Relatórios 2014 – DIPEP: Descrição de acervos

Deixe um comentário

O ano de 2014 foi bastante produtivo quanto as nossas atividades de descrição de acervos, visando ampliar o acesso às informações salvaguardadas no Arquivo Público do RS. Foi dada continuidade a organização, indexação e disponibilização dos acervos do Poder Judiciário via portal institucional e a outros projetos em desenvolvimento.

No que se refere aos acervos do Poder Judiciário foram indexados no sistema AAP os fundos – Comarcas de: Bagé, Jaguari, São Martinho, Júlio de Castilhos, Porto Alegre, Santa Maria, Santana do Livramento, São Francisco de Assis, São Gabriel e Tupanciretã, totalizando 23.169 itens documentais. As Comarcas de São Gabriel, Bagé, Santana do Livramento, Júlio de Castilhos, Santa Maria, São Francisco de Assis, Jaguari, São Martinho, Tupanciretã e Porto Alegre foram disponibilizadas para consulta via portal institucional.

Quanto ao acervo do Registro Civil – Habilitações de Casamentos, em 2014, continuamos com a revisão dos dados dos itens já indexados no sistema AAP e iniciamos o processo de preparação das imagens dos documentos para indexação. A meta é indexar as imagens de 134. 806 mil processos de habilitação de casamento.

Quanto aos projetos destacamos:

  • Resistência em Arquivo: Memórias e Histórias da Ditadura no Brasil”: este projeto visa a elaboração de um catálogo seletivo sobre o acervo da Comissão Especial de Indenização, a partir da qual o Estado do RS reconheceu a responsabilidade por maus-tratos que acarretaram danos físicos e psicológicos às pessoas presas por agentes ou em órgãos públicos estaduais por motivos políticos entre os anos de 1961 a 1979. Sobre este projeto trataremos em um artigo específico.
  • Memória Institucional do APERS”: em desenvolvimento desde 2011, tem por objetivo a organização e difusão do acervo institucional do Arquivo Público do RS, está em fase de conclusão de sua etapa de indexação no sistema AAP. Sobre este projeto trataremos em um artigo específico.
  • Afinal, onde estão as mulheres no APERS? Gênero, memória e história”: em desenvolvimento desde 2011, este projeto visa, inicialmente, destacar no acervo da Vara de Família e Sucessão processos que possam ser úteis à pesquisa histórica na área de história das mulheres e de gênero, a partir da elaboração de um catálogo seletivo sobre os processos que compõe tal acervo. Devido a outras ações com as quais a equipe se envolveu, em 2014 foi necessário fazer uma pausa no desenvolvimento do projeto. Entretanto, retomamos em dezembro e atualmente estamos em fase de revisão do instrumento de descrição, com previsão de publicação para março deste ano.

As atividades de descrição são morosas e requerem muito empenho de nossa equipe, muitas vezes reduzida e deslocada para outras atividades, porém acreditamos que os projetos, ora foco de atenção, são de representativa importância para que nossos usuários tenham acesso às informações aqui custodiadas.

Descrição de acervos: relatório 2013

Deixe um comentário

O ano de 2013 foi bastante produtivo quanto as nossas atividades de descrição de acervo, visando ampliar o acesso às informações salvaguardadas no Arquivo Público do RS. Foi dada continuidade a organização, indexação e disponibilização dos acervos do Poder Judiciário via portal institucional e a outros projetos em desenvolvimento.

No que se refere aos acervos do Poder Judiciário foram indexados no sistema AAP cinco novas Comarcas: Alegrete, Cruz Alta, Júlio de Castilhos, Palmeira das Missões e Uruguaiana, totalizando 17.370 documentos, sendo as Comarcas de Alegrete e Cruz Alta também disponibilizadas para consulta via portal institucional.

Além disso, foi dado um significativo passo no que se refere a organização e disponibilização dos acervos do Poder Executivo aos nossos usuários. Internamente começamos a estruturação no sistema AAP para indexação destes acervos via portal, bem como realizamos importantes avanços nos seguintes projetos:

– “Preservação das cartas de liberdade: resgate da conjuntura histórica do escravo no RS”: conclusão da digitalização e indexação de 30 mil cartas de liberdade pertencentes ao nosso acervo referentes ao período da escravidão no RS. Em dezembro o material foi disponibilizado, permitindo o acesso às imagens, no portal institucional do APERS. Para saber mais clique aqui.

– “Resistência em Arquivo: Memórias e Histórias da Ditadura no Brasil”: este projeto visa a elaboração de um catálogo seletivo sobre o acervo da Comissão Especial de Indenização, a partir da qual o Estado do RS reconheceu a responsabilidade por maus-tratos que acarretaram danos físicos e psicológicos às pessoas presas por agentes ou em órgãos públicos estaduais por motivos políticos entre os anos de 1961 a 1979. A publicação deste catálogo está prevista para março de 2014. Para acessar a descrição deste fundo com a aplicação da Nobrade clique aqui. Ainda sobre este projeto ressaltamos que o mesmo está inscrito junto ao Pró-Cultura, no qual pleiteamos recursos para sua impressão em português e em braile, para distribuição a escolas de ensino médio, Arquivos Públicos, Bibliotecas Públicas e Universidades; o resultado do edital será publicado em março de 2014. Também deste projeto resultou a criação do blog temático “Resistência em Arquivo”, para acessá-lo clique aqui.

– “Memória Institucional do APERS”: em desenvolvimento desde 2011, tem por objetivo a organização e difusão do acervo institucional do Arquivo Público do RS, está em fase de conclusão de sua etapa de mapeamento, a qual precede a sua indexação no sistema AAP, com previsão de implementação para março de 2014. Para acessar a Descrição do Acervo com aplicação da Nobrade clique aqui.

– “Afinal, onde estão as mulheres no APERS? Gênero, memória e história”: em desenvolvimento desde 2011, este projeto visa, inicialmente, destacar no acervo da Vara de Família e Sucessão processos que possam ser úteis à pesquisa histórica na área de história das mulheres e de gênero, a partir da elaboração de um catálogo seletivo sobre os processos que compõe tal acervo. Atualmente estamos em fase de revisão do instrumento de descrição, com previsão de publicação para este ano.

Equipe envolvida com essas atividades: Aerta Moscon, Aline de Oliveira, Arianne Chiogna, Barbara Trindade, Carlos Pereira, Clarice Hausen, Clarissa Alves, Claudia Braga, Fabiano Morales, Fábio Zimmer, Geverson de Jesus, Guilherme Krucinski, Jessyca de Oliveira, Jessyca Moser, Lucas Azevedo, Luciane Flores, Luciane Flores, Luciano Paiva, Luiz Felipe Lied, Luiza Valdez, Marcelo Bahlis, Marcelo Barboza, Matheus da Silva, Micheli Durão, Moises Sayao, Nôva Brando, Patrícia Nunes, Paula Blume, Priscila da Silva, Renata de Vasconcellos, Rosemeri Iensen, Vanessa Cardoso, Vanessa Menezes, Viviane Portella.

As atividades de descrição são morosas e requerem muito empenho de nossa equipe, muitas vezes reduzida e deslocada para outras atividades, porém acreditamos que os projetos ora foco de atenção são de representativa importância para que nossos usuários tenham acesso às informações aqui custodiadas.

Resultados do Projeto Documentos da Escravidão – Preservação das Cartas de Liberdade

Deixe um comentário

2013.09.11 Projeto Docs Escr Banner     O Arquivo Público do RS (APERS) e a Associação de Amigos do APERS (AAAP-RS) promoveram, no dia 19 de novembro, a apresentação dos resultados do Projeto Documentos da Escravidão – Preservação das Cartas de Liberdade.

    Deste projeto resultou a digitalização de 30 mil cartas de liberdade referentes ao período da escravidão no RS – de 1763 a 1888, que se encontram arquivados no APERS. Este material está disponibilizado via sistema de Administração de Acervos Público (AAP) no portal institucional, permitindo o acesso às imagens através da internet, pelo http://www.apers.rs.gov.br.

     A mesa de abertura foi composta pela presidente da AAAP-RS, Clara Kurtz, e pela diretora do APERS, Isabel Almeida, as quais enfatizaram a importância de tal iniciativa para ampliar o acesso ao patrimônio documental salvaguardado no Arquivo.

     Em seguida a arquivista Aerta Grazzioli Moscon, coordenadora do projeto, explanou sobre o mesmo, demonstrou como pesquisar e acessar as cartas de liberdade através do portal do APERS.

     O evento teve ainda a participação de Thiago Araújo, doutorando em História Social Cecult/Unicamp e pesquisador do APERS com a comunicação “Reflexões sobre o uso das cartas de liberdade na pesquisa histórica”.

     Ao final os presentes foram convidados a participar do coquetel de encerramento.

Convite Evento Documentos da Escravidão – Preservação das Cartas de Liberdade

Deixe um comentário

2013.12.11 Convite Lançamento Cartas Liberdade

Projeto Documentos da Escravidão no RS – Preservação das Cartas de Liberdade

1 Comentário

    Neste mês de junho tiveram inicio as atividades do Projeto Documentos da Escravidão no RS – Preservação das Cartas de Liberdade, no Arquivo Público do RS. A execução deste projeto se tornou possível através da Associação dos Amigos do Arquivo Público do RS – AAAP que conseguiu patrocínio da Petrobras.

   O projeto visa promover este acervo custodiado pelo APERS, através da digitalização das 30 mil Cartas de Liberdade referentes ao período da escravidão no RS, 1763 a 1888. Estes documentos serão disponibilizados via sistema de Administração de Acervos Públicos – AAP no portal do APERS, permitindo acesso a toda a sociedade, através da internet.

   O projeto terá duração de um ano, é coordenado pela arquivista Aerta Grazzioli Moscon e conta com a participação de estagiários do Curso de História.

%d blogueiros gostam disto: