Catálogo Secretaria da Justiça: processos administrativos de utilidade pública

Deixe um comentário

É com satisfação que publicamos o Catálogo Secretaria da Justiça: processos administrativos de utilidade pública, para acessá-lo clique aqui. Este catálogo faz um recorte no acervo da Secretaria da Justiça (1975 – 1991), liberado para pesquisa em fevereiro deste ano, a partir da descrição dos 697 processos de solicitação e de manutenção do título de utilidade pública de entidades que tinham como fim servir desinteressadamente a coletividade.

Estes documentos possibilitam diversas análises acerca da história do nosso Estado, e a elaboração do instrumento pretende aproximar este acervo dos usuários e instigar futuras pesquisas. O catálogo está organizado em ordem alfabética do nome das entidades que solicitam o título e/ou a sua manutenção, estando os verbetes distribuídos em ordem crescente da data de abertura dos processos. Boa leitura e boa pesquisa.

Notícias relacionadas:

Acervo disponível para pesquisa: Secretaria da Justiça

Pesquisando no Arquivo: Secretaria da Justiça I

Pesquisando no Arquivo: Secretaria da Justiça II

Pesquisando no Arquivo: Secretaria da Justiça III

Pesquisando no Arquivo: Secretaria da Justiça IV

Anúncios

AAAP/RS e o SINDIREGIS firmam Acordo de Cooperação

Deixe um comentário

   A Associação dos Amigos do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul – AAAP/RS firmou parceria com o Sindicato dos Registradores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul – SINDIREGIS, objetivando intermediar o descarte dos documentos destinados à eliminação, nas dependências dos Centros de Registro de Veículos Automotores – CRVAS.

    A venda deste material para reciclagem, além de uma prática sustentável, irá gerar recursos financeiros à AAAP que serão revertidos em projetos de melhorias estruturais dos prédios tombados do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul – APERS bem como no apoio às atividades e projetos histórico-culturais desenvolvidos pela Instituição.

    Para saber informações sobre a AAAP/RS clique aqui.

APERS em Números – Setembro 2017

Deixe um comentário

Confira alguns dados referentes aos serviços realizados no APERS durante o mês de setembro:

– Assessorias SIARQ/RS: 12

– Usuários atendidos: 408

– Cidadão: 283

– Usuários internos: 04

– Pesquisadores: 121

– Novos pesquisadores: 47

– Atendimentos aos usuários: 787

– Cidadão: 300

– Usuários internos: 05

– Pesquisadores: 482

– Indexação Sistema AAP: 1.192

– Oficinas de educação patrimonial: 03

– Visitas guiadas: 08

– Visualizações blog institucional: 15.984

Veja abaixo os gráficos de usuários atendidos e atendimentos realizados por dia no mês de setembro:

Gráficos de usuários atendidos e atendimentos realizados por dia no mês de setembro.

Clique aqui para saber mais sobre os serviços que o APERS presta a comunidade.

Visitas guiadas ao APERS – Setembro 2017

Deixe um comentário

No mês de setembro foram realizadas 8 visitas guiadas ao conjunto arquitetônico do Arquivo Público do RS. Visitaram nossa instituição:

Dia 11: visita realizada para 8 estagiários do curso de capacitação de oficineiros do Projeto de Educação Patrimonial do Arquivo Público.

Dia 15: pesquisadora Adriana Reis, estudante do curso de Guia de Turismo. O objetivo da visita foi conhecer um pouco mais sobre o Arquivo Público, relacionando conteúdos do curso com a visita na instituição.

Dia 18: os estudantes de graduação em História da ULBRA Valkiria Lands Teixeira e Edison da Silva Costa e o estagiário do APERS Douglas Etdt. O objetivo da visita foi esclarecer algumas questões referentes à estrutura do Arquivo, principais funções, histórico de criação, entre outros.

Dia 19: estudante da ULBRA Dante Strolbelt Winter. O objetivo da visita foi esclarecer algumas questões referentes à estrutura do Arquivo, principais funções, histórico de criação, entre outros.

Dia 21: 23 alunos de História da UNIPAMPA acompanhados do professor Renato Dal Sasso Freitas. O objetivo da visita foi conhecer o arquivo e o processo de formação dos arquivos em geral e do APERS em específico.

Dia 25: 6 alunos da Fundação La Salle Pão dos Pobres, acompanhados da professora Luciane Brum e do professor Juarez de Oliveira. O objetivo da visita foi proporcionar aos jovens maior conhecimento na área de história e também conhecer o conjunto arquitetônico do Apers.

Dia 26: 15 alunos do curso de Administração Pública da UERGS acompanhados do professor Mauro Mastella. Os objetivos esperados com a visita foram conhecer quem são os usuários do arquivo, como consultar, a importância de ser manter esses registros e os projetos de digitalização do acervo.

Dia 30: 5 participantes do projeto “Os Caminhos da Matriz”. O objeto da visita e do projeto é sensibilizar a população sobre a importância da preservação do patrimônio edificado do entorno da Praça da Matriz e, especificamente no Arquivo Público, da documentação custodiada.

Guias: Caroline Acco Baseggio, Carlos Henrique Armani Neri e Giglioli Rodrigues.

Lembramos que oferecemos, semanalmente, visitas guiadas ao conjunto arquitetônico, com duração de 1h30min, nas segundas-feiras às 14h30min e nas sextas-feiras às 10h. Agende sua visita pelo e-mail visitas@smarh.rs.gov.br ou ligue para (51) 3288 9127.

Atividades SIARQ/RS – Setembro 2017

Deixe um comentário

O Arquivo Público do RS, enquanto Órgão Gestor do Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul – SIARQ/RS, atua para efetivar a gestão documental nos órgãos do Poder Executivo. Durante o mês de setembro os servidores participaram de reuniões de assessoria técnica, reuniões de comitês e grupos de trabalho, que listamos abaixo:

Dias 01 e 13: os arquivistas Marta de Araújo e Cléo Belicio (APERS) estiveram na Defensoria Pública do Estado (DPE), para prestar orientações sobre levantamento documental, a fim de a DPE elaborar seus instrumentos de gestão documental.

Dias 06, 13, 18, 22 e 27: os arquivistas Jonas Melo, Maria Cristina Kneipp Fernandes e Renata Vasconcellos (APERS) estiveram na Secretaria da Educação (SEDUC), Arquivo Central da Secretaria, para prestarem orientações quanto à classificação e avaliação de documentos, na organização do acervo na SEDUC. Nas reuniões de 06 e 18 foram abordadas questões relativas aos Sistemas SPI e PROA.

Dias 12 e 25: os arquivistas Maria Cristina Kneipp Fernandes e Renata Vasconcellos estiveram na Sede Complementar do Centro Administrativo Fernando Ferrari (SECOM/CAFF), acompanhando e prestando orientações para a realização das atividades dos estagiários Ederson Silva da Silva e Tiago Costa, na organização do acervo da Divisão de Pessoal (DIPES/DEADM/SMARH).

Dias 14 e 28: os arquivistas Cléo Belicio Lopes e Jonas Ferrigo Melo participaram das reuniões do Comitê Gestor do PROA, realizadas na Sala de Gestão da SMARH, onde foram analisadas as demandas recebidas dos órgãos usuários e outros temas relacionados à implantação do Sistema.

Dia 21: os arquivistas Aerta Moscon e Cléo Belicio (APERS) estiveram na Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), participando de reunião para orientações sobre gestão documental. Participaram pela SPGG: Irma Macolmes e Fernando Moraes.

Dia 27: arquivistas do APERS estiveram na Divisão de Protocolo Arquivo e Informações (DIPRO/DEADM/SMARH), participando de reunião para definições sobre recolhimento de acervos ao APERS. Participantes: Samantha Signor (DIPRO); Cléo Belicio, Maria Cristina Fernandes e Renata Vasconcellos (APERS).

Dia 28: as arquivistas Maria Cristina Kneipp Fernandes e Silvia de Freitas Soares, estiveram em reunião na Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), com o objetivo de orientar sobre eliminação de processos administrativos da área financeira, prescrição dos prazos. Representando a SEMA: Gladis de Mello Bento, Eva Vilma Soares de Lucca, Leonardo Baleeiro SantAnna.

Em setembro, o Arquivo Público analisou seis (06) Listagens de Eliminação de Documentos visando a aprovação, recebidos por processos administrativos, conforme estabelecido pelo Decreto 52.808/2015, em seu Art. 6º, parágrafo V.

E, neste mês, foram recebidos na caixa do e-mail assuntos-proa@smarh.rs.gov.br, nove (09) e-mails de diversos órgãos, referentes a solicitações, esclarecimentos de dúvidas com relação à atribuição de assuntos no Sistema PROA. Além desses, na caixa de correio do SIARQ/RS foram recebidos quatro (04) e-mails com questões sobre gestão documental.

Para solicitar assessoria ao SIARQ/RS, visando implementar as normativas e os instrumentos de gestão documental, pode entrar em contato pelo e-mail siarq-apers@smarh.rs.gov.br ou telefone (51) 3288-9114.

Oficinas de educação patrimonial – Setembro 2017

Deixe um comentário

Confira as escolas que participaram das Oficinas de Educação Patrimonial oferecidas pelo APERS durante o mês de setembro:

  • Dia 13: os alunos do 9º ano – turma A, da EMEF Theodoro Bogen participaram da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História” acompanhados pelo professor Guilherme Fraga. Clique aqui para acessar o álbum de fotos.
  • Dia 14: os alunos do 8º ano – turmas A e B e do 9º ano – turma A, da EMEF Theodoro Bogen participaram da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História” acompanhados pelo professor Guilherme Fraga. Clique aqui para acessar o álbum de fotos.
  • Dia 21: os alunos do 9º ano – turma 91 da EMEF Celina Westphalen Weissheimer participaram da oficina “Desvendando o Arquivo Público: Relações de Gênero na História” acompanhados pela professora Juliana Pozzotatsch. Clique aqui para acessar o álbum de fotos.
  • Dia 28: os alunos do 2º ano – turma 202 do Colégio Estadual Inácio Montanha participaram da oficina “Resistência em Arquivo: Patrimônio, Ditadura e Direitos Humanos” acompanhados pela professora Raquel Braun. Clique aqui para acessar o álbum de fotos.

Para saber mais sobre nossas oficinas clique aqui.

Atualizado em 09.10.2017

Pesquisando no Arquivo: Secretaria da Justiça IV

Deixe um comentário

Hoje finalizamos a sequência de postagens referente aos processos de utilidade pública do acervo da Secretaria da Justiça com enfoque nos serviços prestados à coletividade em âmbito histórico-cultural. A cultura possui um papel de grande importância na sociedade, operando de certa maneira como um forte agente de identificação pessoal e social. Na busca de contribuir com a construção destas identidades estão as propostas dos museus, entidades que se caracterizam como espaços de memória dedicados à preservação da cultura. Nesta perspectiva, localizamos processos administrativos de solicitação de declaração e de manutenção de utilidade pública do Museu Histórico Visconde de São Leopoldo, compreendidos entre os anos de 1978 a 1982.

Com o propósito de ressignificar a presença alemã em território nacional, viabilizar as discussões sobre o teuto-brasileiro e sobre a nacionalização surge como proposta a criação de um museu que viesse a contribuir com a memória da Colônia Alemã de São Leopoldo, desta maneira tornando-se um centro de referência de conservação e pesquisa voltadas à imigração alemã. O Museu Histórico Visconde de São Leopoldo foi fundado em 20 de setembro de 1959, e traz como peculiaridade o fato de ser o primeiro museu no Brasil dedicado a esta temática. Situado em São Leopoldo, município considerado o “berço da imigração alemã”, o Museu é uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos.

A instituição possui um dos acervos mais importantes sobre a imigração alemã do país. Atualmente conta com cerca de 35.000 itens do acervo tridimensional, 30.000 fotografias, cerca de 360 títulos de jornais (parte em alemão) e 250.000 documentos. Compreende também uma biblioteca com mais de 24.000 livros referentes à história do Rio Grande do Sul e da imigração alemã. Defronte à dimensão numérica do acervo do Museu torna-se presumível a sua relevância cultural para a cidade e região e sua forte contribuição na construção da identidade local.

Como forma de propagar suas memórias e se aproximar do público, uma das propostas utilizadas pelo Museu são as visitas ao acervo exposto. Mencionadas já nos relatórios analisados e prosseguindo até os dias de hoje, as visitas são marcadas com antecedência e contam com um guia que acompanha o grupo no intuito de compartilhar o seu conhecimento acerca do acervo em questão e sanar eventuais dúvidas que possam surgir. Durante o período analisado (1978-1982), a média anual relatada circula entre 10.000 a 12.000 visitantes, que se dividem em grupos escolares, sociedade em geral e pesquisadores, especificados nos relatórios.

Os processos administrativos referentes a declaração e manutenção de utilidade pública do Museu Histórico Visconde de São Leopoldo compõem mais uma dentre as viabilidades de pesquisa no acervo da Secretaria da Justiça. Assim, encerramos a série de postagens destinadas a difundir as diversas possibilidades de linhas de pesquisas que integram o acervo da Secretaria da Justiça. Como citamos em postagem anterior, os processos de utilidade pública constituem a parcela do acervo que já está disponível ao público. Se você tiver interesse em pesquisar estes documentos, envie um e-mail para a Sala de Pesquisa do APERS (saladepesquisa@smarh.rs.gov.br) e solicite seu atendimento!

Referência: http://www.museuhistoricosl.com.br/index.cfm

Notícias relacionadas:

Divulga APERS – Novidades

Acervo disponível para pesquisa: Secretaria da Justiça

Pesquisando no Arquivo: Secretaria da Justiça I

Pesquisando no Arquivo: Secretaria da Justiça II

Pesquisando no Arquivo: Secretaria da Justiça III

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: