Estágio Curricular em História APERS

Deixe um comentário

O Estágio Curricular em História é um dos serviços educativos oferecido pelo Arquivo Público do Rio Grande do Sul. Caracteriza-se por uma série de atividades destinadas ao cumprimento de estágio curricular obrigatório ou para horas complementares exigidas para integralização dos Cursos de Licenciatura e Bacharelado em História. Tem como objetivo oportunizar, aos graduandos, vivências relacionadas aos fazeres dos historiadores na área de patrimônio documental em instituições arquivísticas.

Para essa edição, são oferecidas quatro vagas, destinadas, prioritariamente, aos alunos dos Cursos de Graduação em História que comprovarem a necessidade de horas de atividades em instituições de memória para conclusão de disciplina de estágio curricular obrigatório. Para saber mais detalhes, acesse aqui o Programa do Estágio Curricular em História APERS.

As inscrições serão realizadas pelo e-mail projetos-apers@smarh.rs.gov.br. Os interessados devem encaminhar nome completo, telefone para contato e anexar à mensagem, a Carta de Apresentação da instituição na qual estuda (neste documento deve constar a informação de obrigatoriedade de cumprimento de carga horária em instituição de memória para conclusão de disciplina de estágio curricular).

Outras informações podem ser solicitadas pelo e-mail indicado acima ou pelo telefone 51 3288 9115.

Aniversário do APERS e abertura da exposição “Trabalhadoras Mulheres no APERS”

Deixe um comentário

    No dia 08 de março, além do Dia Internacional da Mulher, o Arquivo Público do Rio Grande do Sul (APERS) celebrou seus 111 anos com a abertura da exposição “Trabalhadoras Mulheres no APERS”, no Espaço Joel Abílio Pinto dos Santos, coordenada pelas arquivistas Iara Gomide e Marta Araújo e pela técnica em assuntos culturais Caroline Baseggio.

   A abertura foi realizada pela Diretora do Arquivo Público, Aerta Moscon e pelo Secretário de Estado da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos (SMARH), Raffaele Di Cameli, que ressaltaram a qualificação profissional e das atividades realizadas e o legado para a sociedade deixado pelas servidoras do APERS.

    A solenidade também contou com a presença de servidoras, funcionárias terceirizadas e estagiárias que compõem o quadro atual da instituição e muitas outras que já não trabalham mais no Arquivo. Em clima de reencontro e confraternização todas e todos puderam reencontrar ex-colegas e conferir a mostra de fotografias, documentos, móveis, e equipamentos e instrumentos de trabalho, a fim que prestar uma homenagem aos 111 anos do APERS e às mulheres que trabalham e já trabalharam no Arquivo Público. Confira algumas imagens do evento clicando aqui.

    Ao longo da semana, a exposição teve repercussão em meios de comunicação, sendo divulgada na página de notícias do Governo do Estado, na página do ClicRBS e na coluna Almanaque Gaúcho edição de final de semana, 11 e 12 de março de 2017, do Jornal Zero Hora.

    A exposição permanece aberta para visitação até 31 de março de 2017, das 8h30min às 17h, no APERS, Rua Riachuelo, 1031, Centro Histórico de Porto Alegre. Informação pelo fone (51) 3288-9100.

APERS 111 anos: Exposição Trabalhadoras Mulheres no APERS

1 Comentário

2017-03-02-exposicao-trabalhadoras-mulheres-apers

     Para comemorar o aniversário de 111 anos do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS), criado no mesmo dia em que celebramos o Dia Internacional da Mulher – 08 de março, organizamos a Exposição Trabalhadoras Mulheres no APERS!

    O papel da mulher na sociedade ao longo do século XX sofreu grandes modificações. A saída do espaço privado e a gradativa inserção no espaço público proporcionou às mulheres a conquista de uma maior visibilidade na sociedade e, se hoje ainda não estamos em pé de igualdade com os homens, com certeza estamos muito mais próximas desta realidade.

    Nos primeiros anos de funcionamento do Arquivo Público, a presença feminina acompanhava a tendência social, ou seja, são poucos os registros de mulheres presentes na instituição. Porém, atualmente a lógica se inverteu: a grande maioria de funcionários é do sexo feminino, e contamos nos últimos anos com um número significativo de mulheres ocupando cargos de chefia e diretoria da Instituição.

    Acompanhar a trajetória das mulheres dentro do APERS é, em certa medida, acompanhar a trajetória feminina na sociedade ao longo do século XX e início do XXI: da saída do lar ao mercado de trabalho e todas as transformações decorrentes deste processo, no que diz respeito à sua vida pública e privada.

    Convidamos a todas e a todos a conhecer um pouco sobre as mulheres de ontem e de hoje que contribuíram e contribuem para construir a história de nossa instituição! A exposição terá abertura no dia 08 de março, às 16 horas, no espaço Joel Abílio Pinto dos Santos, no APERS (Rua Riachuelo, 1031, Centro) e estará disponível para visitação até 31 de março de 2017.

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte 2

Deixe um comentário

Hoje encerramos as dicas do Mundo dos Arquivos, dessa temporada, com a segunda parte de dicas de séries que tenham episódios com referências a arquivos, bibliotecas ou museus. Esperamos que vocês tenham aproveitado e conferido algum livro, filme ou série!

SHERLOCK

Esta série britânica, de drama policial, baseia-se nas histórias escritas por Sir Arthur Conan Doyle. Sherlock Holmes (Benedict Cumberbatch), autodefinido como um sociopata funcional, atua como um “detetive consultor” que auxilia a Polícia Metropolitana de Londres na resolução de vários crimes e tem como assistente, seu colega de apartamento, o médico John Watson (Martin Freeman), que voltou do serviço militar no Afeganistão.

1ª Temporada Episódio 02: O Banqueiro Cego.

No episódio, Sherlock e Watson são chamados até um banco internacional para investigar uma invasão onde um quadro foi pichado com símbolos sem sentido e descobrem que era um recado para um funcionário, assassinado em seu apartamento. Quando um jornalista morre em circunstâncias semelhantes, eles refazem seus últimos passos e vão até uma biblioteca onde localizam os mesmos símbolos pichados. Ao desvendarem que os símbolos são antigos numerais chineses Hangzhou, usados por uma gangue chinesa, Sherlock e Watson tentam localizar a especialista em cerâmica chinesa Soo Lin Yao (Gemma Chan), que fez parte dessa gangue, no Museu Nacional de Antiguidades.

sherlock

GAMES OF THRONES

Esta série de sucesso é uma adaptação dos livros de George R.R. Martins. Se passa em Westeros, uma terra reminiscente da Europa Medieval, onde as estações duram por anos ou até mesmo décadas. A história gira em torno de batalhas entre os Sete Reinos, onde as famílias dominantes lutam pelo controle do Trono de Ferro, cuja posse possivelmente assegurará a sobrevivência durante o inverno que está por vir.

6ª Temporada Episódio 10: Os ventos do inverno.

No episódio final da temporada, vários momentos reveladores e arrebatadores são apresentados nos diferentes núcleos da trama: Bran Stark (Isaac Hempstead-Wright) descobre um segredo do passado por meio de suas visões; Arya Stark (Maisie Williams) inicia sua vingança na volta ao Norte e Cersei Lannister (Lena Headey) é coroada a primeira Rainha dos Sete Reinos. Já Samwell Tarly (John Bradley-West) chega à Cidadela e é levado a uma gigantesca biblioteca onde os Maesters – guardiões da sabedoria de Westeros, são treinados.

game-of-thrones

THE FAMILY

Nesta série de drama, que teve somente uma temporada, o filho da prefeita de uma pequena cidade desaparece, é dado como morto e o caso é encerrado, sendo que um vizinho da família é condenado pelo crime. Dez anos depois, um adolescente aparece desnorteado andando pela cidade e revela que é Adam Warren (Liam James), o filho supostamente morto, deixando todos perplexos.

1ª Temporada Episódio 01: Piloto.

O episódio inicia e termina com cenas que se passam em um arquivo. Depois que Adam reapareceu à cidade, a sargento Nina Meyer (Margot Bingham) vai até o arquivo da delegacia e busca os registros do caso para rever as evidências que a levaram a concluir a investigação na época, quando era detetive. Ela lembra o que dizem sobre a carreira de um policial, que sempre existem dois casos importantes, aquele que promove e aquele que derruba… Mas, às vezes, os dois casos são o mesmo!

the-family

Fontes de pesquisa:

Adoro Cinema – Apaixanados por Séries – Omelete – Wikipedia

Notícias relacionadas:

Mundo dos Arquivos – Dicas de Livros (2017)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Filmes Parte 1 (2017)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Filmes Parte 2 (2017)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte 1 (2017)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte I (2012)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte II (2012)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte I (2013)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte II (2013)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte III (2013)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte IV (2013)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte 1 (2014)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte 2  (2014)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte 1

Deixe um comentário

Claro que não poderíamos deixar de fora as dicas de séries para completar a temporada do Mundo dos Arquivos! Confira a primeira parte de séries que também envolvem ambientes de arquivos, bibliotecas e museus em suas narrativas ou em algum episódio!

THE LIBRARIANS

A série, que está em sua terceira temporada, gira em torno de uma organização antiga, escondida sob a Biblioteca Pública Metropolitana, que resolve mistérios impossíveis, combate ameaças sobrenaturais e recupera poderosos artefatos poderosos ao redor do globo. Durante 10 anos, Flynn Carsen (Noah Wyle) atua como bibliotecário, coletando e protegendo esses artefatos e impedindo que caiam em mãos erradas. No entanto, este trabalho tornou-se mais do que uma única pessoa pode controlar. Para ajudá-lo em suas funções, a Biblioteca recrutou quatro pessoas de todo o mundo, iniciando uma aventura sem precedentes.

the-librarians

HOW TO GET AWAY WITH MURDER

A série se desenvolve ao redor da vida pessoal e profissional de Annalise Keating (Viola Davis), uma proeminente advogada de defesa criminal. Também professora de Direito na Universidade de Middleton, ela seleciona cinco de seus melhores alunos para trabalharem em seu escritório. Em sua vida pessoal, Annalise é casada com Sam Keating (Tom Verica), um renomado psicólogo que vive um relacionamento às escondidas. Quando sua vida pessoal e profissional começa a entrar em colapso, Annalise e seus alunos se veem envolvidos, involuntariamente, em uma trama de assassinatos.

2ª Temporada Episódio 12: É uma Armadilha.

No episódio, enquanto Annalise tenta se livrar das ameaças de divulgação de vídeos que envolvem sua equipe e seus clientes, Wes (Alfred Enoch) quer descobrir sobre o seu passado. Assim, Wes e Laurel (Karla Souza) viajam para sua cidade natal, para investigar sobre a morte de sua mãe, testemunha no caso Mahoney que Annalise defendia na época. Para isso pesquisam os arquivos do processo Mahoney no Tribunal da cidade e o inquérito policial sobre as circunstâncias da morte, concluído como suicídio.

how-to-get-away-with-murder

LIMITLESS

Brian Finch (Jake McDorman) é um rapaz comum, tentando encontrar algo em que realmente seja bom na vida. Ele encontra a solução de seus problemas quando é apresentado à NZR, uma droga misteriosa que atua em sua cognição e libera a possibilidade de usar 100% da capacidade do cérebro. Interessado nisso, o FBI o contrata para trabalhar como consultor, ajudando a resolver casos misteriosos com suas novas habilidades. Porém, ele também tem contatos clandestinos com o Senador Edward Morra (Bradley Cooper), que também é usuário de NZT e tem seus próprios planos para o protegido.

1ª Temporada Episódio 01: Piloto.

Como sua carreira de músico não vai muito bem, Brian inicia um trabalho temporário no Banco Manchester-Reid, em Wall Street, onde recebe as instruções no setor de pessoal. Sua primeira atividade é arquivar o termo de participação em um seminário na pasta de cada um dos 22 mil funcionários. Lá ele encontra seu amigo Eli (Arjun Gupta), banqueiro bem sucedido, que lhe oferece uma pílula, NZR, com a promessa de que transformará a sua vida. Sem acreditar muito, Brian usa a NZR e poucas horas depois, além de arquivar todos os documentos, ele analisa os perfis dos funcionários e organiza as pastas por risco de potencial, em 5 cores; verdes representam os funcionários confiáveis e vermelhas os indesejáveis.

limitless

Fontes de pesquisa:

Adoro Cinema – Apaixonados por SériesWikipedia

Notícias relacionadas:

Mundo dos Arquivos – Dicas de Livros (2017)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Filmes Parte 1 (2017)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Filmes Parte 2 (2017)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte I (2012)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte II (2012)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte I (2013)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte II (2013)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte III (2013)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte IV (2013)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte 1 (2014)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Séries Parte 2  (2014)

Relatórios APERS 2016 – DIPAD: Ações educativas e culturais

Deixe um comentário

O Arquivo Público do Rio Grande do Sul possui uma série de atividades na área de Ação Educativa, sobretudo as vinculadas ao Programa de Educação Patrimonial, consolidadas e reconhecidas pelas mais diversas instituições ligadas à educação. De modo geral, as atividades são desenvolvidas dentro da própria instituição.

APERS? Presente, professor!Na intenção de darmos continuidade e estendermos essa aproximação, elaboramos em 2014 o projeto APERS? Presente, Professor? Propostas Pedagógicas a partir de Fontes Arquivísticas que pretendeu levar um pouco do Arquivo Público até a escola, a partir da construção de propostas pedagógicas que tiveram como ponto de partida os documentos custodiados pela instituição. O objetivo caracterizou-se pela disponibilização virtual de atividades que pudessem ser desenvolvidas pelos professores nas salas de aula da educação básica. Em 2016 se deu a publicação e disponibilização da Coletânea da IIª Edição do Projeto APERS? Presente, professor!. As propostas que compõe esta coletânea foram disponibilizadas, no formato PDF, no Blog Institucional do APERS ao longo de 2015 e foram construídas com fontes arquivísticas, a partir do eixo temático História e Direitos Humanos.

Outra atividade que demandou tempo das equipes da Divisão de Preservação, Acesso e Difusão foi a elaboração do projeto Estágio Curricular para o Curso de História. O estágio foi desenvolvido entre os dias 29 de setembro e 26 de outubro, e foi oferecido para alunos dos cursos de graduação em História, tanto bacharelado quanto licenciatura.

2016-11-09-foto

Com uma carga horária de 50 horas, distribuídas em 12 encontros, os estagiários puderam discutir e vivenciar, saberes e fazeres de um historiador dentro de uma instituição arquivística. No primeiro encontro, foram apresentados ao APERS por meio de uma Visita Guiada e de conversa sobre as atividades, em geral, desenvolvidas pelo arquivo. Nos segundo e terceiro encontros, foram abordados assuntos relacionados à Classificação, Avaliação e Descrição Documental. Além de leituras, foram propostas duas atividades com documentos do Poder Executivo, para as quais o contato com o Plano de Classificação e a Tabela de Temporalidade (IN02/2014 SIARQ/RS) e as normas de descrição da NOBRADE se faziam necessárias para realização dos exercícios. No quarto encontro, foram trabalhados aspectos da indexação de documentos, umas das etapas da descrição documental, na qual foram utilizados documentos do Poder Judiciário. Nesse encontro, de forma prática, os alunos puderam conhecer o banco de dados do Arquivo AAP (Administração de Acervos Públicos) e realizar atividades práticas de alimentação do site.

Nos quinto e sexto encontros, os estagiários entraram em contato com as áreas de Preservação e de Conservação. Realizaram leitura e debates sobre o tema e observaram as condições do arquivo e dos acervos a partir desse prisma. Também puderam realizar algumas atividades práticas de conservação como higienização, desmetalização, feitura de capas e costuras. Os próximos dois encontros, o sétimo e oitavo, foram destinados ao Atendimento ao Pesquisador. Além de leituras sobre o papel do historiador que atua em arquivos no suporte à pesquisa, conheceram os diferentes instrumentos de pesquisa disponíveis para acesso aos documentos dos poderes legislativo, judiciário e executivo. Depois disso, realizaram atividades de pedidos e de busca de documentação.

Para os últimos quatro encontros, ficaram reservadas as temáticas da Difusão e das Ações Educativas. Para a primeira, além da proposta de leitura e discussão de texto sobre o assunto e apresentação das atividades de difusão desenvolvidas pelo APERS, os alunos, tiveram que escrever um texto, divulgando um conjunto documental, Acervo da Vara de Família e Sucessão, custodiado pelo Arquivo. Por fim, foram apresentados às ações educativas desenvolvidas pelo APERS e conheceram um pouco mais sobre os serviços pedagógicos de outros arquivos, nacionais e internacionais. E como exercício, construíram uma atividade pedagógica a partir de documentos da Comissão Especial de Indenização.

Dessa forma, os estagiários puderam conhecer, problematizar e realizar algumas tarefas que compõem cada uma dessas atividades desenvolvidas pelos servidores dos APERS. Acreditamos que a proposta inicial, de oportunizar o contato de estudantes dos Cursos de História com os trabalhos desenvolvidos em instituições arquivísticas foi cumprido e que, para eles, além das instituições de educação básica e de ensino superior, os arquivos se transformaram em campo de atuação profissional. Segue a descrição das atividades:

  • Planejamento;
  • Elaboração e submissão do Programa do Estágio à direção do APERS;
  • Elaboração de material de divulgação;
  • Reunião com a Equipe do Estágio Curricular;
  • Alteração do Programa original (alteração de datas);
  • Recebimentos de indicação, organização e inclusão de Bibliografia no Programa do Estágio Curricular;
  • Contatos Universidades (UFRGS, PUC, Unisinos e FAPA) – prospecção de demanda pelo estágio Curricular;
  • Finalização do material de divulgação após alterações de datas;
  • Divulgação do Estágio Curricular (Blog);
  • Divulgação Estágio Curricular Universidades;
  • Início das Inscrições pelo e-mail apers@;
  • Contato Maria Lúcia Ricardo Souto para autorização de utilização de texto sobre conservação e reparos;
  • Reserva do Auditório e da Sala de Reuniões para atividades do Estágio;
  • Agenda Expresso – convite|registro atividades dos integrantes da equipe;
  • Lista de Informações sobre o Estágio para disponibilizar na Recepção do APERS;
  • Elaboração de Apresentação/slides para o primeiro encontro;
  • Elaboração de Ficha de Avaliação;
  • Acompanhamento do e-mail APERS;
  • Planejamento e execução das atividades realizadas no encontro de Apresentação da Instituição (Nôva e Caroline);
  • Planejamento e execução das atividades realizadas nos encontros de Classificação, Avaliação e Descrição (Viviane);
  • Planejamento e execução das atividades realizadas nos encontros de Indexação (Roberta);
  • Planejamento e execução das atividades realizadas nos encontros (dois) de Conservação e Preservação (Nôva);
  • Planejamento e execução das atividades realizadas nos encontros (dois) de Atendimento ao Pesquisador (Caroline)
  • Planejamento, elaboração de materiais e execução das atividades realizadas nos encontros (dois) de Pesquisa Histórica e Difusão de Acervos (Nôva);
  • Planejamento, elaboração de materiais e execução das atividades realizadas nos encontros (dois) de Ação Educativa (Nôva e Caroline);
  • Elaboração e entrega, por e-mail, de certificado de conclusão do Estágio;
  • Organização Pasta Servidor e materiais físicos;
  • Elaboração de Notícia para o Blog sobre a Iª Edição do Estágio.

Trabalharam na organização do Estágio: Caroline Acco Baseggio, Nôva Marques Brando, Roberta Capelão Valença Scholz, e Viviane Portella de Portella. Nôva Marques Brando foi responsável também pelo projeto APERS? Presente, professor!

Notícias relacionadas:

Balanço 2016 do APERS

Relatórios APERS 2016 – DIPAD: Divulga APERS

Relatórios APERS 2016 – DIPAD: Programa de Educação Patrimonial UFRGS|APERS

Mundo dos Arquivos – Dicas de Livros

Deixe um comentário

Veja só quem voltou a ser notícia aqui no Blog: o Mundo dos Arquivos! Depois de dois anos de pausa, neste verão, voltamos com novas dicas de livros, filmes e séries!

Para quem não acompanhou, o Mundo dos Arquivos teve início no verão de 2012, seguido de duas temporadas nos anos seguintes. Já em 2015 e 2016 rememoramos algumas dessas dicas com posts em nossa página do Facebook. Como somos apaixonados por esse universo mágico das instituições de memória, torna-se impossível não percebê-lo nas obras literárias e cinematográficas, assim reunimos as dicas e retomamos a série em sua 4ª temporada!

Sabemos que os primeiros meses do ano são clássicos meses de férias, ótimo para curtir bons momentos de lazer e que combinam com uma boa leitura, com bons filmes e assistir aquela série. Por isso, confira nossas dicas “Mundo dos Arquivos” que apresentam em seus enredos o universo dos arquivos, bibliotecas e museus! Essa semana apresentamos dicas de livros!

As Luzes de Setembro, de Carlos Ruiz Zafón

2017-01-18-as-luzes-de-setembro-de-carlos-ruiz-zafonDurante o verão de 1937, Simone Sauvelle fica de repente viúva e abandona Paris junto com os filhos, Irene e Dorian. Eles se mudam para uma cidadezinha no litoral da Normandia, e Simone começa a trabalhar como governanta para Lazarus Jann, um fabricante de brinquedos que mora na mansão Cravenmoore com a esposa doente. Tudo parece caminhar bem. Lazarus demonstra ser um homem agradável, trata com consideração Simone e os filhos, a quem mostra os estranhos seres mecânicos que criou: objetos tão bem-feitos que parecem poder se mover por conta própria. Irene fica encantada com a beleza do lugar – os despenhadeiros imensos, o mar e os portos – e por Ismael, o pescador primo de Hannah, cozinheira da casa. Ismael tem um barco, entende tudo sobre navegação e gosta de velejar sozinho, até conhecer Irene e vê-la de maiô… Os dois logo se apaixonam. Entre Simone e Lazarus parece nascer uma amizade. Dorian gosta de ler e, muito curioso, quer entender como os bonecos de Lazarus funcionam. Todos estão animados com a nova vida quando acontecimentos macabros e estranhas aparições perturbam a harmonia de Cravenmoore: Hannah é encontrada morta, e uma sombra misteriosa toma conta da propriedade. Irene e Ismael desvendam o segredo da espetacular mansão repleta de seres mecânicos e sombras do passado. Juntos enfrentam o medo e investigam estranhas luzes que brilham através da névoa em torno do farol de uma ilha. Os moradores do lugar falam sobre uma criatura de pesadelo que se esconde nas profundezas da floresta. Em As luzes de setembro, aquele mágico verão na Baía Azul será para sempre a aventura mais emocionante de suas vidas, num labirinto de amor, luzes e sombras. Clique aqui para acessar a referencia.

A Livraria Mágica de Paris, de Nina George

2017-01-18-a-livraria-magica-de-paris-de-nina-georgeO livreiro parisiense Jean Perdu sabe exatamente que livro cada cliente deve ler para amenizar os sofrimentos da alma. Em seu barco-livraria, ele vende romances como se fossem remédios. Infelizmente, o único sofrimento que não consegue curar é o seu: a desilusão amorosa que o atormenta há 21 anos, desde que a bela Manon partiu enquanto ele dormia. Tudo o que ela deixou foi uma carta — que Perdu não teve coragem de ler. Até um determinado verão — o verão que muda tudo e que leva Monsieur Perdu a abandonar a casa na estreita rue Montagnard e a embarcar numa jornada que o levará ao coração da Provence e de volta ao mundo dos vivos. Sucesso de público e crítica, repleto de momentos deliciosos e salpicado com uma boa dose de aventura, A livraria mágica de Paris é uma carta de amor aos livros — perfeito para quem acredita no poder que as histórias têm de influenciar nossas vidas. Clique aqui para acessar a referencia.

A Biblioteca Invisível, de Genevieve Cogman

2017-01-18-a-biblioteca-invisivel-de-genevieve-cogmanIrene é uma espiã profissional da misteriosa Biblioteca, uma organização que existe fora do tempo e espaço e que coleciona livros e manuscritos de diferentes realidades. Junto com seu enigmático assistente Kai, ela é enviada para uma Londres alternativa com a missão de recuperar um perigoso livro. Mas quando chegam, ele já foi roubado. As principais facções do submundo londrino estão prontas para lutar até a morte para achá-lo, e a missão de Irene é dificultada pelo fato de que o mundo está infestado pelo Caos – as leis da natureza foram distorcidas para permitir a existência de criaturas sobrenaturais e mágicas imprevisíveis. Enquanto seu novo assistente guarda seus próprios segredos, Irene logo se vê envolvida em uma aventura repleta de ladrões, assassinos e sociedades secretas, onde a própria realidade está em perigo e falhar não é uma opção. Clique aqui para acessar a referência.

Confira as dicas literárias do Mundo dos Arquivos das edições anteriores:

Mundo dos Arquivos – Dicas de Leitura Parte I (2012)

Mundo dos Arquivos – Dicas de Leitura Parte II (2012)

Mundo dos Arquivos – Dicas de leitura (2013)

Mundo dos Arquivos – Dicas de leituras Parte 1 (2014)

Mundo dos Arquivos – Dicas de leituras Parte 2 (2014)

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: