Seminário Genealogia: História e Identidade

3 Comentários

10ª Mostra de Pesquisa: programação 01/09

Deixe um comentário

APERS entre os finalistas ao Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade

Deixe um comentário

    No mês de julho o APERS inscreveu seu Programa de Educação Patrimonial e Cidadania para concorrer ao Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Para nossa felicidade, na última semana recebemos a notícia de que fomos selecionados, entre os trabalhos do Rio Grande do Sul, para concorrer entre os finalistas em nível nacional!

   O Prêmio está na 25ª edição e agracia iniciativas de todo o Brasil que busquem valorizar o patrimônio cultural do país. O Arquivo concorre na categoria Educação Patrimonial, que conta com 16 finalistas. No dia 27 de setembro saberemos quem são os 07 vencedores. Agora, é ficar na torcida!

Encerramento do Curso de Gestão Pública e Organização Arquivística

Deixe um comentário

     No último dia 23 encerrou-se o primeiro Curso do Programa de Gestão Pública e Organização Arquivística promovido pelo Arquivo Público do RS. Estiveram presentes servidores que trabalham em protocolos e arquivos setoriais das Secretarias de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano; da Cultura; de Segurança Pública; do Turismo; Políticas para as Mulheres; da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico; da Justiça e dos Direitos Humanos; assim como a Procuradoria-Geral do Estado, Junta Comercial, Conselho Estadual de Educação, Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social. O Curso teve duração de 40 horas distribuídas em dez encontros realizados entre 24 de julho a 23 de agosto de 2012.

      Este último encontro foi reservado para que os participantes expusessem a realidade de seus setores. Todos apresentaram trabalhos bem elaborados, esclareceram as dúvidas dos demais colegas, apontaram as dificuldades e possíveis soluções para os problemas encontrados.

     Através das fichas de avaliação preenchidas pelos participantes do Curso, podemos constatar sua satisfação em relação aos conteúdos abordados e seu comprometimento com implementação da gestão documental em seus locais de trabalho. A proposta é que os servidores que fizeram parte deste Curso sejam multiplicadores dos conceitos repassados durante os encontros.

     Acreditamos que a partir da capacitação de servidores para implementar a gestão documental em seus locais de trabalho, contribuímos para que estes sejam atuantes na preservação das informações de valor histórico e na perpetuação da memória do Poder Executivo Estadual. Assim agradecemos a todos que se envolveram neste projeto.

     Ressaltamos que este Curso é parte do Programa de Gestão Pública e Organização Arquivística do APERS, assim os servidores do Poder Executivo Estadual interessados em participar devem ficar atentos a publicação dos novos editais em nosso sítio e blogue institucional.

Outras notícias.

Este slideshow necessita de JavaScript.

10ª Mostra de Pesquisa: programação 25/08

Deixe um comentário

Clique aqui para ver a programação completa.

APERS entre “Os Caminhos da Matriz”. Participe!

Deixe um comentário

    No próximo sábado, dia 25 de agosto, será oferecido o Roteiro 1 no projeto Os Caminhos da Matriz: visitas guiadas e atividades culturais, que inclui visita ao Palácio Piratini, Solar dos Câmara e Arquivo Público. O ponto de encontro é a Praça da Matriz, às 14h. A atividade é gratuita e não é necessário agendamento prévio. Participe!

APERS conta histórias: 10 anos de Mostra de Pesquisa no APERS!

Deixe um comentário

     Recentemente em nosso blog lançamos luz sobre o “Mundo dos arquivos”, fazendo referência a filmes, séries e livros que tratam desta temática ou ambientam-se neste universo. Mas as iniciativas levadas a cabo no intuito de ampliar a visibilidade e o alcance “deste mundo” não são uma novidade no APERS: a compreensão da importância de difundir a instituição e seus acervos, suas possibilidades de pesquisa e reflexão tem sido uma preocupação constante há alguns anos. Exemplo disto é a Mostra de Pesquisa do APERS, ação que em 2012 completa 10 anos de existência com a realização de sua 10ª edição.

     A partir da constatação da necessidade de aproximação entre o Arquivo e a academia, surge em 2003 a Mostra de Pesquisa do APERS, com o objetivo de dar visibilidade à instituição, incentivar a pesquisa em acervos documentais e criar um espaço para a troca de conhecimento entre seus pesquisadores. A historiadora Márcia Rocha, funcionária da instituição à época, registra que “os acervos custodiados são minuciosamente investigados por incansáveis universitários. Boa parte destes documentos integra teses, dissertações e trabalhos de conclusão de curso, bem como artigos e projetos de pesquisa em disciplinas específicas. Para o Arquivo Público tornou-se imprescindível conhecer como este serviço vital de tratamento, manutenção e disponibilização de seus documentos repercute na sociedade. Com este objetivo realizou-se a I Mostra de pesquisa, a fim de apresentar os estudos de acadêmicos que frequentam a sala de pesquisa da instituição”.

     As três primeiras edições do evento centraram-se na apresentação de trabalhos desenvolvidos com documentação do APERS. Porém, como os pesquisadores de arquivo raramente produzem suas investigações a partir de acervos de um único local, em sua 4ª edição, realizada em 2006, ano do centenário da instituição, a Mostra ampliou-se abrangendo estudos cujas fontes não são exclusivas do APERS, como forma de conhecer, difundir e integrar outros centros de pesquisa. Para a IV Mostra de Pesquisa foi elaborado o regulamento que definiu os procedimentos necessários para a inscrição de trabalhos, que a partir daquele ano passaram a ser também publicados, além de apresentados. Desde então, a cada ano após o término do evento são lançados seus anais, mais uma importante iniciativa que dá visibilidade ao trabalho dos pesquisadores.

     Além da já consagrada apresentação de artigos, em 2010 criou-se a categoria de apresentação de pôsteres, modalidade voltada especialmente para pesquisas em etapas iniciais. Os pôsteres ficam expostos ao longo do mês de evento na Sala Joél Abílio Pinto dos Santos, andar térreo do Arquivo. Agora em 2012, quando se celebra uma década de Mostra, decidiu-se ampliá-la ainda mais, acolhendo no processo de seleção também estudos a respeito de instituições arquivísticas, suas funções e ações, além daqueles produzidos a partir da análise de fontes primárias de arquivo.

   Com esta trajetória de valorização de nosso patrimônio e nossa história, desejamos vida longa à Mostra de Pesquisa! Participe você também!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Historiadores, parabéns pelo seu dia!

Deixe um comentário

    Neste último domingo, dia 19 de agosto, foi o Dia do Historiador, profissional que se dedica a compreender e escrever sobre o passado, coletando, interpretando e problematizando seus registros. Mesmo que esta profissão ainda não tenha sido regulamentada – processo que está tramitando e que tem mobilizado a categoria – é reconhecido o papel social do historiador, seja atuando na área da educação, como professor, seja atuando em instituições de pesquisa e de memória.

    Os arquivos têm sido espaços primordiais para a realização de pesquisas históricas: a cada dia a Sala de Pesquisas do APERS está repleta de historiadores que com minúcia e paixão desnudam o passado a partir dos acervos aqui salvaguardados. Os diversos trabalhos técnicos desenvolvidos nos arquivos visam, em grande parte, atender de maneira qualificada a estes profissionais, que hoje homenageamos.

   Porém, nesta postagem o APERS não poderia deixar de destacar a relevância da contribuição destes profissionais também dentro dos arquivos e não apenas como seus usuários, afinal, entre as diversas possibilidades de atuação para o historiador estão inúmeras atribuições dentro destas instituições, trabalhando em parceria com arquivistas, conservadores, restauradores e outros profissionais: contribuição na organização de instrumentos de pesquisa que facilitem o acesso aos usuários; apoio no processo de Gestão Documental; criação de programas e ações na área de Educação Patrimonial, valorizando os arquivos como espaços de memória e resgate da história; atendimento qualificado aos usuários e pesquisadores da área, etc.

   Historiadores, parabéns pelo seu dia! Que a relação entre história e arquivos siga próxima e profícua!

Atividades APERS: DIVULGA APERS

Deixe um comentário

   As atividades realizadas pela Equipe do DIVULGA APERS consistem em centralizar as informações referentes ao Arquivo Público do RS e suas linhas de ação para publicizá-las em nosso Blogue, assim são atividades da equipe:

  • Incentivar os colegas a colaborarem com sugestões de notícias,
  • Selecionar as sugestões encaminhadas ao email do Divulga até terça-feira, de acordo com as instruções quanto ao uso das mídias sociais,
  • Realizar as adaptações necessárias e estruturar as notícias selecionadas,
  • Publicar no Blogue as notícias todas as quartas-feiras,
  • Encaminhar email para a lista de contatos do APERS informando novas postagens, e
  • Atualizar o Twitter diariamente (segunda a sexta-feira) e a Fanpage semanalmente.

   A equipe do DIVULGA APERS é composta por: Clarissa Sommer; Maria Cristina Fernandes; Silvia Soares e Viviane de Portella, além da colaboração de Vanessa Menezes no “APERS conta histórias”. Para saber mais sobre o DIVULGA APERS clique aqui.

Equipe Divulga APERS: Viviane, Maria Cristina, Silvia e Clarissa

10ª Mostra de Pesquisa: programação 18/08

Deixe um comentário

Leia outras postagens sobre a Mostra de Pesquisa do APERS.

Capacitação de Oficineiros: você sabe o que é?

2 Comentários

     Desde 2009 o APERS oferece à comunidade oficinas de Educação Patrimonial que trabalham a relação entre história, memória, identidade e cidadania a partir da observação, análise e reflexão do patrimônio custodiado pela instituição. As oficinas têm como público as turmas das séries finais do ensino fundamental, porém, elas fazem parte do Programa Educação Patrimonial e Cidadania, que é mais amplo e está estruturado em eixos:

   Assim, um dos eixos fundamentais de ação do Programa é a capacitação de oficineiros, que ocorre semestralmente e tem como objetivo contribuir para a formação de futuros educadores para que possam utilizar a Educação Patrimonial como ferramenta de ensino e aprendizagem, sendo capazes de mediar a relação entre seus educandos e a apropriação, reflexão e crítica do patrimônio cultural.

     Para isto a capacitação é organizada em 04 encontros teóricos, que incluem apresentação do APERS e do Programa, manuseio e discussão dos materiais das oficinas, leitura e discussão de textos da área de patrimônio; 01 encontro de observação, e que os capacitandos assistem à equipe do APERS realizando oficina com turma de alunos da Educação Básica; e 06 práticas, quando os futuros educadores realizam todos os passos das oficinas atuando com os grupos escolares.

    A formação é oferecida de maneira totalmente gratuita e em duas modalidades:

1- Estágio Curricular Obrigatório: para aqueles estudantes que precisam desenvolver seus estágios curriculares em instituições de memória com ações vinculadas à educação;

2- Horas Complementares: para aqueles estudantes que desejam obter certificado de horas complementares em atividades de extensão (40h).

    Divulgue, participe e ajude-nos a construir uma nova postura em relação aos patrimônios culturais e novas práticas educativas, que se utilizem dos bens culturais como fontes de conhecimento, que estreitem as relações entre as instituições de memória e as escolas, que sejam mais lúdicas e dinâmicas, e que consolidem a compreensão de que educação não se faz apenas dentro das salas de aula.

   Saiba mais.

Neste sábado inicia a 10ª MOSTRA DE PESQUISA APERS!

5 Comentários

Clique aqui para ver a programação completa.

Capacitação de oficineiros: inscrições abertas!

2 Comentários

Atividade prática no Curso de Gestão Pública e Organização Arquivística

5 Comentários

     Ontem, 07 de agosto, realizou-se o quinto encontro do Curso de Gestão Pública e Organização Arquivística, e assim, concluiu-se a metade do curso com êxito. Os temas já abordados trataram de assuntos como a relação entre o Estado e a Sociedade Civil, os Princípios da Administração Pública aplicados à Gestão Documental, Noções de Planejamento, Finanças e Orçamento Público, Noções de Arquivologia e Sistemas de Arquivo.

      Neste encontro tratou-se sobre os Instrumentos de Gestão Documental, foi explicado o processo de elaboração do Plano de Classificação e da Tabela de Temporalidade de Documentos vigentes, assim como sua aplicabilidade nos órgãos públicos, ressaltando os procedimentos de recolhimento de documentação permanente ao APERS, bem como sobre o processo de eliminação de documentos.

     O diferencial deste encontro foi uma atividade prática onde os participantes foram divididos em grupos menores e receberam cópias de documentos do acervo do APERS.  A proposta era classificar e avaliar esta documentação de acordo com o Plano de Classificação de Documentos e a Tabela de Temporalidade de Documentos. Foi um exercício muito produtivo, onde todos se envolveram, e trouxe os participantes à realidade daqueles que buscam implantar uma gestão documental adequada.

Saiba mais sobre o SIARQ/RS.

APERS em Números – Julho 2012

Deixe um comentário

Confira alguns dados referentes aos serviços realizados no APERS durante o mês de julho:

Atendimentos aos usuários: 1.472

Busca e rearquivamento: 2.131

Documentos recuperados: 383

Encaixamento: 138

Indexação Sistema AAP: 12.820

Oficinas de educação patrimonial: 06

Reprodução de documentos: 418

Visitas guiadas: 09

Saiba mais sobre os serviços que o APERS presta a comunidade.

O DIVULGA APERS ESTÁ DE ANIVERSÁRIO: 1 ANO!

1 Comentário

   Aqui no Arquivo Público do RS chamamos de DIVULGA APERS o núcleo responsável pelas ferramentas de comunicação online que utilizamos: BLOGUE, TWITTER e FANPAGE no Facebook! Estas ferramentas foram adotadas como estratégia de difusão objetivando divulgar as ações desenvolvidas na instituição; estimular a pesquisa em seus acervos; fidelizar seus usuários; aproximar a sociedade e incentivar a sua participação nos eventos da instituição.

   As primeiras ferramentas adotadas foram o blogue e o Twitter a partir de agosto de 2011 e em março de 2012 passamos a utilizar uma Fanpage no Facebook.

  Neste um ano procuramos publicizar o máximo de informações visando dar transparência as ações do Arquivo. Criamos artigos mensais como o:

  • APERS conta histórias: aqui pretendemos difundir alguns casos interessantes que revelam a história do Arquivo a partir da pesquisa em seu acervo institucional.
  • APERS em números: para informar o total de atendimentos prestados aos usuários, total de busca e rearquiamento de documentos no acervo, quantos documentos foram recuperados no laboratório de conservação e restauração, quantos documentos foram indexados no Sistema AAP, número de visitas guiadas e oficinas de educação patrimonial realizadas, e total de cópias de documentos entregues gratuitamente aos usuários.
  • APERS entrevista: entrevistamos pesquisadores que utilizam o nosso acervo como fonte para seus trabalhos, ou que tiveram o APERS como objeto de pesquisa.
  • Sala de pesquisa: informa os sábados em que o Arquivo abrirá e quantos pesquisadores tivemos nos sábados do mês anterior.
  • Visitas guiadas: listagem dos visitantes ao Arquivo.

   Também veiculamos séries de artigos atemporais como o:

  • Atividades APERS: com a finalidade de apresentar as principais atividades desenvolvidas no Arquivo e as equipes responsáveis.
  • Exposições virtuais: buscando expandir o alcance de nossos acervos e Instituição, criamos exposições para divulgar os acervos ou, ainda, exposições realizadas no Espaço Joel Abílio Pinto dos Santos, no andar térreo do Arquivo, através de sua virtualização.
  • Mundo dos Arquivos: algumas dicas de livros, filmes e séries que nos remetem ao ambiente de arquivos, bibliotecas ou museus.

   Para melhor navegabilidade de nossos usuários utilizamos, na barra lateral, widgets que viabilizam a acessibilidade às informações veiculadas, além de interação com o Twitter e sítios institucionais. Entre os widgets utilizados está a opção de “Seguir” o blogue, pesquisa interna, número de acessos ao blogue, categorias e arquivos mensais de artigos, e a divulgação dos comentários realizados a respeito dos artigos publicados.

  O Twitter é utilizado para postar os leads com links dos artigos publicados no blogue, informações institucionais e dicas sobre gestão documental. A Fanpage disponível no Facebook é integrada com o Twitter e utilizada para veiculação dos leads com links dos artigos publicados no blogue. Além de interagir com os usuários do Fanpage, permite que os usuários compartilhem os assuntos de seu interesse com os seus contatos.

  Após 1 ano de utilização do blogue foram publicados 194 artigos e recebidos 38 comentários. Neste período obtivemos mais de 30.600 visualizações (cada IP corresponde a uma visualização/dia) com uma média de 149 por dia. No Twitter somamos, até então, 343 seguidores e com apenas 05 meses de utilização a fanpage no Facebook foi curtida por 228 usuários.

   Ao introduzir o APERS no ambiente virtual e as mídias sociais em suas atividades de rotina, acredita-se que foram conquistados três resultados fundamentais: maior visibilidade à instituição, transparência de suas ações e a interação com a sociedade transpondo as fronteiras físicas. Além disso, as ferramentas utilizadas possibilitam registrar os acontecimentos que envolvem o APERS, criando um histórico institucional com livre acesso à sociedade a partir da colaboração dos servidores.

   Diante disto, é com muito orgulho que hoje lançamos a logomarca do DIVULGA APERS!

Sábados de funcionamento da Sala de Pesquisa do APERS – mês de agosto

Deixe um comentário

   Para melhor atender aos seus pesquisadores, a Sala de Pesquisa do APERS abre dois sábados por mês, das 9 às 14 horas, mediante solicitação prévia da documentação.

   No mês de agosto a Sala de Pesquisa abrirá nos sábados 18 e 25.

  Em julho, a sala de pesquisa atendeu a 05 pesquisadores, sendo os temas mais pesquisados: genealogia e inventários da Comarca de Itaqui.

  Os pesquisadores interessados em realizar suas pesquisas podem solicitar previamente os documentos no balcão de atendimento presencial ou por email (saladepesquisa@sarh.rs.gov.br), telefone (51 3288 9104) ou, ainda, através do Balcão Virtual.

   Agende sua pesquisa!

Ações PreservAPERS

Deixe um comentário

   Com objetivo de conscientizar funcionários e usuários sobre a importância da preservação dos acervos custodiados pelo APERS foi lançada em 2011 a campanha PreservAPERS. Dessa forma, tendo em vista o contínuo acesso às fontes primárias de pesquisa e algumas melhorias na Sala de Pesquisa, o Núcleo de Preservação juntamente com a Divisão de Documentação e a Associação dos Amigos do Arquivo Público realizou algumas ações no primeiro semestre de 2012, conforme segue:

  • Elaboração do folder Regras da Sala de Pesquisa;
  • Instalação de mural para veiculação de orientações sobre preservação;
  • Colocação de instruções visuais sobre preservação nas mesas de pesquisa;
  • Substituição dos molha dedos, a fim de incentivar o manuseio correto dos documentos;
  • Instalação de câmeras de vigilância que servem para monitoramento dos ambientes em tempo real gravando imagens diárias, que ficam armazenadas por um determinado período, podendo ser recuperadas quando necessárias.

   Além disso, os atendentes da sala de pesquisa são instruídos a sempre entregar o folder com as Regras da Sala de Pesquisa, o qual orienta desde medidas corretas sobre o manuseio dos documentos até a forma de solicitação de documentos para pesquisa. O PreservAPERS está sempre buscando conscientizar sobre a importância de se preservar a memória do Estado do Estado do Rio Grande do Sul.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Visitas guiadas ao APERS – Julho 2012

Deixe um comentário

   No mês de julho foram realizadas 09 visitas guiadas ao conjunto arquitetônico do Arquivo Público do RS. Visitaram nossa instituição:

Dia 03: 14 alunos do Curso de História da UFRGS, acompanhados pela professora Cláudia Mauch. Cláudia elogiou a instituição por oferecer disponibilidade de horários para visitação de acordo com a necessidade dos visitantes, bem como pelas instalações, acervo e cuidado com o mesmo!

Dia 04: 11 alunos do Curso de História da UFRGS, da disciplina História do Crime e da Justiça Criminal ministrada pela professora Cláudia Mausch.

Dia 10: 22 alunos, dos 1º e 2º anos do Ensino Médio do Instituto de Educação Novo Horizonte, acompanhados pelo professor Miguel Santos e pelos monitores Arthur Rodrigues e Jeferson Charão.

Dia 16: 23 alunos, do jardim ao 6º ano do Ensino Fundamental, do Projeto SASE da Associação de Moradores da Vila Rio Branco, acompanhados pelas educadoras Daniele Lima, Michele Oliveira, Caroline Machado e Jacira Rodrigues Machado. Também visitou o APERS Paulo Rodrigues de Oliveira, da cidade do Rio de Janeiro. Em visita ao Estado, Paulo procurou conhecer alguns locais culturais e em especial o Arquivo Público, pelo fato de ter uma filha arquivista. Ele gostou de conhecer nossos prédios e prometeu voltar com a filha, para que ela conheça o APERS.

Dia 18: Sérgio Tescher, fotógrafo que está montando um blogue com fotos de Porto Alegre e seus tesouros inexplorados. No APERS fotografou detalhes da arquitetura dos prédios mesclados com a documentação aqui existente.

Dia 20: o professor da Escola Câmera Viajante, Edgar Neumann ministrou aula prática de técnicas fotográficas para 05 alunos.

Dia 23: Suelen Tragnago, Tainá Buzzacaro, Isabela Ribeiro Carraro e Camila Guimarães, alunas do Ensino Médio da Escola Padre Reus, aproveitaram as férias escolares para conhecer instituições culturais de Porto Alegre.

Dia 28: 100 cidadãos do Programa “Viva o Centro a Pé” visitaram o APERS acompanhados da organizadora do evento Liane Klein.

Guias: Carlos Henrique Nery, Elizabeth de Lima, Iara Machado, José Araújo, Luís de Oliveira, Maria Lúcia Souto e Vera Lúcia Santos.

Doação do livro “Atas da Câmara Municipal de Pelotas”

Deixe um comentário

   No dia 25 de julho recebemos a doação de um exemplar do primeiro volume da obra “Atas da Câmara Municipal de Pelotas”, entregue pela Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Pelotas – IHGPEL, senhora Maria Roselaine da Cunha Santos. O livro contém a transcrição das atas da Câmara Municipal de Pelotas do período de 1832 a 1845 e integrará o acervo de nossa Biblioteca de Apoio.

%d blogueiros gostam disto: