Hoje, seguindo nossa série de postagens a respeito de ações educativas desenvolvidas por arquivos, apresentamos uma ótima experiência, para não dizer exemplar experiência de instituição arquivística que construiu, ao longo de alguns anos, importantes, qualificadas e significativas atividades pedagógicas. Referimo-nos às ações educativas propostas pelo Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP).

Ações Educativas APESP

Conforme definição institucional, o Núcleo de Ação Educativa do APESP tem como atribuição elaborar programas educativos com o objetivo de aproximar o Arquivo Público do Estado de São Paulo de instituições educacionais e da sociedade em geral. Para alcançar tal objetivo, a instituição conta com uma série de atividades voltada para professores, alunos da educação básica, público especializado e público em geral. Conforme Barbosa e Silva (2012), servidoras do APESP, “todas essas ações visam atingir o usuário final da informação, seja o aluno, o professor, o pesquisador, o cidadão em geral. Sua função é a de mostrar o potencial do acervo; transformar o documento bruto em pesquisa; incitar a investigação; sugerir interpretações das fontes; produzir leituras da história, dar a conhecer o universo documental com a linguagem que o público final entende”.

Para os professores e alunos de graduação, o APESP possui três propostas: (1) Oficinas Pedagógicas, (2) O Professor no Arquivo e (3) Coleção Ensino e Memória. A primeira trata-se de oficinas nas modalidades a distância e presencial que possuem como objetivo discutir as possibilidades do uso de documentos de arquivo na sala de aula. A segunda, são oficinas temáticas a partir de documentos do arquivo que apresentem potencialidades do acervo com fonte de pesquisa e ensino. E a terceira é a elaboração e disponibilização de uma coleção cujos volumes são organizados por temáticas históricas, compostos por textos e sugestões de atividades.

Para o Ensino Fundamental e Médio são ofertadas duas atividades: (1) Ateliê Infantil, que atende às séries iniciais do Ensino Fundamental e que objetiva a sensibilização das crianças para a importância da preservação do patrimônio histórico documental; (2) Sala de aula no Arquivo, destinada às séries finais do Ensino Fundamental e ao Ensino Médio, composta por cinco aulas temáticas oferecidas a partir do acervo documental da instituição.

Uma outra frente ocupada pelo Núcleo de Ações Educativas é a construção de Exposições Virtuais, conteúdo do site que vale muito a pena ser visitado. Nelas são divulgados diferentes conjuntos documentais e sugestões de atividades para o professor utilizar em sala de aula. Até essa data, encontramos onze exposições sobre os seguintes temas: Segunda Guerra; Charges, Caricaturas e Política; Oeste Paulista; Revolução de 1932; Ferrovias Paulistas; Manuscritos na História; A revolta da Chibata; Revolução de 1924; Futebol no Brasil: das origens à popularização; Imigração em São Paulo e 30 anos da Lei de Anistia no Brasil.

Para os servidores do APESP, é por meio de tais atividades pedagógicas e culturais que o Arquivo tem conseguido “defender a importância da instituição na preservação de parte de nossa história e divulgar as potencialidades do acervo, transformando o Arquivo em uma ferramenta a serviço e à disponibilidade da sociedade” (Barbosa; Silva, 2012).

Além das ações mencionadas acima, são oferecidas ao público Visita Monitorada, divididas em visita geral e visita técnica. Da mesma forma, Oficinas Técnicas, como de Paleografia e Conservação de Acervos Bibliográficos e Iconográficos.

Cabe notar, trata-se de um trabalho de fôlego, tanto pela elaboração das diferentes atividades quanto para sua oferta permanente, talvez um dos maiores desafios para instituições arquivísticas que desenvolvam projetos educativos, como salientam Andresa, Carla e Stanley, quando a tarefa é “transformar a documentação histórica dos arquivos em produtos que dialoguem com o público escolar e a sociedade em geral, de forma a promover a sua ampla democratização” (Barbosa; Freitas; Silva, 2014).

Fontes:
Página do Arquivo Público do Estado de São Paulo, disponível em: http://www.arquivoestado.sp.gov.br/site/
Ações Educativas a distância: relato de uma prática com professores no Arquivo Público do Estado de São Paulo de autoria de Andresa Barbosa, Carla Janaína de Freitas e Stanley Silva. Disponível em: http://rhhj.anpuh.org/ojs/index.php/RHHJ/article/view/114
Difusão em Arquivos: definição, políticas e implementação de projetos no Arquivo Público do Estado de São Paulo de autoria de Andresa Barbosa e Haike da Silva. Disponível em: http://www.revistaacervo.an.gov.br/seer/index.php/info/article/view/540/0
Anúncios