Atendimento Sala de Pesquisa: horário diferenciado nessa sexta-feira

Deixe um comentário

2019.06.26 Aviso Horário Sala de Pesquisa

Normas de Atendimento na Sala de Pesquisa e Instruções aos Novos Pesquisadores

Deixe um comentário

    Temos sob nossa custódia acervos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário (clique aqui para saber mais) que encontram-se parcialmente organizados e disponíveis para consulta. Alguns dados, inclusive, estão indexados em nosso sistema de consulta online, assim, é possível pesquisar os dados dos documentos via internet, acessando aqui. Caso localize algum documento de interesse, o próprio link direciona para que nos solicite via e-mail. Para melhor entendimento sobre como se dará o seu atendimento, disponibilizamos o passo a passo:

  • Após solicitar os documentos de seu interesse, verificaremos se estão disponíveis. Em caso positivo, enviaremos o Termo de Responsabilidade para que nos forneça os dados básicos para que possamos cadastrá-lo e gerar o pedido em nosso sistema.
  • Os documentos solicitados estarão disponíveis em até 36 horas úteis. Enviaremos e-mail informando a data de liberação.
  • Os documentos ficarão disponíveis por 10 dias corridos, após o aviso de disponibilização.
  • Quando vier para iniciar sua pesquisa, deverá neste momento assinar o Termo de Responsabilidade.
  • Para fazer uma nova solicitação, após a primeira pesquisa, é necessário devolver todo o material pesquisado anteriormente. Caso seja realizado novo pedido, entenderemos que os anteriores estão liberados.
  • Coloque o material já pesquisado no mesmo local da retirada (armários) e devolva a chave às atendente após a pesquisa.

Atenção:

  • Se o pedido for feito por e-mail, lembre-se que ele só será lido em horário de expediente (segunda a sexta, das 8h30 às 17 h) não fechamos ao meio dia. Pedidos enviados aos fins de semana só serão vistos na segunda-feira subsequente.
  • Caso o e-mail demore a ser respondido, entre em contato conosco pelo telefone: 3288-9104. Existe uma chance de ele não ter chegado para nós!

Para termos uma melhor experiência de atendimento na Sala de Pesquisa do APERS, pedimos a atenção para algumas orientações:

  • Tenha cuidado no manuseio do acervo. Lembre-se que são documentos únicos, de inestimável valor histórico.
  • Recomendamos a utilização de luvas (não fornecemos luvas).
  • Por questões de preservação, não fazemos cópias. Os documentos podem ser fotografados sem uso de flash, e caso necessário, as cópias poderão ser impressas e trazidas para que façamos a autenticação sem custos; não ficam prontas no mesmo dia.

Links relacionados:

Pesquisando no Arquivo: acervos custodiados pelo APERS

Acervos do Poder Judiciário e seus concessionados

Acervos do Poder Executivo

Publicações APERS

Atendimento Sala de Pesquisa – Horário diferenciado

Deixe um comentário

Com o objetivo de comemorar o aniversário de 112 anos do Arquivo Público do RS, desenvolvemos diversas atividades. Desta forma, na próxima quinta-feira, dia 08 de março, nossa Sala de Pesquisa estará aberta com horário diferenciado das 8h30m às 14h.

Mais detalhes da programação clique aqui. Venha participar!

Pesquisando no Arquivo: acervos custodiados pelo APERS

Deixe um comentário

O Arquivo Público do RS, como instituição detentora de importantes fontes históricas para o Estado, mantém sob sua custódia acervos oriundos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e seus concessionados, Registro Civil e Tabelionatos e infinitas possibilidades de pesquisa aos interessados. Pensando em melhor atendê-lo disponibilizamos abaixo de uma forma descritiva os acervos custodiados pelo APERS.

Poder Legislativo

Processos de alterações territoriais de municípios do Estado.

Datas – limites: 1953 a 1994

Poder Judiciário

Processos – Crimes, Medição de terras, Habeas-corpus, Inventários, Testamentos e outros, da maioria das comarcas do Estado.

Datas – limites: 1763 a 1975

Tabelionatos

Os livros de notas são organizados conforme o tipo de ato lavrado. Desse modo, podemos encontrar livros notariais de contratos, transmissões e notas, procurações, testamentos. Constam nomes das partes, data, tipo de escritura e demais informações necessárias à formalização do ato. As cartas de liberdade referentes ao período da escravidão no RS – de 1763 a 1888 estão digitalizadas e disponíveis para pesquisa via portal do APERS. Instruções de como pesquisar no portal disponíveis aqui.

Datas – limites: 1763 a 1985

Registro Civil

Certidões de nascimento, casamento, óbito: referentes ao período de 1929 à 1975, esse período pode apresentar falhas, pois nem todos os cartórios dos municípios enviaram o acervo completo ao Arquivo (APERS). Essa documentação não está informatizada é o próprio usuário que pesquisa nos livros.

Datas – limites: 1929 a 1975

Habilitações de casamento: A habilitação para a união em matrimônio é o processo pelo qual é verificado o atendimento das exigências legais para a celebração do casamento. Assim, os noivos devem apresentar perante o Ofício de Registro Civil: certidão de nascimento ou documento equivalente; se menores de 18 anos, autorização das pessoas sob cuja dependência legal estiverem (pais, tutores), ou o alvará judicial que comprove o suprimento; declaração de duas pessoas maiores, parentes ou não, que atestem conhecer os noivos e afirmem não existir impedimento; memorial, que é documento de declaração do estado civil, domicílio e residência dos contraentes e de seus pais; havendo casamento anterior, certidão de óbito do cônjuge falecido, certidão do trânsito em julgado da sentença de anulação do casamento anterior ou do registro da sentença de divórcio. Pare de nossos processos de habilitação de casamento possuem imagens liberadas para pesquisa online , para saber como pesquisar clique aqui.

Datas – limites: 1890 a 1985

Poder Executivo

O acervo é constituído de documentos produzidos pelos órgãos da Administração Direta e Indireta do Estado, datados de 1868 a 2018. O quadro de arranjo constitui-se de fundos, considerando-se “fundo” as secretarias de Estado, autarquias, fundações e empresas de economia mista. Possuímos sob nossa custódia acervos oriundos da Secretaria da Justiça, da Fazenda, de Coordenação e Planejamento, da Administração (Concursos), Casa Civil, Tesouro do Estado e Gabinete do Governador além dos acervos do Hospital Psiquiátrico São Pedro, Companhia Riograndense de Laticínios e Correlatos (Corlac), Terras Públicas, Instituto de Carnes, Polo Petroquímico, Comissão Especial Ex Presos Políticos, Comissão Estadual da Verdade (CEV/RS) e Acervo Administrativo do APERS. O acervo é de caráter intermediário e permanente, organizado parcialmente.

Datas – limites: 1868 a 2018.

Além dessa documentação o APERS possui outros instrumentos de pesquisas produzidos pela equipe técnica e anais de eventos realizados pela instituição, e artigos e trabalhos acadêmicos que tem as ações do Arquivo ou seus acervos como referências, para acessá-los clique aqui.

Parte do nosso acervo já encontra-se com os dados indexados (digitados) em nosso sistema de consulta online. Desta forma, você pode fazer a busca clicando aqui. Caso localize algum documento de interesse, o próprio link direciona para que nos solicite via e-mail.

Lembramos que o atendimento de nossa Sala de Pesquisa acontece de segunda-feira a sexta-feira, das 08h30min às 17h. Para iniciar suas pesquisas é necessário se cadastrar como pesquisador e preencher um Termo de Responsabilidade. Para mais informações entre em contato pessoalmente ou pelo e-mail: saladepesquisa@planejamento.rs.gov.br

APERS no Jornal BB

Deixe um comentário

Recentemente o APERS foi parabenizado pelo seu atendimento na última edição do Jornal BB, um jornal familiar com circulação há mais de 30 anos. Nessa edição o nosso pesquisador, Pércio Branco, faz um agradecimento pelos serviços prestados. Agradecemos pelo reconhecimento e esperamos a sua visita em nossa instituição. Agende sua pesquisa conosco através do e-mail saladepesquisa@smarh.rs.gov.br. Estamos sempre abertos à comunidade! Clique aqui para acessar a edição N° 368 do Jornal BB, a referência ao APERS está na página 06.

Expediente do APERS nos feriados de fim de ano

Deixe um comentário

Atendimento APERS: horário de expediente diferenciado

Deixe um comentário

Atendimento APERS

Deixe um comentário

Para mais informações, clique aqui.

Atendimento Sala de Pesquisa – Horário diferenciado

Deixe um comentário

Na próxima quarta-feira, dia 07, nossa Sala de Pesquisa estará aberta para pesquisa das 13 horas às 17 horas. Durante o período da manhã o Arquivo Público do RS será cenário para a realização das filmagens do filme “Legalidade”. Segue aqui maiores informações sobre o filme. Os pesquisadores interessados em consultar documentos em nossa Sala de Pesquisa, podem enviar e-mail para saladepesquisa@smarh.rs.gov.br e solicitar seu atendimento!

Atendimento APERS: horário de expediente diferenciado

Deixe um comentário

Comarca de Vacaria – Indisponível para consulta

Deixe um comentário

O Arquivo Público do RS, visando melhor atender aos usuários da Sala de Pesquisa, informa que a Equipe de Indexação está digitando os dados referentes aos processos judiciais da Comarca de Vacaria, Acervo do Poder Judiciário, no sistema de Administração de Acervos Públicos – AAP, o que acarreta na indisponibilidade de acesso aos documentos para pesquisadores.

A comarca, em levantamento prévio, tem em torno de 230 caixas, que serão analisadas e indexadas, tão logo o trabalho se encerrar, os processos estarão disponíveis para consulta tanto na Sala de Pesquisa, quanto os seus dados via portal do Arquivo e RS móvel.

Transferência do acervo Justiça Federal sob custódia do APERS à Justiça Federal

Deixe um comentário

    No Diário Oficial do Estado de 05 de janeiro de 2017, foi publicada a Portaria com o Termo de Transferência de Documentos que formalizou a transmissão dos processos judiciais findos, produzidos na primeira fase de existência da Justiça Federal no Rio Grande do Sul, no período de 1890 a 1937, que se encontravam sob a guarda do Arquivo Público do Estado do RS à Justiça Federal de 1º Grau – Seção Judiciária do RS.

   Na última segunda feira, dia 09 de janeiro, se deu a efetivação da mudança dos 43,65 metros lineares (291 caixas) de documentos. A partir de agora, os usuários que desejarem pesquisar este acervo devem se dirigir ao Memorial da Justiça Federal do RS. Clique aqui para acessar o processo administrativo que tratou da questão.

Notícias relacionadas:

Acervo Justiça Federal sob custódia do APERS será transferido à JF – 1ª Grau

Transferência acervo Justiça Federal sob custódia do APERS à JF – 1º Grau

Atendimento APERS

Deixe um comentário

2016-12-29-expediente-apers

Transferência acervo Justiça Federal sob custódia do APERS à JF – 1º Grau

Deixe um comentário

No Diário Oficial do Estado de 27 de dezembro foi publicada a Portaria SMARH nº 175/2016 que constitui a Comissão Especial de Transferência de Documentos, com a finalidade de promover o levantamento e a identificação dos processos judiciais findos, produzidos na primeira fase de existência da Justiça Federal no Rio Grande do Sul, no período de 1890 a 1937, que se encontram sob a guarda Arquivo Público do Estado do RS.

Conforme a Portaria, a entrega do acervo será efetivada mediante publicação de Termo de Transferência de Documentos, chancelado pelos dirigentes máximos das instituições e publicado no Diário Oficial do Estado. Clique aqui para acessar a portaria.

Notícia relacionada:

Acervo Justiça Federal sob custódia do APERS será transferido à JF – 1ª Grau

Acervo Justiça Federal sob custódia do APERS será transferido à JF – 1ª Grau

Deixe um comentário

Em 30 de setembro último o Arquivo Público do RS, departamento da SMARH, recebeu ofício da Justiça Federal do RS, em que solicita a entrega dos processos judiciais findos, produzidos na primeira fase de existência da Justiça Federal (1890-1937), atualmente sob custódia deste departamento.

A documentação da Justiça Federal do RS referente ao período foi encaminhada ao trâmite e ao acervo do Tribunal de Justiça do RS quando da sua extinção, e, posteriormente, recolhida e, confiada a guarda a este Arquivo Público. Sendo, à época, esse o trâmite natural da destinação da documentação pública do Estado.

A partir desta demanda, a equipe técnica do Arquivo Público do RS, elaborou manifestação justificando a permanência do acervo. A qual foi apresentada em reunião ocorrida dia 09, sexta-feira, pela diretora do departamento, Aerta Moscon, ao secretário da SMARH, Raffaele Marsiaj Quinto Di Cameli e aos representantes da Justiça Federal de 1º grau – Seção Judiciária, Eduardo Tonetto Picarelli, juiz federal, Rita da Rosa, diretora do Centro de Memória, e Tassiara Kich, arquivista.

Na reunião se deliberou que o acervo composto por processos judiciais findos, produzidos na primeira fase da Justiça Federal serão transferidos à Justiça Federal de 1º grau – Seção Judiciária e disponibilizados no Memorial da Justiça Federal do RS. Para tanto, as equipes do Arquivo Público do RS e da Justiça Federal trabalharão em conjunto para a efetivação da transferência e, ao longo dos próximos meses, será emitido ato com tal determinação.

Atualizado em 28.12.2016

Atendimento APERS: horário de expediente diferenciado

Deixe um comentário

2016-12-02-expediente-apers

Atendimento APERS

Deixe um comentário

2016-11-09-expediente-apers

Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Novembro 2016

Deixe um comentário

2016-11-09-sala-de-pesquisa

Pedidos de documentos Sala de Pesquisa

Deixe um comentário

     Informamos aos pesquisadores do Arquivo Público do RS que durante o período em que a central telefônica estiver parcialmente funcionando, pedidos de documentos para consulta em nossa Sala de Pesquisa deverão ser feitos somente presencialmente ou por e-mail. A Sala de Pesquisa do APERS abre de segunda a sexta, das 8h30 às 17h sem fechar ao meio-dia e nosso e-mail para contato é saladepesquisa@smarh.rs.gov.br

Notícias relacionadas:

Contato com o APERS por telefone

Informamos que o problema foi solucionado.

Atualizado em 09.11.2016

Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Outubro 2016

Deixe um comentário

2016-10-05-sala-de-pesquisa

Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Setembro 2016

Deixe um comentário

2016-09-14-sala-de-pesquisa

APERS Entrevista: Caroline Acco Baseggio

Deixe um comentário

2016.08.31 APERS Entrevista CarolineCaroline Acco Baseggio é graduada em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e cursa especialização em História do Rio Grande do Sul na Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Atualmente, atua na Sala de Pesquisa do Arquivo Público do RS e no Projeto Os Caminhos da Matriz. Confira nossa entrevista com Caroline em alusão ao dia do historiador:

Blog do APERS: Caroline, você poderia comentar um pouco sobre como decidiu cursar História?

Caroline: Até o 2º ano do ensino médio, eu queria ser jornalista esportiva e trabalhar em rádio. Sempre gostei muito de futebol, e lembro que na época estava surgindo a Débora de Oliveira na Bandeirantes aqui do RS (anos mais tarde me dei conta de como a representatividade é importante). A partir do 3º ano, as questões políticas e sociais começaram a me tocar mais, e então pensei em procurar um curso em que pudesse estudar e aprender mais sobre a realidade, a economia, política… a opção pela História surgiu naturalmente De forma nada modesta, o que eu queria mesmo era mudar o mundo. Hoje, sei que poderia ter cursado Psicologia, Direito, Ciências Sociais e, todas essas áreas, de alguma forma, me ajudariam nesse objetivo de entender o ser humano e a realidade em que ele vive, que constrói para si mesmo.

Blog do APERS: No Arquivo Público do RS, tu tens colaborado especialmente com a área de acesso, atuando junto aos pesquisadores na Sala de Pesquisa. No teu entendimento, qual pode ser a contribuição de um(a) historiador(a) neste importante espaço de uma instituição arquivística?

Caroline: Desde que entrei no Apers, há quase 2 anos e meio, tenho refletido e tentando entender qual o papel de um Historiador no acesso. Na Universidade, pelo menos na minha formação na Ufrgs, não tocávamos nesse tipo de questão. Então, o que entendo sobre o papel do historiador nesse espaço vem muito da prática. Penso que cabe ao Historiador mediar, fazer uma espécie de meio-de-campo entre o Acervo, os instrumentos de pesquisa e os pesquisadores que nos procuram. Exercitar uma escuta mais atenta, tentando pensar, a partir das temáticas e problemas de pesquisa que estes usuários nos trazem quais documentos podem auxiliar. Ter um conhecimento mínimo de outros acervos, para poder indicar locais e fontes, estar atualizada sobre a produção acadêmica e debate historiográfico também são importantes.

Blog do APERS: Tens atuado no Projeto Os Caminhos da Matriz, que em parceria oportuniza visitas guiadas às instituições de memória que circundam a Praça da Matriz. Como tem sido a experiência de difundir o APERS para um público diverso, que muitas vezes não é da área de arquivos ou da história?

Caroline: Então, este é o segundo ano que estou a frente do Projeto, ano passado fazia a parceria com outra colega, a Giglioli. Inicialmente eu tinha bastante dificuldade, achava as visitas pouco proveitosas para o público e isso me frustrava. No início deste ano pude participar das reuniões iniciais com as colegas das outras instituições e isso me ajudou a amadurecer, no sentido de entender que o importante para este público que nos visita aos sábados muitas vezes é somente conhecer, saber que existe escondido no centro de Porto Alegre uma instituição centenária que guarda milhões de documentos e que a maioria nem fazia ideia! Diminui a expectativa de fazer uma visita guiada cheia de informações sobre o Acervo e passei a curtir bem mais o trabalho.

Blog do APERS: A partir de tua experiência no Arquivo Público do RS, qual perfil acreditas que o historiador que atua na área de arquivos deve ter?

Caroline: Acredito que principalmente ser alguém aberto ao diálogo e flexível. Que saiba trabalhar em equipe e disposto a aprender.

Blog do APERS: Enquanto historiadora, podes comentar alguma situação inusitada ou maior desafio vivenciado?

Caroline: A prática de atendimento ao público é sempre algo complicado. Tu lida com anseios, prazos, expectativas. Pessoas que precisam do documento para “ontem”. O maior desafio é lidar com esses aspectos. Há pouco tempo, atendi uma menina que chorou na minha frente, pois precisava de um documento para cidadania italiana e não tínhamos, e ela não aceitava, não entendia. Mas o público, apesar disso, dá muito retorno, é gratificante ver o desenvolvimento das pesquisas, acabei aprendendo a gostar desse contato e a fazer amizades, sentir falta quando algum pesquisador não vem.

Blog do APERS: Para que conheçamos um pouquinho mais sobre você, nas horas vagas quais são tuas atividades preferidas de lazer?

Caroline: Eu gosto de estar com meus amigos, fazer uma janta, beber um vinho. Conversar sobre a vida, o ser humano, “filosofar” mesmo. Dar uma escapada em Canoas no fim de semana, minha cidade do coração, visitar a mãe, o mano, o Pighino (meu cachorro de dez anos).

Blog do APERS: Em alusão ao Dia do Historiador, 19 de agosto, deixe uma mensagem à classe!

Caroline: Eu acho a profissão apaixonante, sem dúvida. Mas precisamos lutar pela profissionalização, pela reserva de mercado, assumir um caráter mais profissional nesse sentido, não termos tanto pudor ao defender nosso espaço. E tudo isso passa pela regulamentação da profissão.

Notícias relacionadas:
APERS Entrevista: Nôva Marques Brando
APERS Entrevista: Clarissa de Lourdes Sommer Alves

Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Agosto 2016

Deixe um comentário

2016.08.03 Sala de pesquisa

Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Julho 2016

Deixe um comentário

2016.07.06 Sala de pesquisa

Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Junho 2016

Deixe um comentário

2016.06.01 Sala de pesquisa

Atendimento APERS: horário de expediente diferenciado

Deixe um comentário

2016.05.04 Expediente APERS

Sábado de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – Maio 2016

Deixe um comentário

2016.05.04 Sala de pesquisa

Reformulação da Sala de Pesquisa do APERS

1 Comentário

2016.04.27 Reformulação Sala de Pesquisa   A Sala de Pesquisa do Arquivo Público do Estado está de cara nova! Parte do espaço anteriormente destinado à sala foi reformulado para poder atender os pesquisadores de maneira mais adequada.

   Esperamos a todos de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 17h, sem fechar ao meio-dia!

Atendimento APERS: funcionamento Sala de Pesquisa

Deixe um comentário

2016.04.14 Expediente Sala de Pesquisa

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: