Oficina de Leitura de Documentos Judiciários – Edição de Verão!

Deixe um comentário

2020.01.08 oficina - edição de verão

Interessados(as) deverão baixar o formulário de inscrição e o termo de compromisso e enviá-los preenchidos para o e-mail rodrigo-weimer@planejamento.rs.gov.br até a data-limite de 20/01/2020.

Serão escolhidas três inscrições – considerando a data de recepção da ficha preenchida – que atenderem os pré-requisitos (pesquisar fontes do Arquivo Público e ter disponibilidade para frequentar o APERS com regularidade). Serão priorizados/as pesquisadores/as mais inexperientes no estudo de fontes judiciais. As inscrições poderão ser deferidas ou não, conforme o preenchimento das vagas. O resultado será divulgado na última semana de janeiro, e será realizada uma primeira reunião logo após.

Para baixar o Formulário de Inscrição, clique aqui.

Para baixar o Termo de Compromisso, clique aqui.

Aconteceu no APERS: “Close na Sala de Aula: Educar para a Diversidade”

Deixe um comentário

No dia 19 de outubro, último sábado, o Arquivo Público recebeu o curso “Close na Sala de Aula: Educar para a Diversidade”, organizado pelo APERS junto a diversas entidades da sociedade civil, particularmente o grupo Close e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

O “close certo” do dia foram profícuos debates sobre respeito à diversidade sexual e de gênero no ambiente escolar. Um dos momentos mais emocionantes foram os relatos de professorxs LGBTQI+ e suas experiências como educadorxs.

As portas do Arquivo sempre estão abertas no sentido de promover reflexões tendendo a uma sociedade mais inclusiva e que combata os preconceitos. Confira a baixo alguns registros do evento feitos por Muriel Freitas, e até a próxima!

Sábado no APERS será dia de “Close na Sala de Aula: Educar para a Diversidade”

Deixe um comentário

Quando iniciamos a divulgação em nosso blog, em 18 de setembro, do curso “Close na Sala de Aula: Educar para a Diversidade” já acreditávamos que essa é uma iniciativa fundamental, porém, não imaginávamos que seria acolhida tão rapidamente. Em poucos dias o número de solicitações de inscrição superou o número de vagas, e não voltamos a publicar sobre o tema por aqui.

Entretanto, o dia do evento aproxima-se, e embora não tenhamos mais vagas a disponibilizar, consideramos muito importante reforçar o chamado aos já inscritos, e divulgar os nomes das e dos palestrantes que farão desse encontro um momento especial de aprendizado, sensibilização e afirmação para a diversidade. Clique nas imagens para ampliar:

 

A quem se inscreveu, um até breve! Nos vemos no dia 18/10! Para todas e todos nós, que possamos seguir promovendo e apoiando debates em prol do respeito e da diversidade.

Participe do curso “Close na Sala de Aula: Educar para a Diversidade”

Deixe um comentário

2019.09.18 Close na sala de aula

O Arquivo Público do Estado está participando, junto com o grupo Close – Centro de Referência da História LGBTQI+ do RS, da organização do evento “Close na Sala de Aula: Educar para a Diversidade”. A iniciativa é um curso de formação de professores da Educação Básica voltado às temáticas de diversidade de gênero e sexualidade. Ocorrerá no dia 19 de outubro, sábado, no Auditório do APERS, é gratuito e as vagas são limitadas. Participe!

Informações e inscrições pelo e-mail: closehistoria@gmail.com.

APERS na II Semana Acadêmica do Curso de História da PUC – Aconteceu!

Deixe um comentário

Semana Acadêmica

Na última quinta-feira, a historiadora do APERS, Nôva Brando, participou da II Semana Acadêmica do Curso de História da PUCRS a convite dos estudantes que compuseram a Comissão Organizadora do Evento. Durante o turno da manhã, ofereceu a oficina “Historiadores em Arquivos: porquê?“, na qual problematizou a presença desses profissionais em arquivos públicos a partir da sua experiência no APERS.

Nôva apresentou a Instituição, suas principais funções e trabalhos, a partir do Acervo da Comissão Especial de Indenização a Ex-presos Políticos, no qual esteve pessoalmente envolvida durante os anos de 2013 a 2015. A ideia foi propor reflexões acerca do papel do historiador em um arquivo à luz das problematizações da história pública, tendo como ponto de partida um conjunto documental específico e num determinado contexto, aquele no qual o Estado brasileiro instaurou a Comissão Nacional da Verdade.

Também teve espaço para a participação daqueles que acompanharam a oficina. Foram reproduzidos processos dos ex-presos políticos Carlos Alberto Telles Franck, Dario Viana dos Reis, Elson Bidigaray, José Wilson da Silva e Pedro de Arbues Martins Alvarez. Com a característica de serem processos de ex-militares que se opuseram ao Golpe de 64 e que por isso sofreram perseguições e torturas, os documentos se transformaram em fonte para proposições de atividades de difusão de acervo na perspectiva de diálogo com questões do tempo presente, da história pública e da função social do historiador.

O Arquivo agradece pelo convite e pela participação dos estudantes e reconhece, mais uma vez, a importância desses encontros entre academia, experiências docentes e instituições de memória. Foi ótimo!

E se quiser dar uma espiadinha em parte do que foi apresentado, clica aqui!

Servidores do APERS participaram do Curso Gestão e Preservação de Documentos Digitais

Deixe um comentário

WhatsApp Image 2019-09-18 at 15.18.58

Palestrante Cláudia Lacombe / Arquivo Nacional

Entre os dias 10 e 12 de setembro, as servidoras e servidores do Arquivo Público Aerta Moscon, Ana Karina Uberti, Cléo Lopes, Juliano Balbon, Maria Cristina Fernandes e Renata Vasconcellos participaram do curso “Gestão e Preservação de Documentos Arquivísticos Digitais”, que foi realizado no auditório da Justiça Federal do Rio Grande do Sul, em uma parceria do Arquivo Nacional (AN) com o Conselho Nacional de Arquivos (Conarq).

As aulas foram ministradas por técnicos da área de gestão de documentos, da Coordenação-Geral de Gestão de Documentos (COGED) do AN e da Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos do Conarq, voltadas para servidores dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. O curso teve como objetivo a identificação dos documentos arquivísticos digitais produzidos na sua instituição, bem como apresentar noções básicas de como realizar a gestão arquivística e a preservação destes documentos.

Participe junto com o APERS da II Semana Acadêmica de História da PUC

Deixe um comentário

Imagem

Já estão abertas as inscrições para participação no minicurso Historiadores em Arquivos: por quê?. Nessa atividade, serão apresentados trabalhos que foram realizados por historiadores no Arquivo Público do Rio Grande do Sul, a partir do acervo da instituição, na perspectiva das problematizações da história pública e no contexto de atuação das Comissões Nacional e Estadual da Verdade. Além disso, tendo como ponto de partida reproduções de documentos do APERS, serão propostas atividades e provocadas reflexões acerca da importância da presença de historiadores em instituições de guarda de acervo, sobretudo públicas; da importância dos arquivos para a preservação, organização e garantia de acesso aos documentos; e das funções sociais que guardam consigo os arquivos, naquilo que diz respeito a ampliação do espaço de produção, do público que elabora e acessa informações e dos usos do conhecimento histórico.

A programação completa do evento pode ser acessada em II Semana Acadêmica do Curso de História, local no qual também são realizadas gratuitamente as inscrições. Faça já a sua e participe!

Servidor do APERS participa do 30º Simpósio Nacional de História

Deixe um comentário

Na semana entre os dias 15 e 19 de julho, o servidor Rodrigo de Azevedo Weimer, historiador do APERS, esteve presente no 30º Encontro Nacional de História, ocorrido na UFPE, Recife, Pernambuco.

2019.07.24 logo simposio nacional de historia

Além de assistir várias conferências e mesas redondas com intelectuais de destaque da historiografia nacional e internacional, houve a participação no simpósio temático “Clio sai do armário: homossexualidades e escrita da história”, coordenado por Rita Colaço e Elias Veras, no qual foi apresentada uma pesquisa sobre homossexualidade na década de 1930 no Rio Grande do Sul (pode ser lida clicando aqui), com base em processos criminais custodiados no Arquivo Público do RS. Destaca-se a discussão realizada no ST sobre a preservação de acervos relacionados à história LGBT e o papel das instituições arquivísticas.

2019.07.24 ST Simpósio Nacional de História

Oficina de leitura de documentos judiciários: inscrições abertas!

Deixe um comentário

2019.07.17 Oficina Leitura Docs Judiciais Cartaz 2

  • INSCRIÇÕES: O formulário de inscrição deverá ser baixado (clique aqui) e enviado preenchido para o e-mail rodrigo-weimer@planejamento.rs.gov.br até a data-limite (26/7/2019). Serão escolhidas três inscrições – considerando a data de recepção da ficha preenchida – que atenderem os pré-requisitos (ser estudante de mestrado, pesquisar fontes do Arquivo Público e ter disponibilidade para frequentar o APERS com regularidade). Serão priorizados/as pesquisadores/as mais inexperientes no estudo de fontes judiciais.
  • DIVULGAÇÃO DOS ACEITES: As inscrições poderão ser deferidas ou não, conforme o preenchimento das vagas. Resultados: primeira semana de agosto.
  • Será realizada uma primeira reunião com o/a mestrando logo após o aceite da inscrição.

Oficina de leitura de documentos judiciários: nova edição!

Deixe um comentário

2019.07.10 cartaz 1 - oficina

  • INSCRIÇÕES: O formulário de inscrição deverá ser baixado do blog do Arquivo (clique aqui) e enviado preenchido para o e-mail rodrigo-weimer@planejamento.rs.gov.br até a data-limite (26/7/2019). Serão escolhidas três inscrições – considerando a data de recepção da ficha preenchida – que atenderem os pré-requisitos (ser estudante de mestrado, pesquisar fontes do Arquivo Público e ter disponibilidade para frequentar o APERS com regularidade). Serão priorizados(as) pesquisadores(as) mais inexperientes no estudo de fontes judiciais.

  • DIVULGAÇÃO DOS ACEITES: As inscrições poderão ser deferidas ou não, conforme o preenchimento das vagas. Resultados: primeira semana de agosto.

  • Será realizada uma primeira reunião com o(a) mestrando(a) logo após o aceite da inscrição.

Núcleo de Conservação Arquivo Público do Estado de SP – Capacitação de Servidora do APERS

Deixe um comentário

Entre os dias 15 e 28 de maio, a servidora do APERS, Nôva Brando, realizou um curso de conservação e restauração de documentos junto ao Centro de Preservação | Núcleo de Conservação do Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP), responsável por ações de conservação preventiva, restauro, microfilmagem, digitalização, planejamento e confecção de acondicionamento adequado.

Imagem

Registros Paroquiais de Juquery – tratamento de documento em tinta ferrogálica.

Durante os dez dias em que esteve na instituição, a servidora cumpriu uma programação elaborada pelo Núcleo e esteve sob a supervisão, em todas as atividades práticas, dos servidores que trabalham na área de preservação, conservação e restauro. As atividades foram desde (1) Apresentação do Centro de Preservação – Núcleo de Conservação, Núcleo de Acondicionamento e Encadernação e Núcleo de Microfilmagem; (2) Visita Institucional com atenção as práticas de preservação e conservação nos diferentes Centros e Núcleos; (3) Práticas no Núcleo de Conservação, de acondicionamento e de encadernação; (4) Palestras de Química aplicada à conservação de documentos; (5) Conversa sobre Gerenciamento de Riscos. Para mais detalhes do curso, acesse o Relatório de Curso de Capacitação|Treinamento.

Como parte do projeto de instalação de um laboratório de restauração e da retomada das atividades sistemáticas de preservação no Arquivo Público do RS, o APERS aproveita esse espaço para agradecer tanto ao Arquivo Público do Estado de São Paulo quanto a Secretaria do Orçamento, Planejamento e Gestão do RS, pela oportunidade de capacitação da servidora em uma das instituições mais reconhecidas na área de preservação. Certamente a experiência compartilhada pelo APESP nos auxiliará na tão desejada instalação de um laboratório no APERS, na sua manutenção e no seu funcionamento, permitindo o cumprimento da nossa finalidade última: preservar a documentação de modo a permitir o acesso aos registros produzidos pela administração pública.

Oficina de leitura de documentos judiciários – Divulgação de Aceite

Deixe um comentário

Oficina de leitura de documentos judiciários – Inscrições

Deixe um comentário

Acesse o formulário de inscrição aqui, para mais informações clique aqui.

Oficina de leitura de documentos judiciários – Inscrições

Deixe um comentário

Acesse o formulário de inscrição aqui, para mais informações clique aqui.

Oficina de leitura de documentos judiciários – Inscrições

Deixe um comentário

      Estudante de graduação: você tem dificuldade na leitura de documentação judiciária? Vamos aprender na Oficina de leitura de documentos judiciários!

      Para se inscrever você deve baixar o formulário de inscrição (clique no link para acessar), ler com atenção, preenchê-lo e enviá-lo para o endereço eletrônico rodrigo-weimer@planejamento.rs.gov.br até a data-limite de 29/3/2019.

    Serão escolhidas três inscrições – considerando a data de recepção da ficha preenchida – que atenderem os pré-requisitos (ser estudante de graduação de História e estar envolvido/a em algum projeto de pesquisa, ter um/a orientador/a). Serão priorizados/as alunos/as mais inexperientes no estudo de fontes judiciais.

       A Oficina é gratuita e aos participantes será fornecido certificado de 20 horas.

Curso de Gestão Documental: inscrições abertas

Deixe um comentário

    O Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS), em parceria com a Escola de Governo e a Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), comunica que estão abertas as inscrições para mais uma edição do Curso de Gestão Documental.

    As inscrições podem ser feitas até 18 de setembro, na página da Escola de Governo, e o candidato deve seguir as orientações do Edital 21/2017, clique para acessar. O curso é destinado a servidores públicos estaduais do Poder Executivo do Rio Grande do Sul e estão disponíveis 40 vagas.

    As aulas são ministradas por servidores do APERS e ocorrem de 25 a 29 de setembro de 2017, sendo que a primeira aula será no auditório do APERS (Rua Riachuelo, 1031), as demais aulas na sede da Escola de Governo / FDRH (Av. Praia de Belas, 1595).

    Entre os objetivos, o curso visa divulgar o Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul (SIARQ/RS), a aplicabilidade dos instrumentos arquivísticos vigentes e a importância em realizar a gestão documental para preservar a história e a memória do Estado e de nossa sociedade.

Realizado Curso de Gestão Documental aos Servidores do APERS

Deixe um comentário

     Na última semana, de 03 a 07 de julho, foi realizada mais uma edição do Curso de Gestão Documental, desta vez, destinado aos servidores, estagiários e terceirizados do Arquivo Público do RS, teve como objetivo disseminar o conhecimento sobre as atividades de gestão documental desempenhadas pelo APERS, enquanto Órgão Gestor do Sistema de Arquivo do Estado do Rio Grande do Sul (SIARQ/RS).

    Durante todas as manhãs, as aulas foram realizadas no Auditório Marcos Justos Tramontini. No primeiro encontro teve a fala da historiadora Clarissa Sommer Alves, onde puderam compreender a importância de patrimônio histórico, memória.

    Nos dias seguintes, o arquivista Jonas Ferrigolo Melo ministrou as aulas que abrangeram gestão documental, conceitos arquivísticos, normativas estaduais e os instrumentos de gestão do SIARQ/RS, aliando sempre exemplos do dia a dia do serviço público e algumas dinâmicas para a interação dos participantes. Além disso, teve destaque a fala sobre a reorganização dos arquivos digitais do APERS salvos na rede, que será executada por todos que os utilizam.

     Para finalizar o curso, no último encontro os servidores realizaram atividades práticas conduzidos pelas arquivistas Maria Cristina Fernandes e Silvia de Freitas Soares; participaram de um exercício onde tiveram que analisar documentos para classificá-los e avaliá-los, de acordo com o Plano de Classificação de Documentos (PCD) e a Tabela de Temporalidade de Documentos (TTD) e preencher os registros para eliminação de documentos.

    A realização do curso, para o Arquivo Público, além de propiciar conhecimento e capacitar para a realização das atividades de gestão documental, foi uma oportunidade de integrar os servidores, estagiários e terceirizados.

Arquivo Público e Associação dos Arquivistas promovem curso de classificação de documentos

Deixe um comentário

Esta semana, no auditório do Arquivo Público do Estado, será realizado o curso “Classificação de Documentos de Arquivo”. Como ministrante, o renomado professor da Universidade de Brasília, Renato Tarciso Barbosa de Souza.

Com objetivo de capacitar arquivistas e profissionais atuantes nos arquivos sobre a elaboração de políticas de gestão de documentos, especialmente sobre a necessidade de elaboração de instrumentos de gestão de documentos, tais como o Plano de Classificação.

O curso tem carga horária de 12 horas-aula e tratará os seguintes assuntos: conceito de organização de documentos de arquivo: classificação, ordenação e arquivamento; os princípios de classificação; os princípios arquivísticos envolvidos na classificação de documentos; a estrutura de classificação; os níveis de classificação; as unidades de classificação; a denominação das unidades de classificação; as relações possíveis entre os níveis de classificação; a transformação dos processos e subprocessos em uma estrutura classificatória; a validação do instrumento de classificação.

O curso é promovido através da parceria entre a Associação dos Arquivistas do Estado do Rio Grande do Sul (AARS) e o Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS).

Mais informações sobre a Associação dos Arquivistas e seus eventos acesse a página oficial no Facebook.

 

APERS realizou mais uma edição do Curso de Gestão Documental

Deixe um comentário

    Nas manhãs de 27 a 31 de março, o Arquivo Público do Rio Grande do Sul (APERS) realizou mais uma edição do Curso de Gestão Documental, em parceria com a Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), Escola de Governo, e Departamento de Planejamento Organizacional (DEORG/SMARH).

    O curso, destinado a servidores do Poder Executivo do Estado, teve grande procura, totalizando 75 inscritos. Todas as 30 vagas disponibilizadas foram preenchidas e, conforme disposto no edital, 15 delas foram destinadas para servidores da SMARH, e os outros órgãos com participantes contemplados foram: AGERGS, DAER, DETRAN, FDRH, IGP, IRGA, SDSTJDH, SEMA e Secretaria dos Transportes.

    As aulas foram ministradas pelos arquivistas Jonas Ferrigolo Melo e Silvia de Freitas Soares. No primeiro dia, o encontro foi realizado no Arquivo Público, local no qual foram enfatizadas questões ligadas à memória, à história e a importância do patrimônio. Os servidores, também puderam manusear documentos permanentes e realizaram uma visita guiada ao conjunto arquitetônico do APERS.

    Os encontros seguintes foram realizados na FDRH e abrangeram essencialmente gestão documental. Durante as aulas foram intercaladas teorias arquivísticas, exemplos do dia a dia do serviço público e várias dinâmicas. Os servidores puderam expor sua interação com documentos, arquivos e a realidade de seus órgãos; compreender conceitos arquivísticos; tomar conhecimento da legislação e a importância da informação, de conhecer as funções e atividades de seu órgão.

    Teve destaque também o Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul (SIARQ/RS) e as normativas estaduais, onde os servidores foram instruídos sobre o Plano de Classificação de Documentos, a Tabela de Temporalidade de Documentos, os procedimentos para realizar classificação, avaliação, eliminação e recolhimento de documentos. Para praticar os ensinamentos, na última aula os servidores participaram de um exercício, onde tiveram que analisar documentos para classificá-los e avaliá-los e preencher os registros para eliminação de documentos.

    Com o conhecimento adquirido e a troca de experiências, os servidores estão melhores capacitados para realizar e difundir a gestão documental em seus locais de trabalho com colegas e gestores. E, mais do que conceitos, leis e atividades operacionais, os servidores discutiram e concluíram o quão importante é a gestão para o serviço público, não só a gestão documental, mas a gestão na sua totalidade, necessidade básica para desenvolvimento de uma organização.

Confira outras fotos do Curso de Gestão Documental, clicando aqui.

Curso de Gestão Documental: inscrições abertas

Deixe um comentário

Informamos que estão abertas as inscrições para o Curso de Gestão Documental, promovido pela parceria entre o Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS) e a Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), através da Escola de Governo.

As inscrições podem ser feitas até 17 de março, na página da Escola de Governo, e o candidato deve seguir as orientações do Edital 01/2017, clique para acessar. Estão disponíveis 30 vagas, sendo 15 restritas aos servidores da Secretaria Estadual da Modernização e Recursos Humanos (SMARH) e 15 vagas aos demais servidores.

O curso visa divulgar o Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul (SIARQ/RS), a importância em realizar a gestão documental e a aplicabilidade dos instrumentos arquivísticos vigentes. As aulas ocorrem de 27 a 31 de março de 2017, sendo que a primeira aula será no auditório do APERS (Rua Riachuelo, 1031), as demais aulas na sede da Escola de Governo (Av. Praia de Belas, 1595).

Curso de Gestão Documental para a SMARH: inscrições abertas

Deixe um comentário

curso-gestao-documental-smarh

    Informamos aos servidores da Secretaria Estadual da Modernização e Recursos Humanos (SMARH) que estão abertas as inscrições para o Curso de Gestão Documental, promovido pela parceria entre o Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS) e a Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), através da Escola de Governo.

    As inscrições podem ser feitas até 15 de novembro na página da Escola de Governo e o candidato deve seguir as orientações do Edital de Abertura 24/2016, clique para acessar.

    O curso ocorrerá de 21 e 25 de novembro de 2016, na FDRH e visa divulgar o Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul (SIARQ/RS), a importância em realizar a gestão documental e a aplicabilidade dos instrumentos arquivísticos vigentes.

APERS ministra Curso de Gestão Documental na FDRH

Deixe um comentário

     Na semana passada, o Arquivo Público do Rio Grande do Sul (APERS) em parceria com a Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH) e Escola de Governo promoveram o Curso de Gestão Documental. As aulas foram realizadas nas manhãs de 26 a 29 de setembro, na FDRH, e ministradas pelos servidores do APERS: Clarissa Sommer Alves, Jonas Ferrigolo Melo, Maria Cristina Fernandes e Silvia de Freitas Soares.

    Dirigido a servidores públicos estaduais que atuam em setor de arquivo ou correlatos, o curso possibilitou disseminar a importância do patrimônio histórico e memória, da gestão documental, das normativas estaduais e do uso dos instrumentos de gestão do Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul (SIARQ/RS) aos participantes. O conteúdo teórico foi intercalado com dinâmicas, exemplos do dia a dia do serviço público e, como conclusão do curso, foram realizados exercícios de classificação e avaliação de documentos, proporcionando uma visão prática alinhada às teorias de gestão documental.

    A partir do conhecimento adquirido os servidores estão melhores capacitados a aplicar os procedimentos e operações técnicas que dizem respeito ao tratamento de documentos, desde sua produção, tramitação, uso, classificação e avaliação, visando sua eliminação ou guarda permanente. Sendo que, a efetiva gestão documental proporciona aos órgãos agilidade com os trâmites administrativos, facilidade de localização de documentos, otimização de espaço físico e recursos financeiros, além de fornecer subsídios para estratégias de responsabilidade socioambiental.

    Neste primeiro curso da parceria, participaram 30 servidores públicos de 17 órgãos estaduais: APERS, CEEE-GT, CORAG, DAER, DETRAN, DPE, EGR, FDRH, FEE, IRGA, SDECT, SECOM, SEDUC, SES, SMARH, SOP, TRENSURB.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Curso de Gestão Documental: inscrições abertas

3 Comentários

Curso Gestao Documental

    O Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS) e a Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), através da Escola de Governo, disponibilizam o Curso de Gestão Documental, que ocorrerá de 26 a 29 de setembro de 2016, na Fundação.

    Visando divulgar o Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul (SIARQ/RS), a importância em realizar a gestão documental e a aplicabilidade dos instrumentos arquivísticos vigentes, o curso é destinado a servidores que atuam em Arquivos.

   As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 14 de setembro, para se inscrever o candidato deve seguir as orientações do Edital de Abertura 18/2016, clique para acessar.

Lista de Inscritos – Curso Educação Patrimonial, Cidadania e Direitos Humanos: desafios do tempo presente.

Deixe um comentário

É com satisfação que divulgamos a lista de inscritos para o curso “Educação Patrimonial, Cidadania e Direitos Humanos: desafios do tempo presente”.

As atividades começam nesta sexta-feira, 26/08, às 14h, no auditório do Arquivo Público (Rua Riachuelo, 1031, Centro de Porto Alegre). Até lá!

Lista de Inscritos Curso Educ Patrimonial 2016

Acesse aqui a programação completa.

Inscreva-se no Curso “Educação Patrimonial, Cidadania e Direitos Humanos: desafios do tempo presente”.

5 Comentários

Confira a programação completa do curso:

Cartaz Curso PEP Profs Programação geral

Para solicitar participação, baixe a ficha de inscrição clicando aqui, e siga as instruções nela contidas.

Participe: PEP UFRG-APERS promove 6ª edição do curso anual de formação para professores!

2 Comentários

Imagem para notícia curso profs

       Problematizar e pensar juntos os desafios colocados à escola e à comunidade escolar em nossa sociedade contemporânea. Refletir sobre dificuldades e transformações, e construir caminhos que contribuam para qualificar os processos de ensino-aprendizagem, as relações humanas e a produção de conhecimentos nestes espaços. São alguns dos objetivos que motivam a oferta de mais uma edição do curso de formação para professores que vem sendo promovido pelo Programa de Educação Patrimonial UFRGS-APERS (PEP) desde 2011.

    Em 2016 o curso intitula-se “Educação Patrimonial, Cidadania e Direitos Humanos: desafios do tempo presente”, e iniciará no dia 26 de agosto, sexta-feira, às 14h. Serão sete encontros, sempre nas sextas, das 14h às 19:30h, com pausa para o lanche e convivência. Os temas abordados, sempre em uma perspectiva voltada ao trabalho nas escolas, serão: patrimônio cultural e educação; ditaduras e ensino na Educação Básica; liberdade docente e o projeto “Escola sem Partido”; relações étnico-raciais; estado laico e liberdade religiosa; diversidade e relações de gênero; e violência Direitos Humanos.

    A carga horária será de 40h com certificado, em um curso que envolverá palestras com debate, oficinas, relatos de experiência e rodas de conversa. As inscrições serão gratuitas, e iniciarão na próxima semana, dia 03 de agosto, quando divulgaremos a programação completa. O público-alvo são, especialmente, professoras e professores da rede pública de ensino com atuação efetiva em sala de aula. Caso as vagas não sejam todas preenchidas por estes, serão inscritos professores de redes privadas, educadores atuantes em espaços não formais de educação, e estudantes de cursos de graduação em licenciaturas.

 Informações podem ser obtidas pelo e-mail acaoeducativa@smarh.rs.gov.br.

    Programe-se, converse com colegas de sua escola e participem!

Capacitação de servidora do APERS em Conservação e Restauração de Documentos

Deixe um comentário

Imagem Blog

    No primeiro semestre deste ano, Nôva Brando, historiadora|TAC do APERS, realizou o módulo I do Curso de Conservação e Restauração de Bens Culturais com suporte em papel, couro e pergaminho na Oficina de Restauro Livro e Arte. Foram 120 horas, entre os dias 15 de março e 07 de julho, de capacitação sob a supervisão da professora Sílvia Jansson Breitsameter, conservadora-restauradora desde 1977.

    Durante o curso foi abordado a história, fatores de degradação do papel, Acidez e pH dos papéis e pigmentos da escrita. Também foram apresentados os principais papéis, materiais e utensílios empregados na restauração de documentos. Conceitos como conservação preventiva e conservação curativa, bem como a restauração foram problematizados. Também foi observado o código de ética do conservador-restaurador.

    Como exercício teórico e práticos foram trabalhados procedimentos de higienização de acervo documental, soluções adequadas para as manchas mais frequentes em documentos em formato de papel, técnicas de enxerto, obturação, reestruturação e planificação de documentos. Também foram realizados exercícios de restauração de documentos craquelados (isolamento de pigmento, velatura e laminação). Para os documentos devidamente recuperados e restaurados, suporte para armazenamento foram elaborados.

Professora Silvia e Nova     Em um segundo momento do curso, a conservação-restauração de livros foi abordada, a partir de procedimentos para higienização de livros e cuidados necessários a uma biblioteca. Na sequência, uma breve história da encadernação, fatores de degradação do livro, principais papéis e revestimentos empregados na restauração de livros e reconhecimento das partes do livro. As propostas para exercício foram a restauração de diferentes livros, atentando para capas soltas, lombadas danificadas, cantos de livros amassados ou rotos, perdas de revestimentos de lombadas e pastas, costuras danificadas, folhas soltas.

    Depois de quatro meses de curso, a capacitação da servidora para o desempenho qualificado de funções da instituição, tais como “realizar diagnósticos, planejar e desenvolver projetos de conservação preventiva e de preservação do acervo”, é indício da responsabilidade que o APERS tem com a preservação e a garantia das condições de acesso ao patrimônio documental do Estado.

Para saber mais do Curso:
Livro e Arte – Oficina de Restauro: http://restaurolivroearte.blogspot.com.br/

APERS e FDRH planejam curso sobre gestão documental

1 Comentário

2016.06.07 Reuniao APERS e FDRH_foto FDRH   Na tarde de ontem, terça-feira, Aerta Moscon, arquivista e diretora do APERS, Jonas Ferrigolo, arquivista e chefe da Divisão de Gestão Documental, e Clarissa Alves, historiadora e técnica em assuntos culturais da Divisão de Preservação, Acesso e Difusão do APERS, reuniram-se com o diretor-presidente da FDRH Jorge Fonseca, o direitor da Escola de Governo, Jean Silveira, e com os técnicos da Escola de Governo, Clarissa Sehnem e Anderson de Jesus, da FDRH, para debater a construção de um curso sobre gestão documental voltado aos servidores públicos do Estado do RS.

    A iniciativa, que faz parte das ações estratégicas previstas no Plano Plurianual do Arquivo Público para execução na atual gestão, vai ao encontro dos objetivos da FDRH e da Escola de Governo. A parceria foi pensada a partir da participação de técnicas do APERS em outro curso oferecido pela Escola de Governo, sobre “Centros de Documentação e Memória”. Na frequência aos encontros ficou evidente a grande demanda por formação na área de gestão de documentos, que viabilize a implementação das normas, atualização e aplicação dos instrumentos de gestão já existentes no Estado. O Arquivo, como órgão gestor do Sistema de Arquivos do Estado (SIARQ/RS) é responsável pelo incentivo e acompanhamento deste trabalho.

    Apontou-se para o oferecimento do curso ainda no segundo semestre de 2016, com carga horária entre 20h e 30h, que inclua momentos teóricos e práticos. Em breve divulgaremos novidades em nossas mídias!

Servidora do APERS participa do Curso de Elaboração de Projetos Sociais e SICONV

Deixe um comentário

Escola de GovernoA Escola de Governo (EG), por meio da Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), promoveu, de 10 a 13 de novembro e de 23 a 27 de novembro de 2015, o Curso de Elaboração de Projetos Sociais e SICONV (Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse, que tem como uma das finalidades facilitar as apresentações de projetos aos programas ofertados pelo Governo Federal).

Este curso se deu pela necessidade de capacitação dos servidores públicos para atuação no planejamento e na elaboração de projetos sociais, tendo em conta os aspectos mensuráveis, específicos, temporais, alcançáveis e significativos, de monitoramento e avaliação, visando captar recursos disponíveis e estratégicos para desenvolvimento e implementação de políticas públicas via construção de parcerias entre Estado e sociedade civil.

Foram disponibilizadas 30 vagas para servidores públicos e agentes sociais, das quais 05 foram de livre concorrência e 25 foram por indicação do Comitê de Recursos Humanos da Escola de Governo, na seguinte distribuição: Assembleia Legislativa (3), DAER (1), Defensoria Pública (3), FDRH (2), IPERGS (3), SDR (1), SEAPA (1), SEMA (1), SEPLAN (1), SETEL (2), SMARH (2), TJ (1), UERGS (2).

Participantes do curso SICONV

Pelo Arquivo Público do RS (APERS/SMARH), esteve participando deste curso a servidora Angelita Santos da Silva, Técnica em Assuntos Culturais; com o objetivo de aprender a utilizar as ferramentas corretas e ter conhecimento específico para atuar em planejamentos e em elaboração de projetos sociais, a partir da compreensão geral do portal de convênios – SICONV.

Para tal, o curso de 40 horas foi dividido em duas etapas:

  • Teórica, ministrada por Stella Bittencourt, cujo objetivo era o de apresentar os itens necessários para a elaboração e o planejamento de projetos voltados para as Políticas Públicas do Rio Grande do Sul, dando a conhecer tanto o que é um projeto social e as metodologias adequadas quanto a captação de recursos alinhados aos PPAs.
  • Prática, ministrada por Joanez Woschnack, cujas aulas foram desenvolvidas em ambiente virtual de treinamento, disponibilizado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, que introduziu o SICONV e possibilitou, a partir de usuário e senha disponibilizados para treinamento, uma simulação de execução, liquidação e prestação de contas de um projeto a ser avaliado.

No curso, mostrou-se desde o planejamento de um projeto, partindo da visualização de um problema e da estrutura da proposta, até o cadastramento no sistema e sua execução. O sistema é bastante complexo, mas também é uma possibilidade de se obter verba para implementação de projetos.

APERS participa da Oficina de Conservação e Restauração de Documentos

1 Comentário

Nos dias 26 de agosto, 02, 09, 16 e 23 de setembro de 2015, no Laboratório de Restauração do Centro Histórico-Cultural da Santa Casa, aconteceu a Oficina de Conservação e Restauração de Documentos, ministrada pela professora Maria Luisa Damiani. E o Arquivo esteve por lá. Com o apoio da Associação de Amigos do APERS (AAAP), as servidoras Marta Sica e Nôva Brando realizaram o curso, que teve como objetivo, desenvolver noções básicas em conservação e técnicas de restauração de documentos arquivísticos.

Nova, Maria Luisa, MartaEm meio a aulas teóricas, foram abordadas concepções a respeito da diferença entre preservação, conservação e restauração, além de princípios éticos e estéticos tais como, descartabilidade, legibilidade, o respeito a integridade dos documentos, a documentação da análise e do diagnóstico e a utilização de materiais e técnicas de conhecimento público. Também foram trabalhadas as causas de degradação dos papéis, tanto internas (acidez, tintas) quanto externas (iluminação, temperatura, poluição atmosférica, acondicionamento, manuseio incorreto, micro-organismo e insetos).

Na segunda aula, o curso focou-se em elementos mais práticos e as historiadoras do APERS puseram a mão no papel e no CMC (um tipo de cola utilizada nos procedimentos de restauração) de fato. De início, foram ensinadas algumas técnicas usadas tanto para a restauração de documentos avulsos quanto para a restauração de livros. Dentre essas técnicas, a preparação da cola CMC e da cola mista, o teste de pH (potencial Hidrogeniônico), e de resistência em pigmentos e manchas para fins de limpeza e desacidificação.

MartaDepois disso, passou-se a noções básicas de restauração de documentos que foram conduzidas conforme as etapas que seguem: (1) fotografia do documento; (2) início do preenchimento da ficha de identificação; (3) limpeza mecânica com trincha e pó de borracha; (4) testes de pH, pigmentos e manchas; (5) análise e identificação de problemas (acidez, presença de fungos, tintas); (6) tratamento químico (desacidificação); (7) consertos de acordo com as características apresentadas pelo documento que vão desde enxertos, obturação até velatura; (8) planificação e secagem; e (9) construção de embalagens em papel apropriado para guarda. As etapas não são estanques e, dependendo do estado do documento, a ordem das etapas pode ser alterada e algumas suprimidas.

NovaNa sequência, trabalhou-se noções básicas de conservação e restauração de livros. Antes disso foram apresentadas a composição dos livros, suas partes, e procedimentos inadequados para sua preservação e formas adequadas de conservação. Após, noções de restauro propriamente ditas conforme as etapas que seguem: (1) fotografias do livro; (2) início do preenchimento da ficha de identificação; (3) numeração; (4) desmonte; (5) limpeza mecânica com trincha; (6) testes de pH, pigmentos e manchas; (7) análise e identificação de problemas (acidez, presença de fungos, tintas); (8) tratamento químico (desacidificação); (9) consertos; e (10) reestruturação do suporte, remontagem dos cadernos, costura, encadernação.

Por fim, foi fornecido aos cursistas uma lista de materiais utilizados na restauração e de fornecedores especializados na comercialização de produtos e de maquinário para laboratórios de restauro que deverá ser muito útil ao APERS. O arquivo agradece a AAAP pelo apoio que possibilitou que duas das servidoras da instituição se qualificassem para o desempenho dessa que é uma das funções centrais de um arquivo de guarda permanente, a conservação e restauração dos documentos que estão sobre sua responsabilidade.

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: