semana retomaremos as publicações periódicas de artigos na categoria Pesquisando no Arquivo! Serão seis artigos publicados de março a agosto, toda terceira quarta-feira do mês.

As publicações darão sequência a série sobre o acervo da Secretaria da Justiça (1975-1991) publicadas no ano passado. Este ano nossas estagiárias Sara Dalpiaz Carlos e Letícia Wickert Fernandes, orientadas pelas arquivista Viviane Portella de Portella, se revezarão nas publicações dos textos que visam difundir o acervo, em especial os processos de solicitação e de revisão de pensões concedidas pelo Estado.

Desejamos que você continue a nos acompanhar pelas mídias, mas claro, também queremos sua presença em nossa Sala de Pesquisa, eventos e demais atividades que realizamos visando sua participação e interação!

Estagiários do APERS defendem TCC

2 Comentários

    Entre hoje e segunda-feira (21/01) alguns de nossos estagiários apresentarão seus Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, todos alunos do Curso de Licenciatura em História. Esta é uma importante etapa da vida acadêmica, onde os futuros historiadores têm a oportunidade de vivenciar a pesquisa científica em acervos contextualizando e refletindo a partir da literatura especializada.

   Entre os pesquisadores, Sara Dalpiaz Carlos pesquisou em fontes primárias do Arquivo Público do RS e Guilherme da Silva Cardoso, Letícia Wickert Fernandes e Paulo Eduardo Fasolo Klein em fontes de outras instituições de memória ou literárias.

    No desejo de uma boa apresentação a todos, informamos a programação:

2017.01.17 Programação defesas TCCs Estagiários APERS alterado

 

APERS é tema de reportagem no Jornal Sul21

1 Comentário

   No dia 12 de janeiro, as jornalistas do Jornal Sul 21 Fernanda Canofre e Joana Berwanger foram recebidas no Arquivo Público do RS pelas servidoras Aerta Moscon, Clarissa Alves, Maristela Heck e Silvia Soares. O objetivo foi conhecer a instituição e seus serviços e atividades para elaboração de uma reportagem.

   Como resultado, dia 14 foi publicada a matéria “Arquivo Público guarda 21 milhões de documentos no centro de Porto Alegre”. Clique aqui para ler.

APERS participou do evento eDOC Sul 2017

Deixe um comentário

    Arquivistas do Arquivo Público participaram, nos dias 30 e 31, do “eDOC Sul 2017 Paperless Cases – Gestão de documentos e informações: do ambiente físico ao digital”, onde foram apresentados casos de Gestão Eletrônica de Documentos – GED, em escritórios jurídicos, hospitais e em uma companhia aérea. Participaram os arquivistas Cléo Belicio Lopes, Jonas Ferrigolo Melo, Maria Cristina Kneipp Fernandes, Marta Helena de Araújo e Silvia de Freitas Soares.

   No evento, foi possível a atualização das relações com profissionais que trabalham ou que estavam em busca de soluções em GED, e sobre como está o mercado desta área, no que tange as tecnologias e ferramentas em uso. Foram vistos conceitos sobre “Big Data”, uma área da Tecnologia da Informação e Comunicação – TIC, da qual os arquivistas precisam estar a par, para a gestão dos documentos digitais. Em muitas apresentações, pode-se observar bons conhecimentos sobre a realização e a importância do levantamento documental, do Plano de Classificação e da Tabela de Temporalidade de Documentos de Arquivo e o reconhecimento do profissional da informação, quando especificamente se fazia relação aos documentos arquivísticos, ao arquivista.

Palestra “Gestão Documental: aplicações na Administração Pública”

Deixe um comentário

    No dia 26 de julho de 2017 acontecerá a palestra Gestão Documental: aplicações na Administração Pública, promovida pelo Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS), com apoio Departamento de Planejamento Organizacional (DEORG), órgãos da Secretaria da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos (SMARH).

    O evento será às 14h30min, no Auditório do Centro Administrativo Fernando Ferrari e será ministrado por Jonas Ferrigolo Melo, Arquivista do Arquivo Público do Estado. O evento terá a participação de órgãos do Poder Executivo que apresentarão suas boas práticas em gestão documental: DETRAN, com apresentação do Arquivista Carlos Alberto Lucena; DAER, com apresentação da Bibliotecária Lívia Job; e da SMARH, com apresentação da Arquivista Samantha Signor.

   A palestra visa disseminar a importância da gestão documental, das normativas estaduais e do uso dos instrumentos de gestão do Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul (SIARQ/RS), aliando a teoria com estratégias práticas de aplicação.

    A partir do conhecimento adquirido os servidores estarão melhores instrumentalizados para aplicar os procedimentos e operações técnicas que dizem respeito ao tratamento de documentos, desde sua produção, tramitação, uso, classificação e avaliação, visando sua eliminação ou guarda permanente, proporcionando agilidade com os trâmites administrativos, facilidade de localização de documentos, otimização de espaço físico e de recursos financeiros, além de fornecer subsídios para estratégias de responsabilidade socioambiental.

   Evento aberto a todos os servidores públicos interessados, com credenciamento na entrada, não sendo necessária inscrição prévia. O auditório permanecerá aberto enquanto houver espaço. Mais informações pelo e-mail siarq-apers@smarh.rs.gov.br e pelos telefones 3288-9114 ou 3288-1333.

Serviço:
O que: Palestra “Gestão Documental: aplicações na Administração Pública”
Quando: dia 26 de julho de 2017
Horário: 14:30 horas
Onde: Auditório do Centro Administrativo Fernando Ferrari (Av. Borges de Medeiros, 1501, Porto Alegre – RS).

Divulga APERS – Novidades

Deixe um comentário

DIVULGA logo vertHoje divulgamos a agenda de artigos periódicos que pretendemos publicar aqui no blog ao longo deste ano. Confira!

Este ano vamos publicar artigos temáticos na categoria Pesquisando no Arquivo. A partir de março a técnica em assuntos culturais Gigliori Rodrigues e a agente administrativa Salete Maristela Heck publicarão na segunda semana de cada mês, artigos abordando as possibilidades de pesquisa nas áreas das ciências sociais e história nos diversos acervos custodiados pelo APERS.

Já na terceira semana de cada mês, entre março e outubro, nossos estagiários do curso de história Camila Barbosa e Guilherme Cardoso, orientados pela arquivista Viviane Portella de Portella, se revezarão na publicação de textos visando difundir os acervos da Secretaria da Justiça e da Secretaria da Coordenação e Planejamento.

Desejamos que você continue a nos acompanhar pelas mídias, mas claro, também queremos sua presença em nossa Sala de Pesquisa, eventos e demais atividades que realizamos visando sua participação e interação!

Relatórios APERS 2016 – DIPAD: Divulga APERS

Deixe um comentário

O Divulga APERS é o núcleo de difusão virtual, vinculado a Divisão de Preservação, Acesso e Difusão (DIPAD) do Arquivo Público do RS, o qual compreende o blog institucional, o perfil no Twitter e a página no Facebook. A equipe do Divulga APERS procura incentivar os colegas a escreverem notícias relacionadas diretamente com as atividades-fim do Arquivo, sempre prestando o serviço de editoração final e publicação dos artigos. Ao longo do ano foram publicados os artigos fixos de acordo com o planejamento do núcleo para 2016 e notícias esporádicas sobre eventos que a instituição promoveu ou apoio.

Em 2016 publicados 182 artigos no blog institucional, alcançando um total de 148.712 visualizações, com uma média de 406 visualizações por dia. Os artigos foram publicados às quartas-feiras, sendo realizadas chamadas na página do Facebook e perfil do Twitter.

2016-01-04-blog

Estatística de visualizações blog

Durante o ano publicamos as seguintes sessões periódicas:

  • Ação Educativa em Arquivos: nossa Técnica em Assuntos Culturais/Historiadora Clarissa de Lourdes Sommer Alves publicou artigos sobre as experiências de ações educativas em instituições arquivísticas. Foram publicados 02 artigos. Para acessar, clique aqui,
  • Mulheres no APERS: nossa Técnica em Assuntos Culturais/Historiadora Clarissa de Lourdes Sommer Alves publicou artigos nos instigando ao debate sobre a temática tendo como ponto de partida documentos que compõem o catálogo seletivo resultante do projeto “Afinal, onde estão as mulheres no APERS? Gênero, memória e história”. Foram publicados 02 artigos. Para acessar, clique aqui.
  • Pesquisando no Arquivo: nossas Técnicas em Assuntos Culturais/Cientista Social Giglioli Rodrigues e a Técnica em Assuntos Culturais/Historiadora Caroline Baseggio publicaram artigos abordando as possibilidades de pesquisa nos acervos do APERS. Giglioli publicou 05 artigos a partir da perspectiva da sociologia e Caroline publicou 04 artigos a partir o olhar da história. Para acessar, clique aqui.
  • Revisitando as Mostras de Pesquisa: nossa Técnica em Assuntos Culturais/Historiadora Nôva Marques Brando escreveu resenhas mensais de artigos publicados em edições de nossa Mostra de Pesquisa, instigando os pesquisadores a inscreverem seus trabalhos na edição de 2016. Foram publicados 06 artigos. Para acessar, clique aqui.
  • APERS em Números: publicação que traz toda a primeira quarta-feira do mês os dados quantitativos sobre algumas atividades desenvolvidas pelas equipes do Arquivo no mês anterior. É de responsabilidade da arquivista Viviane Portella de Portella, em colaboração com outros colegas quando necessário. Clique aqui para acessar.
  • Atividades SIARQ/RS: relato, publicado toda primeira quarta-feira do mês, das assessorias e outras atividades realizadas pelos servidores do APERS visando a implementar as normativas e os instrumentos de gestão documental. É de responsabilidade da arquivista Silvia de Freitas Soares, em colaboração com outros colegas quando necessário. Clique aqui para acessar.
  • Oficinas de educação patrimonial: relação das escolas que participaram de nossas oficinas de educação patrimonial no mês anterior. Na página do Arquivo no Facebook são publicados os álbuns com as fotografias por oficina realizada, clique aqui para acessar. Em 2016 as publicações mensais aconteceram toda a primeira quarta-feira do mês e foram de responsabilidade das arquivistas Silvia de Freitas Soares e Viviane Portella de Portella e dos estagiários Deise Soares Freitas e Davi dos SantosClique aqui para acessar.
  • Sala de Pesquisa: de março a novembro nossa Sala de Pesquisa esteve aberta um sábado por mês, assim, toda a primeira quarta-feira do mês foi publicado aviso sobre o sábado que a sala estaria aberta para que os pesquisadores se programassem. A publicação foi de responsabilidade da arquivista Viviane Portella de PortellaClique aqui para acessar.
  • Visitas guiadas: relato, publicado toda primeira quarta-feira do mês, das visitas guiadas realizadas no conjunto arquitetônico do APERS no mês anterior. Foram responsáveis pelos artigos as arquivistas Viviane Portella de Portella e Silvia de Freitas Soares, as técnicas em assuntos culturais Gigliori Rodrigues e Clarissa de Lourdes Sommer Alves e o agente administrativo Carlos Henrique Armany NeriClique aqui para acessar.

Abaixo segue lista de artigos publicados de acordo com seus respectivos autores:

Assessoria de Comunicação / SMARH

  1. Participe do ato de comemoração dos 110 anos do APERS!

Associação de Amigos do Arquivo Público do RS – AAAP

  1. AAAP Convida: Galeto de Confraternização
  2. Oficina: Genealogia e Cidadania Europeia
  3. AAAP Convida: Feijoada no APERS
  4. Oficina de Genealogia – Raízes Negras: propostas e perspectivas

Carlos Henrique Armani Nery

  1. Visitas guiadas ao APERS – Março 2016
  2. Visitas guiadas ao APERS – Abril 2016

Carlos Henrique Armani Nery, Clarissa de Lourdes Sommer Alves, Silvia de Freitas Soares e Viviane Portella de Portella

  1. Visitas guiadas ao APERS – Outubro 2016

Carlos Henrique Armani Nery e Viviane Portella de Portella

  1. Visitas guiadas ao APERS – Novembro 2016

Caroline Acco Baseggio

  1. APERS recebe doação de expositores
  2. Pesquisando no APERS: Sugestões para o Historiador I
  3. Atendimento APERS: funcionamento Sala de Pesquisa
  4. Servidoras do APERS participaram do Programa Nação da TVE
  5. Reformulação da Sala de Pesquisa do APERS
  6. Pesquisando no Arquivo: Sugestões para o Historiador II
  7. Pesquisando no Arquivo: Sugestões para o Historiador III
  8. Pedidos de documentos Sala de Pesquisa
  9. Pesquisando no Arquivo: Sugestões para o Historiador IV

Caroline Acco Baseggio e Viviane Portella de Portella

  1. Relatórios 2015 – DIDOC: Atendimento aos usuários
  2. APERS entre “Os Caminhos da Matriz”

Clarissa de Lourdes Sommer Alves

  1. Relatórios 2015 – DIDOC: Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS
  2. APERS na Comissão Organizadora do XIII Encontro Estadual de História
  3. Participe das ações do Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS em 2016!
  4. 2016 é ano de 110 anos do APERS!
  5. Participe dos eventos em comemoração aos 110 anos do APERS!
  6. 110 anos do APERS: Lançamento “PEP em Revista” e concerto Orquestra Villa-Lobos
  7. Aniversário do APERS e lançamento da publicação PEP em Revista!
  8. Na próxima terça-feira: lançamento de nosso vídeo institucional!
  9. Após confraternização e pré-estreia entre servidores, vídeo institucional do APERS é lançado!
  10. APERS 110 anos: mesa de debate e lançamento da exposição Porto Alegre Imaginada
  11. APERS lança a Exposição “Porto Alegre Imaginada: conexões entre o APERS e a Cidade”
  12. Regulamento PEP 2016: divulgação do resultado final sairá apenas na próxima semana
  13. APERS 110 anos: Lançamento do Catálogo História das Mulheres & Relações Familiares
  14. Catálogo História das Mulheres & Relações Familiares
  15. Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS 2016: escolas contempladas
  16. Mulheres no APERS, gênero e história (XII)
  17. Ação Educativa em Arquivos IX: serviço educativo do Arquivo Nacional da Torre do Tombo
  18. Participe do XIII Encontro Estadual de História da ANPUH-RS!
  19. APERS e FDRH planejam curso sobre gestão documental
  20. Mulheres no APERS, gênero e história (XIII): verdade e reflexões históricas.
  21. Estudantes de Arquivologia produzem vídeo sobre o Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS
  22. Agora você pode baixar a publicação “PEP em Revista”!
  23. Participe: PEP UFRG-APERS promove 6ª edição do curso anual de formação para professores!
  24. Ação Educativa em Arquivos X: experiências do Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte (I)
  25. Inscreva-se no Curso “Educação Patrimonial, Cidadania e Direitos Humanos: desafios do tempo presente
  26. APERS Entrevista: Nôva Marques Brando
  27. Lista de Inscritos – Curso Educação Patrimonial, Cidadania e Direitos Humanos: desafios do tempo presente
  28. APERS Entrevista: Caroline Acco Baseggio
  29. Ação Educativa em Arquivos XI: experiências do Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte (II)
  30. APERS no I Seminário Nacional História e Patrimônio Cultural

Clarissa de Lourdes Sommer Alves e Nôva Marques Brando

  1. Relatórios 2015 – DIDOC: Ações educativas e culturais

Clarissa de Lourdes Sommer Alves e Viviane Portella de Portella

  1. Relatórios 2015 – DIDOC: Exposições e eventos
  2. Servidoras do APERS participam de capacitação
  3. APERS é tema de reportagem do jornal Metro de Porto Alegre

Cléo Belicio Lopes

  1. Reunião do Comitê Gestor do SIARQ/RS
  2. Comitê Gestor do SIARQ/RS: disponibilização dos registros de reuniões

Cléo Belicio Lopes, Maria Cristina Kneipp Fernandes e Silvia de Freitas Soares

  1. Atividades SIARQ/RS – Setembro 2016

Cléo Belicio Lopes, Maria Cristina Kneipp Fernandes, Renata Pacheco de Vasconcellos e Silvia de Freitas Soares

  1. Atividades SIARQ/RS – Outubro 2016
  2. Atividades SIARQ/RS – Novembro 2016

Davi dos Santos

  1. I Mostra de Educação Patrimonial

Davi dos Santos e Viviane Portella de Portella

  1. Oficinas de educação patrimonial – Agosto 2016
  2. Oficinas de educação patrimonial – Setembro 2016
  3. Oficinas de educação patrimonial – Novembro 2016

Davi dos Santos, Silvia de Freitas Soares e Viviane Portella de Portella

  1. Oficinas de educação patrimonial – Outubro 2016

Débora Flores, Denise Nauderer Hogetop e Silvia de Freitas Soares

  1. Atividades SIARQ/RS – Janeiro 2016

Deise Soares de Freitas e Viviane Portella de Portella

  1. Oficinas de educação patrimonial – Abril 2016
  2. Oficinas de educação patrimonial – Maio 2016
  3. Oficinas de educação patrimonial – Junho 2016

Gigliori Rodrigues

  1. Visitas guiadas ao APERS – Dezembro de 2015
  2. Visitas guiadas – Janeiro 2016
  3. Pesquisando no APERS: Quando o campo é o Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS)
  4. Pesquisando no APERS: Possibilidades de pesquisa para a Sociologia da Infância
  5. Pesquisando no Arquivo: Possibilidades de pesquisa para Antropologia Médica I
  6. Pesquisando no Arquivo: Possibilidades de pesquisa para Antropologia Médica II
  7. Pesquisando no Arquivo: um olhar das Ciências Sociais sobre o contexto do tratamento da loucura no Hospital Psiquiátrico São Pedro

Guilherme Lauterbach e Viviane Portella de Portella

  1. Oficinas de educação patrimonial – Dezembro 2015

Iara Gomide Machado

  1. APERS no VII Congresso Nacional de Arquivologia

Iara Gomide Machado, Jonas Ferrigolo Melo e Silvia de Freitas Soares

  1. Atividades SIARQ/RS – Dezembro/2015

Jonas Ferrigolo Melo

  1. APERS promove palestra “Gestão documental aplicada ao Sistema PROA”
  2. Palestra “Gestão documental aplicada ao Sistema PROA” teve participação gratificante
  3. A gestão documental no PROA é assunto de palestra na XIV SAA/UFSM

Jonas Ferrigolo Melo e Maria Cristina Kneipp Fernandes e Silvia de Freitas Soares

  1. Atividades SIARQ/RS – Março 2016
  2. Atividades SIARQ/RS – Agosto 2016

Jonas Ferrigolo Melo e Silvia de Freitas Soares

  1. Relatórios 2015 – DIPEP: SIARQ/RS e a participação no Sistema PROA
  2. Curso de Gestão Documental: inscrições abertas

Jonas Ferrigolo Melo, Maria Cristina Kneipp Fernandes, Silvia de Freitas Soares e Viviane Portella de Portella

  1. Atividades SIARQ/RS – Abril 2016
  2. Atividades SIARQ/RS – Maio 2016
  3. Atividades SIARQ/RS – Junho 2016
  4. Atividades SIARQ/RS – Julho 2016

Maria Cristina Kneipp Fernandes e Silvia de Freitas Soares

  1. Relatórios 2015 – DIPEP: Sistema de Arquivos do Estado do RS

Nôva Marques Brando

  1. XIII Mostra de Pesquisa – Regulamento
  2. Revisitando as Mostras de Pesquisa APERS I
  3. Coletânea da IIª Edição do Projeto APERS? Presente, professor!
  4. Projeto APERS? Presente, professor! é apresentado em aula do Curso de História da UFRGS
  5. XIII Mostra de Pesquisa – Prorrogação dos prazos para envio de trabalhos
  6. Revisitando as Mostras de Pesquisa APERS II
  7. Revisitando as Mostras de Pesquisa APERS III
  8. XIII Mostra de Pesquisa – Modalidade Ouvinte, inscreva-se!!!
  9. Revisitando as Mostras de Pesquisa APERS IV
  10. Seminário Políticas Públicas e Acervos Doumentais
  11. XIII Mostra de Pesquisa – Trabalhos Aceitos
  12. Capacitação de servidora do APERS em Conservação e Restauração de Documentos
  13. Seminário Políticas Públicas e Acervos Documentais – Programação e Inscrição
  14. Revisitando as Mostras de Pesquisa APERS V – História da Ditadura Civil-Militar
  15. Inscrições Seminário Políticas Públicas e Acervos Documentais
  16. XIII Mostra de Pesquisa: Programação
  17. Seminário Políticas Públicas e Acervos Documentais: transferido para dia 05, sexta-feira!
  18. Aconteceu no APERS o Seminário de Políticas Públicas e Acervos Documentais
  19. Revisitando as Mostras de Pesquisa APERS VI – História das Infâncias
  20. Estágio Curricular em História
  21. XIII Mostra de Pesquisa – Alteração na Programação
  22. Servidora do APERS participa de Curso de Conservação e Restauro de Documentos
  23. Aconteceu a XIII Mostra de Pesquisa APERS
  24. Seminário Políticas Públicas e Gestão do Estado: preservação de bens e acervos culturais em instituições de memória
  25. Estágio Curricular em História APERS – Iª Edição| 2016
  26. Seminário Políticas Públicas e Gestão do Estado – Informações
  27. Seguem as inscrições para o Seminário Políticas Públicas e Gestão do Estado
  28. Aconteceu o Seminário Políticas Públicas e Gestão do Estado
  29. Anais da XIII Mostra de Pesquisa APERS

Roberta Capelão Valença Scholz

  1. Comarcas de Bagé e Canguçu/Piratini disponíveis para consulta online

Roberta Capelão Valença Scholz e Viviane Portella de Portella

  1. Relatórios 2015 – DIDOC: Gerenciamento de Acervos

Silvia de Freitas Soares

  1. Nova Estrutura Básica e Regimento Interno da SMARH
  2. Atividades SIARQ/RS – Fevereiro 2016
  3. Expediente do APERS no feriado de Páscoa
  4. Os Caminhos da Matriz: APERS fará parte do Roteiro do dia 30 de julho
  5. Curso de Gestão Documental para a SMARH

Silvia de Freitas Soares e Viviane Portella de Portella

  1. APERS Entrevista: Analistas PROCERGS
  2. Nomeada nova chefia da Divisão de Gestão Documental
  3. APERS em Números – Setembro 2016
  4. Publicada nova Instrução Normativa sobre eliminação de documentos: IN nº 01/2016
  5. Boas Festas e Próspero 2017!
  6. Atendimento APERS

Viviane Portella de Portella

  1. Balanço 2015 do APERS
  2. Relatórios 2015 – DIDOC: Divulga APERS
  3. Divulga APERS – Diretrizes 2016
  4. Expediente do APERS no período de Carnaval
  5. APERS em Números – Janeiro 2016
  6. Sala de Pesquisa: sábados de atendimento em 2016
  7. Atendimento APERS: horário de expediente diferenciado
  8. APERS em Números – Fevereiro 2016
  9. Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Março 2016
  10. Atendimento APERS: horário de expediente diferenciado
  11. APERS em Números – Março 2016
  12. Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Abril 2016
  13. APERS em Números – Abril 2016
  14. Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Maio 2016
  15. Atendimento APERS: horário de expediente diferenciado
  16. Os Caminhos da Matriz: APERS fará parte do Roteiro deste sábado!
  17. APERS é tema de reportagem do jornal Band Cidade
  18. Visitas guiadas ao APERS – Maio 2016
  19. APERS em Números – Maio 2016
  20. Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Junho 2016
  21. Nomeada nova diretora do APERS
  22. Novidade no blog: aba SIARQ/RS!
  23. Visitas guiadas ao APERS – Junho 2016
  24. APERS em Números – Junho 2016
  25. Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Julho 2016
  26. Acervo disponível para pesquisa
  27. Visitas guiadas ao APERS – Julho 2016
  28. APERS em Números – Julho 2016
  29. Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Agosto 2016
  30. Hoje tem APERS no Programa Nação da TVE, assista!
  31. APERS Entrevista: Clarissa de Lourdes Sommer Alves
  32. Sistema AAP: há 10 anos facilitando o gerenciamento do patrimônio documental do RS
  33. Visitas guiadas ao APERS – Agosto 2016
  34. APERS em Números – Agosto 2016
  35. Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Setembro 2016
  36. Os Caminhos da Matriz: APERS fará parte do Roteiro do dia 24 de setembro!
  37. Disponível descrição das tipologias do Poder Judiciário
  38. Contato com o APERS por telefone
  39. Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Outubro 2016
  40. Visitas guiadas ao APERS – Setembro 2016
  41. APERS em Números – Outubro 2016
  42. Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Novembro 2016
  43. Atendimento APERS
  44. Os Caminhos da Matriz: APERS fará parte do Roteiro do dia 26 de novembro!
  45. Atendimento APERS: horário de expediente diferenciado
  46. APERS em Números – Novembro 2016
  47. Biblioteca de Apoio APERS
  48. Acervo Justiça Federal sob custódia do APERS será transferido à JF – 1ª Grau
  49. Transferência acervo Justiça Federal sob custódia do APERS à JF – 1º Grau

Nas quintas-feiras, a agente administrativa Maria de Lourdes Soares Zamo e arquivista Viviane enviaram e-mail com as chamadas para os artigos publicados no blog para a lista de contatos do APERS. Também foram publicadas chamadas para artigos do blog institucional nas terças e quintas-feiras na página do Facebook, sendo estas replicadas no perfil do Twitter. Segue lista das categorias publicadas: Ação Educativa em Arquivos, Acervo da Justiça e Pesquisa Histórica, Mundo dos Arquivos, AfricaNoArquivo, Mulheres no APERS, gênero e história, e Pesquisando no Arquivo.

Tendo em vista o Dia Internacional dos Arquivos, celebrado dia 09 de junho, a arquivista Viviane idealizou a campanha #UmArquivoÉ, em consonância com outras iniciativas alinhadas ao Conselho Internacional de Arquivo e outras instituições, convidando os servidores e os usuários do APERS a escrever uma frase de até 140 caracteres definindo o que “um arquivo é”. Foram recebidas dez frases as quais foram publicadas ao longo do dia 09 na página do Arquivo Público no Facebook. Clique aqui para o álbum da campanha.

No perfil do Twitter foram publicadas, em média, três twitters de segunda a sexta-feira com chamadas para artigos publicados nos blogs da instituição ou dicas sobre as temáticas abrangidas pelo Arquivo Público do RS, de responsabilidade das arquivistas Silvia e Viviane. Em 2016 chegamos a 5.219 curtidas no Facebook e a 1.559 seguidores no Twitter. Trabalharam na editoração e operacionalização das mídias Clarissa e Viviane (DIPAD) e Silvia (DIGED) e na compilação de dados e envio de emails Carlos Henrique, Davi, Deise, Maria de Lourdes e Viviane (DIPAD) e Silvia (DIGED).

Para 2017 desejamos que você continue a nos acompanhar pelas mídias, mas claro, também queremos sua presença em nossa Sala de Pesquisa, eventos e demais atividades que realizamos visando sua participação e interação!

Notícias relacionadas:

Balanço 2016 do APERS

Divulga APERS – Diretrizes 2016

Deixe um comentário

2016.01.06 Divulga APERS – Diretrizes 2015Hoje divulgamos as diretrizes gerais de nossas mídias virtuais e artigos periódicos que pretendemos publicar aqui no blog ao longo deste ano!

Para o blog institucional:

A partir de março as Técnicas em Assuntos Culturais Gigliori Rodrigues e Caroline Baseggio publicarão na categoria Pesquisando no Arquivo, na segunda semana de cada mês, artigos abordando as possibilidades de pesquisa nos acervos do APERS.

Na terceira semana a partir de março a Técnica em Assuntos Culturais Nôva Brando escreverá resenhas mensais de artigos publicados em edições de nossa Mostra de Pesquisa, instigando os pesquisadores a inscreverem seus trabalhos na edição de 2016.

Na quarta semana, a partir do mês de abril e de forma bimensal, nossa Técnica em Assuntos Culturais Clarissa Alves continuará a publicar seus artigos na categoria Mulheres no APERS, nos instigando ao debate sobre a temática tendo como ponto de partida o catálogo seletivo resultante do projeto “Afinal, onde estão as mulheres no APERS? Gênero, memória e história”. E a partir de maio Clarissa continuará a publicar na categoria Ação Educativa em Arquivos sobre experiências de ações educativas em instituições arquivísticas.

Na página no Facebook publicaremos chamadas para artigos publicados em anos anteriores em nosso blog institucional, nas terças e quintas-feiras, e claro, às quartas-feiras continuaremos a fazer as chamadas das publicações semanais! Assim, nas terças-feiras faremos chamadas para artigos publicados em 2015 nas categorias Ação Educativa em Arquivos, Acervo da Justiça e Pesquisa Histórica, AfricaNoArquivo, Mulheres no APERS, gênero e história, e Pesquisando no Arquivo, e nas quintas-feiras publicaremos chamadas para as dicas da categoria Mundos dos Arquivos publicadas na temporada de 2013.

Quanto ao Twitter continuaremos a postar, de segunda a sexta-feira, dicas que envolvam a área de atuação do APERS, além das chamadas para os conteúdos publicados em nosso blog institucional e replicações das postagens do Facebook.

Para 2016 desejamos que você continue a nos acompanhar pelas mídias, mas claro, também queremos sua presença em nossa Sala de Pesquisa, eventos e demais atividades que realizamos visando sua participação e interação!

Relatórios 2015 – DIDOC: Divulga APERS

1 Comentário

O Divulga APERS, núcleo de difusão virtual do Arquivo Público do RS através deste blog, Twitter e Facebook obteve grande êxito em 2015! Internamente a equipe do Divulga APERS, um núcleo da Divisão de Documentação (DIDOC), procurou incentivar os colegas a escreverem notícias relacionadas diretamente com as atividades-fim do Arquivo, sempre prestando o serviço de editoração final dos artigos. Foram mantidas as postagens periódicas em nosso Blog, sendo que algumas já existentes continuaram e também foram criadas novas, confira:

Durante o ano publicamos as seguintes sessões periódicas:

– Cinema no Arquivo: de março a agosto o Técnico em Assuntos Culturais Claus Farina publicou resenha dos filmes exibidos no projeto Cinema no Arquivo. Para acessar clique aqui.

– Mulheres no APERS: nossa Técnica em Assuntos Culturais Clarissa Alves publicou seus artigos nos instigando ao debate sobre a temática tendo como ponto de partida documentos que compõem o catálogo seletivo resultante do projeto “Afinal, onde estão as mulheres no APERS? Gênero, memória e história”. Acesse aqui.

– Acervo da Justiça & Pesquisa Histórica: na segunda semana, bimensalmente, desde maio, a Técnica em Assuntos Culturais Nôva Brando publicou artigos com base nos processos administrativos do fundo Secretaria da Justiça, que está em fase de tratamento técnico. Clique aqui e acesse.

– Ação Educativa em Arquivos: na terceira semana de cada mês, desde março, as Técnicas em Assuntos Culturais Clarissa Alves e Nôva Brando publicaram artigos sobre as experiências de ações educativas em instituições arquivísticas. Para acessar, clique aqui.

– Pesquisando no Arquivo: também na terceira semana de cada mês, desde março, as Técnicas em Assuntos Culturais Angelita Silva e Roberta Scholz publicaram artigos sobre documentos “interessantes” que compõem o nosso acervo do Poder Judiciário. Acesse aqui.

– AfricaNoArquivo: na quarta semana de cada mês, desde fevereiro, a Técnica em Assuntos Culturais Clarissa Alves compartilhou na categoria AfricaNoArquivo  os materiais produzidos para a caixa pedagógica do Projeto AfricaNoArquivo: fontes de pesquisa & debates para a igualdade étnico-racial no Brasil. Clique aqui e acesse.

– APERS? Presente, professor!: na última semana dos meses de abril, maio, junho, agosto, setembro e outubro a Técnica em Assuntos Culturais Nôva Brando publicou propostas pedagógicas a partir de fontes arquivísticas tendo por temática direitos humanos. Para acessar, clique aqui.

Em nossa página no Facebook publicamos as fotos das oficinas de educação patrimonial, visando uma maior interação com a sociedade, que tem sido de grande sucesso, tendo em vista o número de ‘curtidas’ e compartilhamento das imagens e álbuns.

No ano que passou somamos 116.863 visualizações a nosso blog, 44,30% a mais que em 2014, chegamos a 3.965 curtidas em nossa página no Facebook e a 1.410 seguidores no Twitter, demonstrando que estes canais de comunicação estão sendo bem aceitos por você, nosso usuário, o que nos motiva a cada vez mais trabalhar para a transparência de nossas atividades e difusão de nossa instituição e seus serviços. Confira abaixo alguns dados estatísticos referentes ao Divulga APERS:

Divulga APERS – Diretrizes 2015

3 Comentários

2015.01.07 Divulga APERS – Diretrizes 2015Hoje divulgamos as diretrizes gerais de nossas mídias virtuais e artigos periódicos que pretendemos publicar aqui no blog ao longo deste ano! Ressaltamos que o Governo do Estado do RS está em fase de organização administrativa e ainda não temos a definição sobre a diretoria do Arquivo Público do RS, então a programação está sujeita a alterações.

Para o blog institucional:

A partir de março, na primeira semana de cada mês, teremos a publicação da resenha do filme que será exibido no projeto “Cinema no Arquivo” e será de responsabilidade do técnico em assuntos culturais Claus Farina.

Na segunda semana, a partir do mês de fevereiro, nossa técnica em assuntos culturais Clarissa Alves continuará a publicar seus artigos na categoria “Mulheres no APERS”, nos instigando ao debate sobre a temática tendo como ponto de partida o catálogo seletivo resultante do projeto “Afinal, onde estão as mulheres no APERS? Gênero, memória e história”.

Também na segunda semana, bimensalmente, a partir de maio, a técnica em assuntos culturais Nôva Brando publicará artigos com base nos processos administrativos do fundo Secretaria da Justiça que está em fase de tratamento técnico.

Na terceira semana de cada mês, a partir de março, as técnicas em assuntos culturais Clarissa Alves e Nôva Brando publicarão artigos que versarão sobre as experiências de ações educativas em instituições arquivísticas.

Também na terceira semana de cada mês, a partir de março, as técnicas em assuntos culturais Angelita Silva e Roberta Scholz publicarão artigos sobre documentos “interessantes” que compõem o nosso acervo do Poder Judiciário.

Na quarta semana de cada mês, a partir de fevereiro, a técnica em assuntos culturais Clarissa Alves publicará na categoria “AfricaNoArquivo” sobre questões da história afro-brasileira.

Na última semana dos meses de abril, maio, junho, agosto, setembro e outubro a técnica em assuntos culturais Nôva Brando publicara novas propostas do projeto “APERS? Presente, professor!” tendo por temática direitos humanos.

Na página no Facebook publicaremos chamadas para artigos publicados em anos anteriores em nossos blogs, institucional e temático, nas segundas, terças, quintas e sextas-feiras, e claro, às quartas-feiras continuaremos a fazer as chamadas das publicações semanais! Assim, nas segundas-feiras faremos chamadas para artigos publicados em nosso blog temático Resistência em Arquivo, nas terças-feiras chamadas para artigos publicados em 2014 nas categorias Arquivos & Conceitos, Arquivos & Diversidade Étnica, Arquivos & Genealogia, Mulheres no APERS e SIARQ/RS, nas quintas-feiras destacaremos artigos publicados na Mostra de Pesquisa do APERS que tiveram como fontes documentos custodiados por nossa instituição, e nas sextas-feiras publicaremos chamadas para as dicas da categoria Mundos dos Arquivos publicadas na temporada de 2012.

Quanto ao Twitter continuaremos a postar, de segunda a sexta-feira, dicas que envolvam a área de atuação do APERS, além das chamadas para os conteúdos publicados em nosso blog institucional e replicações das postagens do Facebook. Uma novidade é a alteração de nosso “nome de usuário” o qual mudará de @APERS_SARH para @ArquivoRS, tendo em vista a Lei nº 14.672, de 01 de janeiro de 2015, que altera o nome de nossa Secretaria.

Para 2015 desejamos que você continue a nos acompanhar pelas mídias, mas claro, também queremos sua presença em nossa Sala de Pesquisa, eventos e demais atividades que realizamos visando sua participação e interação!

Relatórios 2014 – DIPEP: Divulga APERS

Deixe um comentário

O Divulga APERS, núcleo de difusão virtual do Arquivo Público do RS através deste blog, Twitter e Facebook obteve grande êxito em 2014! Internamente a equipe do Divulga APERS procurou incentivar os colegas a escreverem notícias relacionadas diretamente com as atividades-fim do Arquivo, sempre prestando o serviço de editoração final dos artigos. Foram mantidas as postagens periódicas em nosso Blog, sendo que algumas já existentes continuaram e também foram criadas novas, confira:

Iniciamos o ano com a publicação das dicas literárias com o intuito de estimular os nossos usuários a aproveitarem os meses de ‘férias’ para ‘viajarem’ por histórias que tem em seus enredos arquivos, bibliotecas e museus.

Durante o ano publicamos as seguintes sessões periódicas:

  • “Explorando o SIARQ/RS”: série de postagens mensais elaborada pelos arquivistas Silvia Soares e Carlos Henrique Nery visando aproximar os leitores às normativas do Sistema de Arquivos do Estado (SIARQ/RS). Foram nove postagens que abordaram inicialmente o histórico do SIARQ/RS, sua composição e após os textos foram especificamente voltados às instruções normativas e seus instrumentos de gestão documental. Clique aqui para ler os artigos.
  • Arquivos & Diversidade Étnica”: escrita pela técnica em assuntos culturais Clarissa Alves, essa série de onze artigos mensais propôs a reflexão sobre diversidade étnica no Brasil a partir de documentos de arquivo, com enfoque nas matrizes africanas e indígenas de nossa sociedade. Clique aqui para ler os artigos.
  • “Mulheres no APERS”: também de autoria da técnica em assuntos culturais Clarissa Alves, tendo como ponto de partida o catálogo seletivo resultante do projeto “Afinal, onde estão as mulheres no APERS? Gênero, memória e história”. Foram oito artigos mensais que tiveram por base nosso acervo da Vara de Família e Sucessão e instigaram as possibilidades de pesquisa na área de história das mulheres e gênero. Clique aqui para ler os artigos.
  • “Arquivos & conceitos”: elaborada pela arquivista Viviane Portella, a série de dez postagens mensais foi direcionada para não iniciados na área, visando explicar de forma clara e objetiva conceitos básicos que permeiam a arquivística. Clique aqui para ler os artigos.
  • “APERS? Presente, professor!”: propostas pedagógicas elaboradas pela técnica em assuntos culturais Nôva Brando em parceria com a estagiária Clarice Hausen com a utilização de fontes arquivísticas voltadas para escolas de educação básica. Foram publicadas dezesseis propostas pedagógicas quinzenais que organizadas em três grandes eixos temáticos: Ditadura Civil-militar no Brasil; Escravidão no Brasil; e Temas Transversais. Clique aqui para ler os artigos.
  • “Arquivos & Genealogia”: nossa pesquisadora Adriana Weber publicou sete artigos em que ensinou os passos básicos para pesquisas genealógicas em documentos de registros civil e no site do Family Search. Clique aqui para ler os artigos.

Em nossa página no Facebook publicamos as fotos das oficinas de educação patrimonial, visando uma maior interação com a sociedade, que tem sido de grande êxito, tendo em vista o número de ‘curtidas’ e compartilhamento das imagens e álbuns.

No ano que passou somamos 80.954 visualizações a nosso blog, 25% a mais que em 2013, chegamos a 2.605 curtidas em nossa página no Facebook e a 1.193 seguidores no Twitter, demonstrando que estes canais de comunicação estão sendo bem aceitos por você, nosso usuário, o que nos motiva a cada vez mais trabalhar para a transparência de nossas atividades e difusão de nossa instituição e seus serviços. Para acessar o relatório estatístico sobre o blog gerado pela plataforma WordPress clique aqui. Confira abaixo alguns dados estatísticos referentes ao Divulga APERS (Clique nas imagens para melhor visualização):

Arquivos & conceitos: Avaliação documental

Deixe um comentário

2014.09.24 Arquivos e conceitosEm se tratando de arquivos, todos os conceitos que temos trabalhado aqui estão interligados. Hoje ao versarmos sobre avaliação documental, vamos ter de relembrar os conceitos sobre os ‘valores dos documentos’ e as atividades executadas durante o processo de classificação documental.

Na avaliação se identifica valores e define os prazos de guarda ou eliminação da documentação, “é uma etapa decisiva no processo de implantação de políticas de gestão de documentos” (BERNARDES, 1998, p. 13), uma vez que é responsável por controlar o volume informacional armazenado. Constitui-se em um processo complexo e delicado, pois requer abrangência de conhecimentos e o estabelecimento de critérios seguros para a atribuição de valores.

A equipe técnica responsável por discutir e atribuir os prazos de guarda chama-se Comissão de Avaliação de Documentos e deve ser multidisciplinar, formada por arquivistas e especialistas relacionados a área a que a documentação. Esta comissão deve ter profundo conhecimento da estrutura e do funcionamento da instituição que produziu e acumulou o acervo a ser avaliado.

A Tabela de Temporalidade de Documentos (TTD) é o instrumento que contém os prazos de guarda e antes de ser aplicada deve ser aprovada por autoridade competente. Este instrumentos define a destinação final dos documentos, entre de guarda permanente e eliminação. Mas claro, o processo de eliminação de documento é realizado de forma clara e documentado através da publicação de listagem e edital de eliminação onde se dá transparência aos conjuntos que serão descartados por tratarem-se de informações secundárias que são encontradas em outros documentos de maior valor informacional.

A avaliação está em consonância com a filosofia da gestão empresarial moderna, uma vez que entre seus principais benefícios figuram:

  • redução, ao essencial, da massa documental;
  • maior agilidade na recuperação da informação;
  • racionalização e economia de custos e espaço;
  • melhor aproveitamento dos recursos humanos;
  • garantia das condições de conservação da documentação de valor permanente.

Divulga APERS – 3 anos!

Deixe um comentário

    O núcleo de difusão virtual do Arquivo Público do RS, Divulga APERS, está completando mais um ano de atividades!

    Ressaltamos que os objetivos do Divulga APERS são: tornar públicas as ações desenvolvidas na instituição; estimular a pesquisa em seus acervos e fidelizar nossos usuários; aproximar a sociedade e incentivar a sua participação nos eventos do APERS.

     Agradecemos a todos que acompanham nosso trabalho através das mídias sociais do APERS: Blog, Twitter, Fanpage no Facebook e email! Sua interação é o nosso incentivo!!!

2014.08.06 Divulga APERS 3 anos

Arquivos & conceitos: o ciclo vital dos documentos e a teoria das três idades

4 Comentários

2014.06.25 Arquivos e conceitos - Ciclo vital

     Como já comentamos aqui, os Arquivos são organismos cheios de vida e informação! Os documentos que compõe os arquivos passam por fases, desde sua produção até seu destino final, que pode ser a eliminação ou guarda permanente. A sistematização deste ciclo compreende a teoria das três idades dos arquivos e é definido de acordo com a frequência que os consultamos e o tipo de utilização que fazemos deles.

     O ciclo de vida dos documentos é o elemento que forma o pano de fundo para as intervenções arquivísticas e divide os arquivos de acordo com as fases ativa, semiativa e inativa dos documentos denominando-os, respectivamente: corrente, intermediário e permanente ou de 1ª idade, 2ª idade e 3ª idade, respectivamente.

    A definição das idades ou etapas do ciclo de vida está intimamente ligada a identificação dos valores primário e secundário dos documentos, conceito que já trabalhamos anteriormente. Conceitualmente podemos definir as etapas do ciclo vital dos documentos como:

  • Corrente ou 1ª idade: composto pelos documentos em tramitação ou que são frequentemente consultados devido ao seu uso administrativo, fiscal e/ou jurídico. Precisam ficar próximo ao seu produtor/ acumulador, possuem valor primário.
  • Intermediário ou 2ª idade: constituído por documentos consultados ocasionalmente e originários dos arquivos correntes. Nesta etapa os documentos aguardam o término do seu prazo precaucional para eliminação ou encaminhamento ao arquivo permanente, ainda possuem valor primário.
  • Permanente ou 3ª idade: formado por documentos de valor secundário, que devem ser guardados permanentemente, ou seja, não podem ser eliminados/ descartados de forma alguma em decorrência de seu valor probatório e/ou informativo para o Estado ou sociedade.

     O Arquivo Público do RS é um arquivo permanente, responsável pela guarda de documentos públicos originários de diversos órgão do Estado do RS e hoje recolhe ao seu acervo apenas documentos dos órgãos da administração direta do Poder Executivo. E, através das normativas do Sistema de Arquivos do Estado do RS (SIARQ/RS), o APERS assessora os órgãos na gestão dos arquivos correntes e intermediários até o processo de descarte ou recolhimento dos acervos permanentes.

     A mudança de fases dos documentos no seu ciclo de vida deriva de procedimentos adotados por outro fundamento da arquivística, o qual denominamos “gestão documental”, conceito que trataremos no próximo post!

Arquivos & Genealogia: organizando as informações

Deixe um comentário

     Agora que já temos os ingredientes e já definimos a receita, vamos começar a organizar os dados: sempre comece por você mesmo, aí então vá para seus pais, seus avós, bisavós, e assim por diante…

     Se você pretende levar sua pesquisa bem longe, talvez se tornar expert na “cozinha”, aconselho a escolher um programa para organizar os dados que for encontrando, este será o seu Livro de Receitas.

     Há vários programas disponíveis na internet, entre eles:

2014.03.19 Arquivos e Genealogia MH

My Heritage – página inicial

   Cada programa tem suas particularidades e talvez deva verificar vários antes de escolher aquele que melhor atende às suas expectativas. À medida que for registrando os dados nunca esqueça de citar a fonte, esta informação dará legitimidade à sua pesquisa e o ajudará a encontrar novamente a informação depois de algum tempo. Se você optar pelo uso da Árvore Familiar poderá baixar o link direto!

     A ordem sugerida de tipologias documentais para iniciar sua pesquisa é: Registros Civis, Habilitações para Casamento, Inventários e Testamentos e por fim, outros tipo de registros. Através da Consulta OnLine de Documentos, no site do APERS, é possível pesquisar por nomes, sobrenomes e datas, gerando um índice de documentos.

2014.03.19 Arquivos e Genealogia HC

Habilitação de Casamento

2014.03.19 Arquivos e Genealogia RC

Registro Civil

.

    No próximo mês vamos começar a analisar como tirar proveito de cada um destes documentos para sua pesquisa genealógica!

     Para ler os artigos anteriores clique aqui.

Arquivos & conceitos: Arquivo

Deixe um comentário

2014.02.26 Arquivos e conceitos - Arquivo

Arqui o quê? Arquivo. Ah, arquivo morto! Não, é AR-QUI-VO, ARQUIVO! Arquivo é cheio de vida, de informação, é algo útil. Ao longo dos tempos o conceito de arquivo mudou e se adaptou às transformações políticas e culturais da sociedade, hoje podemos definí-lo como:

  • Conjunto de documentos produzidos e acumulados por uma entidade pública ou privada, ou por uma família ou pessoa no desempenho de suas atividades.
  • Órgão de documentação ou serviço responsável pela guarda, processamento técnico, conservação e viabilização do acesso aos documentos por ele custodiados.
  • Local onde funciona o órgão de documentação denominado “Arquivo” ou móvel destinado à guarda de documentos.

Os arquivos conservam documentos necessários para informar e provar as ações humanas, sendo necessários para termos o conhecimento dos tempos passados, para que possamos entender nosso presente e, talvez, para planejar nosso futuro. Neste contexto podemos citar Couture (1998, p. 35) teórico canadense que entende os arquivos como “uma fonte de informação única sobre as pessoas e as organizações e, por esse motivo, constituem materiais indispensáveis à história ou a qualquer outra disciplina cujo o objeto seja o passado”. Os documentos de arquivo configuram-se na unidade que serve para o registro da informação, independente do suporte utilizado. Já o suporte é o material sobre o qual a informação foi registrada, pode ser uma fita VHS, papel, DVD, filmes fotográficos…

Podemos classificar os arquivos de diversas formas, ao tentarmos categorizá-los quando à entidade mantenedora temos fundamentalmente dois tipos: os públicos e os privados.

  • Arquivos públicos: são formados por conjuntos documentais de entidades de direito privado encarregadas de serviços públicos ou por documentos acumulados a partir das funções executivas, legislativas e judiciárias de âmbito municipal, estadual e federal. Como exemplos de arquivos municipais temos o Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho e o Arquivo Histórico Municipal de Santa Maria, de arquivos estaduais temos nós (!) o Arquivo Público do RS e o Arquivo Público do Estado de São Paulo, e de arquivos federais temos o Arquivo Nacional do Brasil e o Archivo General de la Nacion (Arquivo Nacional da Argentina).
  • Arquivos privados: são acumulados pelas pessoas físicas ou jurídicas, de caráter particular, em decorrência de suas atividades. Como exemplos citamos: Arquivos pessoas, Arquivos de Igrejas, e Arquivos de Escolas particulares.

Os arquivos tem por função básica guardar, conservar e disponibilizar os documentos que o integram, permitindo o seu amplo acesso. Assim, precisamos tê-los organizados arquivisticamente para que seja inteligível aos seus usuários. Sobre as questões que envolvem esse processo vamos tratar nos próximos meses!

Cursos, eventos e exposições realizados em 2013!

1 Comentário

2014.01.15 Eventos APERS

     No que concerne a promover a divulgação do acervo e assegurar à comunidade a disseminação da memória, bem como implementar atividades culturais, o Arquivo Público realizou e apoio diversos cursos, exposições e eventos que demandaram nossa dedicação e esforço para seu êxito, confira:

     Realizações do Arquivo:

– Exposição APERS: fragmentos de uma história : montada na Sala Joel Abílio Pinto dos Santos em março, em comemoração ao aniversário de 107 anos do APERS. Fotos e legendas ilustrando a história da instituição desde sua criação, em 1906.

– Cine debate APERS, Memória e Direitos Humanos: realizado de 01 a 04 de abril, no turno da noite, registrado como atividade da I Semana Nacional de Memória e Direitos Humanos. Exibição e debate de 04 filmes, com comentários de João Carlos Bona Garcia, Solon Viola, Nilce Azevedo Cardoso, Paula Blume e Alexsandro Largher. Contamos com 42 participantes no total das exibições.

– II Jornada de Estudos sobre Ditaduras e Direitos Humanos: evento realizado de 24 a 27 de abril, em parceria com o Departamento e o PPG em História da UFRGS. Importante espaço para divulgação da produção acadêmica na área, através do qual foram selecionados 51 artigos para apresentação e publicação em formato digital no site do APERS (e-book), para acessar clique aqui. Foram apresentados 45 dos trabalhos selecionados, realizadas 05 mesas redondas com pesquisadores reconhecidos na área, além de contarmos com a participação da profª Verónica Valdívia, de Santiago do Chile, na conferência de abertura. 90 inscritos, entre comunicadores e ouvintes, de diversas cidades do Rio Grande do Sul e do Brasil. Alojamos 05 participantes, que se hospedaram na Sala Borges de Medeiros.

– Os Caminhos da Matriz: projeto do qual o APERS faz parte desde 2010, realizado em parceria com Solar dos Câmara/ALRS, Memorial do Ministério Público, Memorial do Judiciário, Palácio Piratini e Museu Julio de Castilhos/SEDAC-RS. Em 2013 fizemos parte do roteiro 2, realizando 04 visitas mediadas nas tardes dos dias 25 de maio, 27 de julho, 28 de setembro de 30 de novembro.

– Seminário Difusão virtual em instituições culturais: mídias sociais no “mundo dos arquivos”: o evento celebrou os dois anos do núcleo de difusão virtual do APERS no dia 30 de agosto, abrindo espaço para o debate sobre as formas de difusão adotas por instituições culturais que visam se manterem atrativas aos usuários.

– XI Mostra de Pesquisa do APERS: evento realizado nos dias 09 e 10 de setembro, no qual foram apresentados 09 artigos e 01 pôster produzidos a partir de pesquisas em fontes primárias arquivísticas. Contou ainda com três palestras que abriram os trabalhos das mesas de apresentações, sempre relacionadas aos temas abordados pelos pesquisadores em seus trabalhos. Os trabalhos apresentados serão publicados em formato de livro ainda este ano.

– Exposição Virtual Revolução e Guerra Civil Espanhola em cartaz: no dia 17 de julho lançamos no blog do APERS mais uma exposição virtual, montada a partir da digitalização de cartazes produzidos durante o processo da Guerra Civil Espanhola, e publicados na contracapa dos fascículos da obra La Guerra Civil Española, de Hugh Thomas, reeditada pela Ediciones Urbión, em 1979. O material ora digitalizado já havia sido exposto no APERS em 2011, e faz parte do acervo pessoal do profº Enrique Serra Padrós.

– Lançamento da Oficina Resistência em Arquivo: evento organizado para celebrar a criação da oficina para o Ensino Médio no âmbito do Programa de Educação Patrimonial, e para homenagear aos que lutaram contra a ditadura no Brasil. Realizado na noite de 05 de novembro, contou com cerca de 70 participantes, entre ex-presos políticos e seus familiares, autoridades, servidores do APERS e de outros departamentos da SARH, e membros do Programa vinculados à UFRGS.

– Exposição Resistência em Arquivo: montada para demonstrar um pouco do trabalho de construção da nova oficina, suas etapas, documentos utilizados, e retornos dos estudantes que dela participam. Foi lançada no dia 05/11, para ser visitada pelos participantes do lançamento da oficina, e seguiu montada até 26/11.

– Cine Debate Rio Grande do Sul de Matrizes Africanas: organizado em parceria com o Coletivo Catarse, realizou-se nas noites de 03 e 04 de dezembro, para celebrar a Consciência Negra e marcar o espaço de discussão do tema no APERS. Contou com a exibição dos documentários O Grande Tambor e Batuque Gaúcho: a nação dos orixás, debatidos por Sérgio Valentim e Eugênio Alencar (Mestre Paraqueda). Contou com 30 participantes.

     Apoio a eventos de outras instituições:

– Curso Preservação e Pequenos Reparos em Documentos: realizado pela Associação dos Amigos do APERS nos dias 19 e 20 de abril.

– Semana Acadêmica da História UFRGS: organizada pelo Centro de Estudantes de História (CHIST-UFRGS), realizada entre os dias 20 a 24 de maio, no auditório do APERS.

– Seminário Ditadura, Gênero e Ensino de História: organizado pela Revista Aedos – Revista do corpo discente do PPG em História UFRGS, realizado no auditório do APERS entre 18 e 20 de novembro.

– Seminário Internacional de Hagiografia Medieval: realizado no auditório do APERS pelo PPG em História UFRGS entre os dias 15 e 17 de outubro.

– VII Seminário de Estudos Medievais e II Fórum de Pós-graduação em Estudos Medievais: realizado no auditório do APERS pelo GT de Estudos Medievais e o PPG em História UFRGS, entre 26 e 29 de novembro.

Equipe envolvida com essas atividades: Aerta Moscon, Alexandre Ávila, Alexsandro Largher, Andreia Suris, Arianne Chiogna, Carlos Henrique Nery, Cíntia Brogni, Clarissa Sommer, Daniel da Silva, Eduardo Hass, Elisabeth Lima, Gabriel Amorim, Guilherme Tortelli, Iara Machado, Irineu Lima, Luiza Cunha, Maria Cristina Fernandes, Nôva Brando, Paula Blume, Renata Vasconcellos, Rosemeri Iensen, Silvia Soares, Vanessa Menezes, Viviane Portella, além de colaboradores das instituições parceiras.

     Em 2014 pretendemos desenvolver muitas outras atividades e contamos com sua participação!

Divulga APERS – Diretrizes 2014

Deixe um comentário

2014.01.08 Divulga APERS - Diretrizes 2014

Veja algumas novidades que teremos aqui nas mídias do Arquivo Público do RS em 2014:

Hoje acrescentamos mais uma aba em nosso blog a “Publicações”, com a finalidade de reunir, de forma clara, as publicações técnicas e científicas sobre o Arquivo Público do RS.

Na primeira quarta-feira de cada mês os arquivistas Silvia Soares e Carlos Henrique Nery escreverão artigo sobre o Sistema de Arquivos do Estado do RS (SIARQ/RS), onde explicarão de forma clara e sucinta como implementar a gestão documental nos órgãos da administração direta do Poder Executivo Estadual a partir do Decreto 47.022/10.

A categoria “Aplicando a Lei 10.639” escrita pela historiadora Clarissa Alves será remodelada e tratará sobre “Arquivos & Diversidade Étnica”, com artigos mensais a serem publicados na segunda semana de cada mês.

Já nas terceiras quartas-feiras a historiadora Clarissa Alves escreverá, a partir do mês de março, sobre a temática “Mulheres”, tendo como ponto de partida o catálogo seletivo resultante do projeto “Afinal, onde estão as mulheres no APERS? Gênero, memória e história”.

Na última quarta-feira de cada mês a arquivista Viviane Portella escreverá sobre os conceitos básico de arquivo na categoria “Arquivos & conceitos” voltada para não iniciados na área, visando explicar de forma clara e objetiva conceitos que permeiam a arquivística.

Nas segundas e últimas quartas-feiras, a partir do mês de maio, a historiadora Nôva Brando escreverá na categoria “APERS? Presente, professor!” propostas pedagógicas com a utilização de fontes arquivísticas voltadas para escolas de educação básica. Aguarde, no final do mês de abril mais novidades sobre o projeto!

A partir deste ano a categoria “APERS Entrevista” será atemporal e não terá como foco apenas pesquisadores de nossa Sala de Pesquisa ou que utilizaram nosso acervo ou ações como objeto de pesquisa.

Além disso, em uma iniciativa de valorizarmos e continuarmos a debater algumas questões, a partir da próxima semana publicaremos em nossa página no Facebook, às terças-feiras, informações sobre o SIARQ/RS. Nas quintas-feiras relembraremos os posts do “APERS Entrevista”, “APERS Conta histórias” e “Aplicando a Lei 10.639” já veiculados em nosso blog, também publicizaremos os serviços que o Arquivo presta a comunidade e as maneiras que esta tem para usufruí-los.

E claro, como não poderia faltar, na próxima semana inicia mais uma temporada da série “Mundo dos Arquivos”, com novas dicas de livros, filmes e seriados que tem em seu enredo arquivos, bibliotecas e museus!

Para 2014 desejamos que você continue a nos acompanhar pelas mídias, mas claro, também queremos sua presença em nossa Sala de Pesquisa, eventos e demais atividades que realizamos visando sua participação e interação!

Divulga APERS – Relatório 2013

Deixe um comentário

O Divulga APERS, núcleo de difusão virtual do Arquivo Público do RS através deste blog, Twitter e Facebook obteve grande êxito em 2013! Internamente a equipe do Divulga, composta por Carlos Nery, Clarissa Alves, Silvia Soares e Viviane Portella, procurou incentivar os colegas a escreverem notícias relacionadas diretamente com as atividades-fim do Arquivo, sempre prestando o serviço de editoração final dos artigos, confira:

Iniciamos o ano de 2013 com a publicação das dicas literárias com o intuito de estimular os nossos usuários a aproveitarem os meses de ‘férias’ para ‘viajarem’ por histórias que tem em seus enredos arquivos, bibliotecas e museus.

Visando o aniversário do Arquivo Público lançamos a “Campanha APERS em sua Memória” a qual tinha como objetivo coletar fotografias do Arquivo enviadas pela comunidade para montar uma exposição virtual em nosso blog, porém não tivemos adesão e a exposição foi cancelada.

Entre os meses de fevereiro e abril realizamos a pesquisa de opinião sobre a satisfação dos usuários a respeito de nosso serviço de difusão virtual. A pesquisa apresentou resultados bastante positivos, uma vez que a maioria os usuários está satisfeito com este serviço. Para saber mais sobre a pesquisa clique aqui.

Em agosto realizamos o seminário “Difusão virtual em instituições culturais: mídias sociais no ‘mundo dos arquivos’” o qual debateu as formas de difusão adotas por instituições culturais que visam se manterem atrativas aos usuários. O evento foi um sucesso! Para saber mais clique aqui.

Desde o mês de setembro publicamos em nossa página no Facebook fotos das oficinas de educação patrimonial, visando uma maior interação com a sociedade, que tem sido de grande exito, tendo em vista o número de ‘curtidas’ e compartilhamento das imagens e álbuns.

No mês de dezembro estreamos nosso canal no You Tube com postagens de vídeos produzidos por nossas equipes (Para acessar clique aqui)… Para 2014 estamos planejando algumas iniciativas através desta mídia, aguarde!

Outro ponto de destaque foi a tentativa de otimizar a comunicação interna no Arquivo Público. Para tanto colocamos em prática o projeto do informativo interno publicado uma vez por mês durante o primeiro semestre de 2013. Porém, como os colegas não se motivaram a contribuir o informativo “DAI – Divulga APERS Informativo” deixou de ser publicado em julho deste ano.

No ano que passou somamos 60.669 visualizações a nosso blog, 17,65% a mais que em 2012, demonstrando que este canal de comunicação está sendo bem aceito por você, nosso usuários, o que nos motiva a cada vez mais trabalhar para a transparência de nossas atividades e difusão de nossa instituição e seus serviços. Para acessar o relatório estatístico sobre o blog gerado pela plataforma WordPress clique aqui. Confira abaixo alguns dados estatísticos referentes ao Divulga APERS (para melhor visualizar clique nas imagens):

 

EDITAL APERS Nº 01/2013

Deixe um comentário

2013.09.17 Publicado no DOE de 17.09.2013 - Pág 31

  Publicada hoje no Diário Oficial do Estado a retificação ao Edital APERS 01/13, publicado em 16 de agosto último, sobre a restrição de acesso a documentos de ex-presos políticos. Os titulares dos processos da Comissão Especial de Indenização a Ex-Presos Políticos têm mais 30 dias para requerer a restrição do acesso aos documentos. Desta forma, caso não haja solicitações de restrição até dia 17 de outubro de 2013, os documentos pertencentes a este acervo sob custódia do Apers ficarão disponíveis para a consulta de qualquer cidadão.

   Para acessar a retificação clique aqui e aqui para acessar o edital.

   Outras notícias clique aqui.

APERS debate o uso de mídias sociais para a difusão de instituições culturais!

Deixe um comentário

   Na última sexta-feira, dia 30 de agosto, o Auditório Marcos Justos Tramontini do APERS foi palco do Seminário Difusão Virtual em instituições Culturais: Mídias Sociais no Mundo dos Arquivos, evento que debateu o uso de mídias sociais para a difusão destas instituições, seus serviços e acervos, ampliando o acesso à informação e a cultura.

   Após a solenidade de abertura, que contou com a presença do Secretário de Estado da Administração e dos Recursos Humanos, Alessandro Barcellos, e da diretora do APERS, Isabel Almeida, iniciou-se a primeira mesa, Difusão do patrimônio e inclusão digital: experiências e usos de mídias sociais, teve como mediadora a arquivista da Prefeitura de Porto Alegre e Secretaria da Associação dos Arquivistas do RS, Camila Lacerda Couto e como palestrantes o Secretário-Geral de Governo e Coordenador do Gabinete Digital do RS, Vinícius Wu, as arquivistas do APERS Silvia Soares e Viviane de Portella, e os historiadores da Unidade de Documentação e Memória da Companhia Carris Porto-alegrense, Anita Souza e Aderson Ribeiro.

   Em sua fala Vínicius Wu ressaltou a importância da gestão documental para a renovação da democracia e a independência tecnológica do Estado a partir da adoção de formatos abertos de arquivos para a produção, formatação, armazenamento e distribuição de documentos, embasada pela da Lei 14.009/12 (para acessar a Lei clique aqui). Explicitando que a transição para os formatos abertos começou pela Secretaria-Geral e se estende gradativamente a toda a administração Estadual, representando um avanço para a garantia da longevidade e interoperabilidade dos arquivos digitais.

   A apresentação da experiência do Divulga APERS no uso das mídias sociais para a difusão do Arquivo Público do RS teve o intuito de demonstrar como se deu a criação, veiculação e acompanhamento do blog, Twitter e Facebook no âmbito de nossa instituição. Apresentando como se estruturou o núcleo que tem por função gerenciar o uso das ferramentas e instigar a participação dos servidores na publicização das ações do Arquivo, registrando seu histórico de forma online e com amplo alcance, rompendo as barreiras físicas de acesso à Instituição.

  Anita Souza e Aderson Ribeiro expuseram como se dá o uso das redes sociais pela Companhia Carris Porto-alegrense através de sua Unidade de Documentação. A Companhia começou a utilizar seu blog em 2007 para comunicar-se com estudantes que recebiam em suas escolas a visita do Museu Itinerante Memória Carris. Atualmente o canal é utilizado para a veiculação de textos semanais contanto a história da Carris e de Porto Alegre, além de informar ações do Setor e publicar fotografias e imagens de documentos que compõe seu acervo. A partir de 2010 foram adotados perfis no Facebook, Twitter e You Tube, sendo ressaltado que a página no Facebook é um canal de intensa interação com a sociedade, tendo em vista a aproximação e sentimento de pertencimento que as imagens provocam.

  Esta mesa oportunizou aos presentes debater sobre os múltiplos usos das mídias sociais como meios de comunicação e aproximação com a sociedade, propiciando um diálogo aberto entre instituições e cidadão, franqueando o acesso à informação.

   A noite a mesa Tecnologias no mundo digital: descrição arquivística e acessibilidade teve como mediadora a professora do Curso de Arquivologia da FURG, Valéria Raquel Bertotti, a qual conduziu a explanação e debate entre a professora do Curso de Arquivologia da UFRGS, Rita de Cássia Portela da Silva, o professor da FESPSP e consultor da Feed Consultoria, Charlley Luz, e o gerente do Projeto de Acessibilidade Virtual do IFRS, núcleo Bento Gonçalves, Everaldo Carniel.

  Em sua fala sobre a “’Difusão pela Difusão’ nas mídias sociais, no mundo dos arquivos” Rita de Cássia Portela da Silva explorou os conceitos e abordagens da difusão em suas dimensões e práticas, trazendo ao público, de forma agradável e dinâmica, as possibilidades de difundir instituições culturais com o uso das mídias sociais. Chamou a atenção para a interdisciplinariedade que esta função arquivística estabelece com o marketing para o estabelecimento do público que se pretende acalçar, no planejamento das prioridades e ações; com os estudos de usuários para determinação dos usos e necessidades, e com as tecnologias da informação como ferramenta de apoio a implementação de políticas de difusão. Por fim, destacou a importância do constante repensar dos propósitos das práticas de difusão.

   Charlley Luz abordou o “Mundo digital: de onde viemos, onde estamos, para onde vamos” perpassando as diversas fases pelas quais as formas de comunicação passaram, desde a comunicação gutural até linguagem binária e as possibilidades de descrição arquivística no ambiente digital. Enfatizou que hoje somos os “seres da informação”, agentes produtores de informação orgânica.

   A inclusão e acessibilidade foram os temas abordados por Everaldo Carniel ao expor o case do Projeto de Acessibilidade Virtual do IFRS e do Comitê Gaúcho de Acessibilidade, Tecnologia e Informação (CGATI). O projeto tem por finalidade certificar que todos os seus produtos atendam aos conceitos de acessibilidade, usabilidade e comunicabilidade, independentemente da limitação do usuário. O palestrante explicitou a importância da aplicação da Portaria 03/2007 (para acessá-la clique aqui), que tornou obrigatória a observância do Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico (e-MAG) para o desenvolvimento dos sites e portais do governo brasileiro de forma padronizada e de fácil implementação (para acessar a e-MAG, clique aqui), a exemplo do site modelo de acessibilidade virtual acessibilidade.bento.ifrs.edu.br. Também expôs as possibilidades de se avaliar a acessibilidade de sítios e portais de forma automática com o uso de softwares, ressaltando que tal forma não dispensa a avaliação manual e o julgamento humano. Outro ponto evidenciado foram os cuidados necessários ao se elaborar documentos digitais para facilitar o acesso a quem utiliza recursos de tecnologia assistiva.

  Nesta mesa o debate girou em torno das possibilidades e necessidades da disponibilização das informações de forma acessível e inclusiva. Ficou clara a precariedade de acesso a documentos e sites públicos e apontou-se novos eixos de pesquisa na área da arquivística: a acessibilidade universal aos documentos e informações públicas.

   Acreditamos que o Seminário atingiu seu objetivo: instigar a reflexão e a prática da difusão virtual em instituições culturais visando a difusão e o amplo acesso à informação e a cultura. Evidencia-se que para dar acesso tais instituições faz-se necessário disponibilizá-las de forma acessível e inclusiva a todos os públicos.

  Agradecemos aos palestrantes e mediadores pela gentileza de socializar seus conhecimentos com nossos usuários, e aos participantes pelo interesse na temática! Informamos que os certificados foram encaminhados por e-mail e pedimos que respondam à pesquisa de satisfação encaminhada junto ao mesmo!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Programação do Seminário Difusão Virtual em Instituições Culturais: Mídias Sociais no “Mundo dos Arquivos”

1 Comentário

2013.08 2 anos email mkt (1)

Para fazer sua inscrição clique aqui.

EDITAL APERS Nº 01/2013

1 Comentário

2013.08.16 Edital APERS 01-2013

   Publicado hoje, 16 de agosto de 2013, no Diário Oficial do Estado o Edital APERS nº 01/2013 referente ao reconhecimento de conjunto documental contendo informações pessoais como necessário à recuperação de fatos históricos de maior relevância. No trigésimo primeiro dia após a publicação deste Edital, para acessar clique aqui, os documentos do conjunto arrolados que não forem objeto de requerimento de manutenção da restrição de acesso terão seu acesso franqueado, de forma irrestrita, a qualquer cidadão.

  Este edital se refere ao acervo da Comissão Especial de Indenização a Ex Presos Políticos criada pela Lei nº 11.042/1997, que reconhece a responsabilidade do Estado do Rio Grande do Sul por danos físicos e psicológicos causados às pessoas, detidas por motivos políticos, nas dependências de órgãos públicos geridos pelo Estado no período de 02 de agosto de 1961 a 15 de agosto de 1979,

   Para acessar a listagem com os nomes dos titulares ou requerentes dos processos administrativos de indenização clique aqui.

Programação Preliminar do Seminário Difusão Virtual em Instituições Culturais: Mídias Sociais no “Mundo dos Arquivos”

Deixe um comentário

   Amanhã, dia 08 de agosto o Divulga APERS completa 2 anos! E hoje divulgamos a programação preliminar do Seminário Difusão Virtual em Instituições Culturais: Mídias Sociais no “Mundo dos Arquivos”, que ocorrerá dia 30 de agosto de 2013, para celebrar a data e o êxito do serviço.

   Confira a programação preliminar clicando aqui, para inscrever-se clique aqui.

2013.08 Cartaz 2 anos

Para saber mais sobre o Divulga APERS clique aqui.

Seminário Difusão Virtual em Instituições Culturais: Mídias Sociais no “Mundo dos Arquivos”

Deixe um comentário

2013.07.31 2 anos facebook GRD

  No próximo dia 08 de agosto o Divulga APERS completa 2 anos! Acreditamos que este núcleo do Arquivo Público do RS tem cumprido seu objetivo: publicizar as ações do APERS por meio de Blog, Twitter, Facebook e email, aproximando-o da sociedade através das mídias sociais.

  Então, para celebrar a data, estamos organizando o Seminário Difusão Virtual em Instituições Culturais: Mídias Sociais no “Mundo dos Arquivos”, com a finalidade de instigar o debate sobre a utilização destas mídias de maneira a difundir as instituições, seus serviços e acervos; facilitar e ampliar o acesso à informação; assim como modernizar a atuação e o perfil de instituições tradicionalmente vinculadas a uma imagem antiquada por serem espaços de preservação da memória e da história, mas que na verdade vêm desenvolvendo ações cada vez mais atreladas ao uso de novas tecnologias.

  Assim, pretende-se ampliar o conhecimento, as reflexões e as práticas na área da difusão virtual nas instituições culturais tendo como ponto de partida o case do serviço de difusão do APERS, e reunindo especialistas na área, além de representantes de outras instituições que apresentarão suas experiências.

  Ficou interessado? Então reserve a data: 30 de agosto!

  Nas próximas semanas divulgaremos a programação.

  As inscrições devem ser realizadas através do seguinte link: http://migre.me/fE4P0

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: