PreservAPERS – Treinamento de Combate a Incêndios

1 Comentário

    No dia 27 de novembro de 2015, foi realizado no APERS, um Treinamento de Combate a Incêndios, que foi ministrado pelo Senhor Coronel da Legião Altiva da BM/RS, Sérgio Pastl, de forma voluntária.

    O evento faz parte do conjunto de ações do PreservAPERS e participaram da atividade todos os servidores, estagiários e terceirizados, lotados no Arquivo Público. O treinamento teve atividades práticas com bastante envolvimento dos participantes, como mostram as fotos anexas.

Treinamento de combate a incêndio no APERS

Deixe um comentário

     Integrando as ações preventivas desenvolvidas pela Secretaria da Administração e dos Recursos Humanos do Estado (SARH), no dia 29 de novembro o Coronel Roget Kopczynski da Rosa, representando o Grupo de Trabalho de Prevenção e Combate a Incêndios, realizou palestra e treinamento de combate a incêndios para os servidores do Arquivo Público do RS, capacitando os participantes para a prevenção e combate a princípio de incêndio. O treinamento contou com atividades práticas onde foram utilizados extintores de incêndio e mangueiras, permitindo assim o manuseio de equipamentos básicos de combate ao fogo.

    A SARH, no intuito de cumprir a legislação vigente na implantação Plano de Prevenção e Combate a Incêndio (PPCI) no prédio Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF), e demais departamentos vinculados a Secretaria, realiza mensalmente ações previstas no PPCI, envolvendo todos os brigadistas, com o objetivo de prepará-los para o enfrentamento de uma situação de emergência.

Este slideshow necessita de JavaScript.

APERS conta histórias: Restauração do conjunto arquitetônico

Deixe um comentário

   O Arquivo Público, consciente de sua responsabilidade na guarda e preservação dos documentos de seu acervo, sempre buscou medidas de proteção para a documentação aqui resguardada. Neste sentido ao longo dos anos o APERS, em parceria com outras instituições, passou por uma série de reformas.

     Os prédios do Arquivo Público constituem o Patrimônio Histórico do Estado e estão sob a orientação técnica do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado – IPHAE. Para reformar as instalações do APERS é necessário um parecer técnico emitido pelo IPHAE autorizando tais reparos.

    Uma grande reforma em toda a estrutura dos prédios históricos da instituição teve início em 21.10.1999. O maior desafio era proteger a documentação abrigada nos Prédios I e II. A equipe do Arquivo Público organizou-se e transferiu as 120 toneladas de documentos armazenados no Prédio I para o Prédio III sem nenhum dano ou extravio. A documentação foi organizada nas estantes previamente identificadas com o número da sala, estante, prateleira, município, distrito e documentos pertencentes em cada prateleira. Para a preservação da documentação no Prédio II foram criados caixotes e confeccionadas portas de madeira nos 03 andares para facilitar o acesso à documentação durante a realização das obras.

     De acordo com laudo da CIENTEC, as fissuras no Prédio I foram causadas pelo intenso fluxo de veículos no estacionamento da Assembléia Legislativa, localizado em cima do prédio. Cabe salientar que a movimentação de veículos neste estacionamento persiste, exigindo reparos frequentes na estrutura do Prédio I. Estas fissuras foram motivo relevante para que se desencadeasse a reforma. Ao invés de retirar totalmente o reboco do Prédio I, optou-se pela remoção total da cal e aplicação de impermeabilizante, já que o reboco apresentava boas condições. As fissuras nas abóbodas na cobertura do prédio foram reparadas com adesivo elástico e reboco fino de reparo.

    No Prédio II foi feita a remoção de reboco em locais específicos onde apresentava deterioração por umidade, aplicação de impermeabilizante e recobrimento geral com tinta. A construção de uma passarela coberta de policarbonato entre os Prédios II e III foi a solução adotada para preservar a documentação durante seu transporte em dias de chuva.

   Quanto à prevenção de incêndios, optou-se pela utilização de mangotinhos e extintores devidamente distribuídos. A utilização de sprinklers foi descartada, pois ocasionaria na perda total da documentação.A pintura das paredes, interna e externa, foi totalmente recuperada e os exaustores dos Prédios I e II receberam manutenção.

      Com a restauração dos demais prédios, viu-se a necessidade de restaurar o Prédio III, até então ocupado pela Junta Comercial. Foram realizados os reparos hidráulicos e elétricos mais urgentes, lavagem e pintura das paredes internas e externas, assim como a pintura das esquadrias e janelas. O prédio possui 03 andares da construção, sendo térreo destinado ao setor de atendimento ao cidadão e a sala de pesquisa.

    A reforma concluída em 26/06/2001 trouxe além da preservação da documentação, segurança para todos que trabalham no APERS. Cabe enfatizar que durante a restauração nenhum dos serviços prestados pelo APERS foi interrompido. O atendimento à comunidade prosseguiu, além disso, os pesquisadores habituais foram informados sobre a reforma e mantiveram seus estudos.

    A última grande reforma ocorreu no ano de 2010, no terceiro andar do Prédio III. A reforma deste andar serviu para melhor acomodar as equipes de trabalho.

Termo audiência sobre condições Prédios – Parte I

Termo audiência sobre condições Prédios – Parte II

Ofício solicitando parecer sobre condições Prédios

___________________________________________________________________

Desocupação Prédio I

Caixotes de proteção Prédio II – Vista externa

Caixotes de proteção Prédio II – Vista interna

______________________________________________________________________

Passarela entre os Prédios II e III

3º andar Prédio III antes da reforma

3º andar Prédio III após reforma

%d blogueiros gostam disto: